Um blog de crônicas da Barelândia para o mundo!

BTemplates.com

sexta-feira, 30 de maio de 2014

A Copa triste do vira-lata sem pátria

O brasileiro trouxa de quinta grandeza que sofre de Complexo de Vira-Latas anda amargurado com a proximidade da Copa do Mundo no Brasil.
Enquanto os brazucas estão ansiosos pela Copa porque amam futebol, o vira-latas Coxinha de quinta grandeza torce contra, rezando em seu porão escuro que tudo saia errado para justificar a sua crença que tudo do Brasil é uma merda e tudo que é de fora é legal, principalmente se for de Miami.
A genuflexão em que se baseia a sua crença que o Brasil é uma merda deixou calos no seu joelho e na sua alma obscura.
Esse Coxinha vira-latas triste e angustiado está deprimido com a alegria dos outros brasileiros.
Enquanto as ruas, os carros, as casas se enfeitam de verde amarelo, a triste caricatura do Coxinha Vira-Latas vai ficando com cara de emo deprimido.
Para essas criaturas não adianta reza nem mãe de santo.
Vão virar os palhaços da Copa.
Quer ver espia só!
Share:

segunda-feira, 26 de maio de 2014

O Abençoado Coxinha não tem poesia

A televisão não tem poesia.
E o Abençoado Coxinha é uma criança que foi abandonada pelos pais na frente da televisão nesses tempos bicudos pós geração Y.
Tem crianças abandonadas nas ruas vítimas da pobreza material das suas famílias.
Esse tipo de pobreza o governo tenta combater criando programas como o Fome Zero e o Bolsa Família.
O Abençoado Coxinha é contra.
Já os Abençoados Coxinhas foram crianças abandonas por seus pais dentro dos condomínios fechados ou na proteção das suas casas de classe média.
Desde a tenra infância viu na televisão a grande mídia nacional representada pela Rede Globo que detém um monopólio de 70% do mercado de publicidade brasileiro, atacar de manhã, de tarde e de noite o partido trabalhista que atrapalha os planos dos banqueiros, do grande capital especulativo internacional e da elite jegue tupiniquim.
Esse ataque diurno e noturno fortaleceu a convicção daquela pobre criança abandonada diante da televisão de que o Brasil é o Haiti, de que o Brasil é uma grande merda.
Para ferrar o PT, a grande imprensa tem que ferrar o Brasil junto, dizer que o cu do mundo é melhor que aqui.
Nesse ambiente hostil surge a cabeça sem poesia do Abençoado Coxinha.
Portanto, caros amigos navegantes e Malditos Petralhas, oremos a canção que o Cazuza escreveu em estado de transe mediúnica para os Abençoados Coxinhas.
Vamos pedir piedade, senhor piedade.
Para essa gente careta e covarde.
Pra quem não sabe amar
Fica esperando alguém que caiba no seu sonho
Como varizes que vão aumentando
Como insetos em volta da lâmpada.
Amém!
Share:

sábado, 24 de maio de 2014

Selfie com direito a bico

Auto retrato virou selfie no Facebook.
Usar o celular para fazer foto de si mesmo virou uma febre nesses tempos de rede instantânea, compartilhada e livre.
Já o bico que algumas pessoas fazem para fazer o selfie vem junto com o modelo do celular, eu acho.
Quer ver espia só.
Tem mulher feia que faz bico no selfie e tem mulher bonita que não faz.
O selfie com bico é uma careta para parecer sexy e ter uma boca mais glamourosa esquema Angelina Jolie.
Mas criatura feia fazendo bico piora a situação do dragão.
Geralmente o bico da criatura feia vem acompanhado de uma empinadinha do bumbum para trás para parecer a popozuda no funk.
A estética bico de brasa montado em cima da popozuda do funk é o sonho de consumo de dez entre dez criatura feia facebookiana.
Pode reparar!
Share:

quinta-feira, 22 de maio de 2014

O Brasil do Abençoado Coxinha

O Abençoado Coxinha não vive no Brasil, vive no Haiti.
A realidade do Abençoado Coxinha vem da televisão que diz todo santo dia que o Brasil é o Haiti.
Se o Sabino Castelo Branco, o Datena, o Jornal Nacional, o Globo News, a revista Veja, o The Economist disserem que o Abençoado Coxinha nasceu do cruzamento do Adão e da Eva e que os Malditos Petralhas vieram de malditos chimpanzés, o Abençoado Coxinha vai para o primeiro boteco anunciar essa grande notícia.
O Abençoado Coxinha é um leso.
Leso de lesado, de ter alguma coisa a menos na massa cinzenta.
O Abençoado Coxinha não é um mau caráter.
Mau caráter são os caras por trás da noticia.
Esses são os inimigos do povo.
O Abençoado Coxinha não, o Abençoado Coxinha tem que ser encarado como um viciado em crack, um terminal.
Ele é vítima da televisão, da notícia.
Não sei que parte da música dos Titãs que diz “É que a televisão me deixou burro, muito burro demais” ele não entendeu, mas paciência.
Peço encarecidamente aos meus amigos navegantes que são Malditos Petralhas que tenham dó do Abençoado Coxinha e não partam para a agressão mesmo que sejam sistematicamente agredidos.
Pense Maldito Petralha: Podia ser você nessa situação.
Vamos pedir uma oração aos Abençoados Coxinhas mesmo que deus seja somente uma hipótese marromeno improvável.
Amem.
Share:

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Jornalões e a Teoria do Parentese de Gutenberg

Thomas Pettitt tem provocado polemicas no meio acadêmico afirmando que a humanidade está voltando à cultura de transmissão oral da informação e do conhecimento, tornando a época da imprensa escrita de Gutenberg apenas um parêntese na história.
Ele construiu a "Teoria do Parêntese de Gutenberg" para analisar uma época entre a invenção da imprensa por Gutenberg até os dias atuais com a invenção das mídias eletrônicas e das redes sociais.
Segundo ele a era digital derruba as barreiras entre imprensa tradicional e novas mídias.
A sobrevivência dos meios de comunicação tradicionais vai depender única e exclusivamente da sua credibilidade, coisa que a imprensa tradicional brasileira jogou para as cucuias devido ao seu engajamento ideológico, político e econômico pondo em risco o pouco da credibilidade que tem.
A internet revolucionou os costumes e a comunicação não podia ficar de fora dessa revolução, assim como a musica e outras atividades da vida.
A queda da audiência do Jornal Nacional, por exemplo, deve ser festejada pelas pessoas que querem a democracia brasileira com pluralidade de opinião.
O fim dessa mídia conservadora controlada por famiglias e seus interesses parece ser inevitável e está mais próximo do que se imagina.
A democracia agradece!
Share:

A Virada Cultural do Medo

A Virada Cultural de São Paulo foi criada pela prefeitura tucana copiando um modelo que acontece em Paris há anos.
Foi uma grande medida do ex-prefeito Jose Serra que ao menos fez isso de bom.
O formato da Virada Cultural se espalhou pelo Brasil e hoje é realizada em várias capitais brasileiras. É um formato de participação popular que leva cultura de diversas áreas as populações que sem ela não conseguiriam ter acesso a certos espetáculos de arte.
A Virada Cultural, como toda ação de governo, vira palco eleitoral, isso aqui ou na China.
A Rede Globo em campanha contra a Dilma transformou a Virada Cultural de São Paulo em um grande arrastão, violência e tráfico de drogas.
As notícias sobre os vários espetáculos que ocorreram na cidade viraram tudo Programa do Datena, só para atingir o Haddad, prefeito do PT, para assim atingir a Dilma.
É tão escancarado o jornalismo ideológico partidário praticado pela Rede Globo em ano de eleição que a ratazana que serve de urubologa na bancada do Mau Dia Brasil chegou a classificar de “absurdo ter tráfico de drogas na Virada Cultural em São Paulo”.
São Paulo que tem o PCC, Primeiro Comando da Capital, organização criminosa que controla o tráfico de drogas de dentro dos presidios de São Paulo, nascida e criado durante os vinte anos de governo tucano no Estado mais rico da União.
Essa grande imprensa ideológica e partidária conta com a boa vontade do nosso cérebro.
E com a falta dele nos Coxinhas.
Claro!
Share:

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Carta ao PT

Minha defesa não é mais pelo PT, é contra o neoliberalismo que tenta se impor e quebrar as economias dos países dando lucros aos patrões e tirando os avanços dos trabalhadores como, por exemplo, nas democracias da Suécia, da Dinamarca e dos países nórdicos em geral.
O PT não merece ser defendido, ele é covarde.
Ele tem medo da Rede Globo que representa os patrões, os banqueiros e tudo que não seja do trabalhador.
Todos os petistas do partido que conheço e voto, são medrosos e se deixam acuar pela imprensa corrupta.
Não sou do PT, voto no PT, mas detesto a covardia petista diante dos canalhas de sempre.
Vou votar no PT de novo, mas que ele pare de pagar a Rede Globo com a minha grana para fazer comercial da Petrobras mesmo sabendo que a Rede Globo quer vender a Petrobras para a Chevron.
O povo brasileiro precisa usar suas riquezas a favor dele.
Voto ainda na Dilma.
Sou filho de pessoas honestas e sei que o mundo e as pessoas são honestas.
Share:

quinta-feira, 15 de maio de 2014

As lindas tambem cagam

Todo mundo tem lombrigas assim como todo ser vivente que vive sob o céu equatorial da Barelândia caga.
Jogar um barro é da natureza do cidadão, seja ele rico, pobre ou marromeno.
Uma amiga morta de chic, poderosa, empresária, dona do seu negocio, do seu nariz, montada na grife, pilotando seu carro ultimo tipo que tem até raitiuflaiti automático, também caga.
E muiiito.
Tem gente que caga mais do que o normal ou caga mais do que come.
Só pode.
Estava eu na minha humilde morada quando tocou a campainha desesperadamente parecendo pedinte domingo a tarde. Pedinte escolhe só os domingos a tarde para tocar campainha insistentemente e ainda te mandar a merda quando você diz que só tem cartão de credito.
Fui atender e era essa amiga do lado de fora do muro pedindo pelo amor de deusio que eu abrisse o portão correndo.
Abri.
Ela passou por mim correndo pedindo para usar o banheiro, não deu tempo para responder porque ela já estava dobrando o corredor a caminho dele.
Ela entrou e ficou horas.
Comecei a sentir um cheiro horroroso de bosta no ar misturado a Channel Nº 5.
Tinha Channel Nº 5 a dar com pau, mas tinha muito mais bosta.
O cheiro entranhou no ar.
Discretamente fui para o meu escritório fingir que não percebi nada.
Quando essa amiga querida saiu do banheiro pediu um calção e uma camiseta emprestado e foi contar que estava vindo do trabalho sentindo uma baita vontade de cagar no ar refrigerado do seu carrão importado.
Pegou um puta engarrafamento no V8 que demorou uma eternidade e a vontade crescendo.
Ela disse que ficou com a periquita doida de tanto prender a vontade de soltar um barro.
Pensou em vir na minha casa que era mais perto que a casa dela, mas quando chegou na minha porta o charuto da estava no beiço e não deu para segurar.
Fez na lingerie mesmo.
Pegou sua sacola com a roupa toda cagada, calçou seu salto sete, refez o Channel Nº 5 e saiu andando na maior dignidade do mundo.
Todo mundo caga.
Share:

Com Copa e sem água

Copa do Mundo no Brasil é uma realidade, queiram ou não os descontentes.
Durante a Copa do Mundo em ano eleitoral o evento que deveria ser uma festa para um povo que ama futebol vai ser usado em ano de campanha eleitoral contra e a favor do governo.
O esforço obvio que a Rede Globo faz para minimizar a culpa do PSDB da falência do sistema de abastecimento de água na grande São Paulo é tão obvio quanto o esforço que ela faz para usar a Copa do Mundo contra o PT, mesmo lucrando horrores com isso.
As manifestações contra a Copa agora são pautadas pela Rede Globo e Folha de São Paulo, pode reparar.
Enquanto isso a cidade que vai abrigar a abertura da Copa do Mundo periga ficar sem abastecimento de água por culpa de um governo que administra o Estado mais rico da união há vinte anos e privatizou todo o sistema de abastecimento.
Com Copa a gente vive e ainda vai ter lucros.
Já sem água...
Quero ver manifestante contra a Copa chegar em casa e não poder sequer tomar banho.
Isso eu quero ver.
Share:

Quando a imprensa conservadora vira folhetim grevista

Quem viveu no Brasil varonil nos últimos cinquenta anos e conseguiu ficar no banco escolar nas aulas de história sabe de que lado a grande mídia conservadora monopolizada brasileira está.
Sempre ao lado dos patrões e nunca ao lado do povo, do trabalhador, do grevista.
A chamada grande midia brasileira construiu seu império durante a ditadura militar e segue os mesmos moldes sempre ao lado do patrão, do dono do banco e contra qualquer governo que não ouse respeitar os interesses do patrão e dos bancos.
Quando a CUT, o MST e outras frentes populares organizavam greves eram tratados como criminosos ou simplesmente ignorados.
Quantas greves de professores feitas em Sampa em frente ao Masp só foi lembrada pelo cassetete da PM paulista e quando dava na Rede Globo era somente uma meia dúzia de professores sindicalizados arruaceiros ligados ao PT.
Hoje, se ligar a televisão no Globo News aparece greve até de traficante de pó em helicóptero.
Se não for em São Paulo contra o governo tucano, claro!
Se for contra o PT, é noix!
O monopólio dessa imprensa conservadora de direita encabeçada pela Rede Globo está desempregando até os folhetins dos sindicatos.
Assim não dá!
Share:

domingo, 11 de maio de 2014

Pobre anda comendo demais, disque!

Quem foi em algum xopis do Brasil varonil ontem e hoje iria ficar com medo de ver tanto pobre gastando por conta do Dia das Mães.
E ainda tem urubu dizendo que o Brasil está mal.
Abri agora o Globo News porque pobre adora ver Globo News e seus economistas falando em ações para cá, bilhões para lá, falando mal do PT e dizendo que o Brasil vai virar o Haiti já já se o PSDB não ganhar a eleição.
A nova dos economistas do Globo News é afirmar que o salário minimo brasileiro está muito alto e que pobre está comendo demais.
Também acho!
Se você for no Xopis hoje vai ver um bando de pobre se atolando no maquidonaldes.
O Arminio Fraga vai ser Ministro da Fazenda do Aécim e reparou que pobre está comendo muito e já disse se pobre continuar a comer tanto assim o Brasil vai ter problema com vaso sanitário não sei o que não sei o que lá.
O Globo News em campanha pelo Aécim já começou a dar ares de seriedade a esse treco de que pobre come demais.
Pobre só se fode nessa porra.
Ôôôhhhh raça!
Share:

A ayahuasca liberou a grande mãe

Tínhamos chegado em Livorno na costa mediterrânea da Itália vindos de Lisboa em uma viagem cansativa. Levar a vida cruzando a Europa em um caminhão, mesmo que virtual, acompanhado da Amy Winehouse e seu ritmo acelerado é de matar um cavalo.
Era domingo, Dia Das Mães, a noite estava caindo em Livorno e eu só queria pegar uma encomenda que um amigo mandou da Barelândia pelo Sedex, coisa que ainda funciona. Peguei o pacote no correio italiano, voltei para o caminhão para conferir a minha encomenda. Uma camisa da seleção brasileira e uma do amado São Raimundo, meu time velho de guerra pois nasci no bairro da Gloria e sou um autêntico bucheiro.
Quando abri a caixa do correio, além das duas camisas tinha um frasco de agua mineral de um litro contendo um liquido marrom cor de cocô. Ao lado da garrafa um bilhete dizendo que se tratava de um litro de ayahuasca ou Santo Daime para alguns.
O meu amigo da Barelândia é da União do Vegetal, uma seita espirita que usa a ayahuasca e sabe que eu conheço os mistérios do chá.
Ayahuasca é uma bebida produzida a partir de duas plantas amazônicas (Banisteriopsis caapi ePsychotria viridis) para fins rituais e utilizada na medicina tradicional dos povos da Amazônia. Atualmente seu uso acha-se difundido entre os adeptos de diversos cultos praticados também fora da Amazônia.
Deixei a garrafa com ayahuasca no console do caminhão e fui atrás de um banheiro público para tomar banho enquanto a Amy dormia abraçada com a Lourdes na cama da cabine.
Demorei mais ou menos uma hora tomando banho e fazendo a barba e voltei para o estacionamento onde estava meu caminhão.
De longe ouvi o som alto vindo do estacionamento. Quando entro dou de cara com a Amy e a Lourdes dançando funk totalmente nuas indo até o chão rebolando cantando “Ado...ado...ado...cada um no seu quadrado”.
Elas iam para frente e para trás, rebolavam indo até o chão e repetiam esse passinho com em um ritual.
Foi então que reparei que a garrafa com ayahuasca estava vazia no chão.
As loucas tinham bebido um litro da beberagem.
Lembrei que a borracheira só dura quatro horas, mais ou menos.
Sentei ao lado do caminhão para ficar observando a presepada até que as duas me notaram e vieram sentar ao meu lado.
A Amy começou a vomitar, uma das reações da ayahuasca para iniciantes, e logo em seguida começou a abraçar o pneu do caminhão pedindo perdão por tudo.
Ela abraçava o pneu do caminhão, chorava em soluços e pedia perdão.
Depois de passada a lombra fui perguntar para ela o que tinha acontecido e porque o choro. Ela disse que se viu abraçada ao útero da mãe dela e que era redondo e negro com um ponto luminoso no meio.
Realmente, o pneu é redondo, todo negro e tem as calotas brilhantes no meio.
Faz sentido.
Share:

A mãe do juiz também é macaco

Yes, somos todos macacos.
A frase “Somos todos macacos” para se solidarizar com o lateral direito Daniel Alves quando ele comeu uma banana jogada por um torcedor generoso do boi contrário na civilizada Espanha logo virou marca de grife pelo Luciano Hulk que de besta não tem nada.
O Darwin já dizia que "nós somos todos macacos" há mais de cem anos e ainda tem religioso que dá siricutico só em ouvir disso.
No Dia das Mães todo mundo fica mais generoso porque até o juiz de futebol tem mãe.
Pense nisso quando for xingar a mãe do juiz.
Quero ver o “Somos todos macacos” quando o juiz marcar um penalti que não houve contra o teu time.
Outra classe de pessoa que também tem mãe é o pobre de direita.
Pior que o juiz ladrão é o pobre de direita.
Aquele pelego que trabalha contigo, ganha a mesma merda que você, mas só porque agora tem televisão à cabo e assiste o Globo News, vive falando mal do partido trabalhista que aumentou o salário de merda para um salário menos de merda dizendo "eu vai votar no Aécio" que vai ter como Ministro da Fazenda um tal de Arminio Fraga que já disse que vai baixar o salário mínimo porque esse está muito alto.
O pobre de direita é um tipo de autista que sofre de Síndrome de Estocolmo, só pode!
Portanto, quando for xingar o pobre de direita e o juiz ladrão, muito cuidado.
Lembre-se.
Eles também tem mãe.
Ôôôhhhhhhhh raça!
Share:

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Overdose em Lisboa

Eu e a Amy, meu caminhão virtual do game Euro Truck Simulator 2, chegamos em Lisboa vindo de Rotterdam na Holanda carregado até o tucupi de ácido (ácido industrial). Chegamos por volta da meia noite muito cansados da viagem atravessando os Países Bascos e suas estradas sinuosas.
Sentamos no primeiro boteco que encontramos para encher a cara de vinho do Porto. Cada um pediu uma garrafa para si. Abri a minha e bebi no gargalo.
A Amy como sempre foi dar umas bandas pelo lado escuro da cena underground. Pedi para ela trazer a ponta pra mim ela mandou eu ficar com o meu vinho, como sempre.
A Amy é meu melhor alterego.
Ela demorou pacas e eu sai pelos bares da região para ver se encontrava a maluca pois ela estava com a chave do caminhão.
Encontrei dois bares depois, ela em uma mesa na calçada da fria madrugada de Lisboa levando o maior papo com um casal.
Sentei e fui apresentado.
O cara é um médico português chamado Armando e a namorada dele uma brasileira que se chama Lourdes.
Lourdes tinha conhecido o Armando quando batia calçada pelas bandas do Teatro Amazonas, na Barelândia capital do Amazonas. Lourdes tinha nascido Clovis e desde a tenra idade se sentia uma mulher. Com o tempo virou um travesti e como a maioria dos travestis pobres teve que se prostituir para sobreviver nesse mundo cão.
Afinal, para cada travesti tem sempre um Ronaldinho Fenômeno afim de se enganar, disque.
Armando trouxe Lourdes para Lisboa, apresentou para a família e casou meses depois.
Hoje o Clovis é Lourdes operada e tudo. Fez cirurgia de mudança de sexo no Marrocos que é mais barato.
Armando estava comemorando o fato de ter conseguido um emprego depois de longos meses desempregado devido a dura recessão europeia, principalmente em Portugal.
Conseguiu um emprego pelo Mais Médicos, programa do governo brasileiro. Ia trabalhar em Barreirinha no Amazonas, uma pequena cidade as margens do Paraná do Ramos que há anos estava precisando de médicos e nenhum médico brasileiro queria ir trabalhar lá.
Pedimos outra rodada de vinho do Porto para brindar.
Quando olhei para o lado, a Amy estava de beijos e abraços na maior pegação com a Lourdes. O Armando ficou muito enciumado e eu com medo que desse merda.
Portugueses são muito passionais, não aguentam chifres assim na lata.
Me levantei da mesa temendo o pior e fui para o caminhão dormir.
Acordei com o sol batendo na cara atravessando a vidraça da cabine. Quando olho para o lado vejo a Amy nua dormindo com a Lourdes que a essa altura eu nem sei mais se era o Clovis.
Fomos tomar café no cais do porto de frente para o rio Tejo e eu perguntei para a Lourdes – Clovis onde estava o Armando.
Ela disse que tinha voado para o Brasil cedo pela manhã e que iria visita-lo em Barreirinha.
Achei uma boa ideia e uma boa desculpa para voltar a minha velha e querida Barelândia.
Saudade de um jaraqui frito.
Share:

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Amy Winehouse quer cantar na abertura da Copa

Parei a Amy Winehouse, meu caminhão virtual, na zona portuária de Rotterdam e convidei meu alterego para bebericar umas brejas geladas em algum puteiro da região.
Afinal, há mais de 500 anos que Rotterdam é uma zona portuária cheia de puteiros. O Brasil ainda era dos tupinambás e Rotterdam já era um grande puteiro.
Sentei no bar e a Amy saiu atrás de um baseado para chapar, então peguei o tablet dela emprestado e comecei a ler as notícias do meu amado Brasil varonil como um bom sadomasoquista que sou, ou como diz a Amy, tenho Síndrome de Estocolmo.
Não pelo Brasil varonil, mas por sua imprensa que transforma o Brasil no Haiti por vontade política das suas elites que adorariam que o Brasil fosse o Haiti.
Passando um pano rápido pelos jornalões criminosos e conservadores e eis que uma notícia me chamou a atenção.
Todos estavam secando a pimenteira do projeto Andar de Novo, um projeto liderado pelo neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis e do qual participam 156 pesquisadores do Brasil, EUA, Inglaterra, França, Suíça, Alemanha, Portugal, Chile, entre outros países. O objetivo dessa pesquisa, no futuro, é permitir que paraplégicos possam andar novamente através da robótica aliada a neurociência.
O Miguel Nicodelis, cientista brasileiro é uma das maiores autoridades no campo da neurociência no mundo e em 12 de junho, na abertura da Copa do Mundo, no Itaquerão, em São Paulo, o mundo assistirá ao vivo a demonstração de um salto da ciência: um jovem paraplégico, “vestindo” uma “roupa robótica” (exoesqueleto), dará o chute inaugural na cerimônia.
Porém, Nicolelis e o projeto Andar de Novo estão sendo alvejados por alguns pesquisadores que tentam transformar esse momento histórico da ciência brasileira em algo ruim.
Engana-se quem acha que por trás desses ataques estejam razões puramente científicas.
Há guerra de egos, inveja do sucesso alheio, brigas pelo poder, disputas por verbas e até motivos ideológicos. Nicolelis vota abertamente em Lula, Dilma e no PT. E os seus pares (a esmagadora maioria) e a mídia não perdoam o seu posicionamento político. Um dos seus críticos é antipetista.
Ou seja, por questões políticas eleitoreiras estão querendo foder a Petrobrás e agora um projeto que pode tirar o sofrimento de paraplégicos do mundo todo.
“Essa gente não tem escrúpulos quando se trata de briga pelo poder”, pensei com meus botões depois da terceira cerveja.
A Amy voltou meio chapada e perguntei se ela tinha guardado um pouco para mim, ela respondeu para eu ficar com as minhas brejas.
Falei sobre a notícia que estava lendo ela ficou passada e comovida e disse “Depois a maluca sou eu!”
Pegou o seu violão no caminhão e começou a dedilhar uma canção nova dizendo que ia cantar na abertura da Copa do Mundo no Brasil enquanto um paraplégico daria o chute inicial do evento dançando ao som da soul musica da Amy.
Dessa vez quem se comoveu foi eu.
Share:

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Amy Winehouse não foi linchada em Valladolid

Passando com a Amy Winehouse, meu caminhão virtual, por Valladolid na Espanha, indo de Faro em Portugal até Glasgow na Escócia, entregar uma carga de cianureto, cansei de ouvir Jack White em uma radio-web de Estocolmo parta ligar na CBN, a rádio que troca a notícia que vem do Brasil varonil.
O locutor do rádio dizia que um bando de moradores de uma favela em Guarujá tinham linchado uma mãe de família inocente. A mulher tinha sido espancada, arrastada, vilipendiada, por horas a fio e ninguém ousou defender essa mulher.
Dizem que a turba estava enfurecida por uma denúncia feita em uma página do Facebook chamada Guarujá Alerta que segue os moldes do programa se espremer sai sangue do Datena.
Esse tipo de programa de quinta categoria enquanto incentiva o pobre a linchar o outro pobre com uma mão, a outra mão recebe grana de políticos corruptos que roubam a merenda escolar ao qual esses programas populares ajudam a eleger.
Ouvi o Arnaldo Jabor, colunista preferido da Rede Globo dona da CBN, culpar o PT pelo linchamento.
O Arnaldo Jabor é casado com a Suzana Villas Boas, secretária do Jose Serra e pago para falar mal do PT.
Mas pera lá.
Eu sei que esse é o serviço dele, ele é pago para isso, mas creditar ao PT, o partido trabalhista mais linchado do Brasil pela mídia patronal, ai é dose.
A Rede Globo e o Arnaldo Jabor casado com a Suzana Villas Boas, secretária do Jose Serra e pago para falar mal do PT lincham o PT desde que o PT é o PT.
Perguntei para minha conselheira Amy Winehouse se ela conhecia o Arnaldo Jabor, um cineasta falido que virou cronista, casado com a Suzana Villas Boas, secretária do Jose Serra e pago para falar mal do PT.
Ela deu de ombros dizendo que não e perguntou porque eu fiz aquela pergunta.
Eu respondi: Estava achando que você tinha mandado alguma droga alucinógena para o Jabor.
Ela disse: Não estrago minhas preciosidades com gentinha.
Ah bom...
Então tá!
Share:

terça-feira, 6 de maio de 2014

O Domínio do Fato chegou na periferia

Uma mulher foi barbaramente assassinada no Guarujá por uma turba de populares porque um retrato falado de uma pessoa que se parecia fisicamente com ela foi veiculado em uma página do Facebook chamada Guarujá Alerta feita nos moldes do jornalismo policialesco Datena que incentiva pobre linchar pobre.
Na Barelândia tem aos montes desse tipo de programa de quinta categoria e começou com a gang dos Souza que comandavam linchamentos e tráfico de drogas a partir da televisão estimulando prender e matar ladrão de galinha enquanto recebem gordas fortunas dos caciques corruptos a quem ajudam a eleger.
A mídia brasileira é um monopólio dividido entre cinco famiglias que apoiaram a sangrenta ditadura militar instalada em 64. A famiglia Marinho da Rede Globo, a famiglia Mesquita do Estadão, a famiglia Frias da Folha de São Paulo, a famiglia Civita da editora Abril que publica Veja e outras e a famiglia Saad da Band.
Essas cinco famiglias diuturnamente dizem o que querem nos seus jornalões que servem de ferramenta de chantagem empresarial, econômica e principalmente política.
A cada eleição essa turma tenta eleger o seu candidato à presidência.
Pode reparar que todas cantam a mesma ladainha contra o PT e nada contra o PSDB.
Quer ver presta atenção.
Depois que o PT, um partido de origem nos trabalhadores ganhou a eleição, essa mídia patronal a cada dia inventa uma notícia nova contra o partido, com ou sem provas, com ou sem crime.
A grande imprensa brasileira já assassinou milhares de pessoas e reputações desde a sua invenção na ditadura militar.
Essa senhora dona de casa que foi brutalmente assassinada foi julgada e condenada por um tribunal de rua que usou o Domínio do Fato, um recurso jurídico usado para condenar réus sem provas desde que o juiz queira condenar. Esse recurso foi usado no julgamento do Mensalão do PT.
E hoje é usado para assassinar pessoas inocentes nas ruas.
O efeito STF chegou as ruas.
A grande mídia corrupta de sempre controla uma matilha de Coxinhas prontos para linchar quem eles indicarem.
Amanhã pode ser você!
Share:

sexta-feira, 2 de maio de 2014

O corno do WathsApp

Ser corno é um estado de espirito.
Se a pessoa se sentir corno e se olhar no espelho vai ver que não tem chifre algum em cima da sua testa.
O que vai ver são olhos tristes e rugas cheia de dúvidas, angustia e tristeza.
Mas chifre não.
Chifre é coisa de bode preto.
Afinal, em tempo de WhatsApp, se a pessoa amada quiser trair, ela trai no assento ao lado dentro carro e ainda ri pra você contando uma piada.
Pode reparar.
Quem usa essa rede social desgraçada parece pertencer a um grupo seleto de seres que vivem em um mundo à parte, em outra dimensão, em um second life.
Parece uma quadrilha.
Portanto se você, caro amigo navegante, não quiser jogar o celular caríssimo da pessoa amada pela janela do carro, anime-se, já foi inventado pelas Organizaçôes Tabajara o revolucionário Desencanation Chifreichon 2, o único que promete anestesiar essa sensação de que alguém está te corneando pelo WhatsApp.
O Desencanation Chifreichon 2 é uma boneca inflável que cabe no seu bolso dobradinha, assim que a pessoa amada começar a usar o WhatsApp olhando para você com cara de safada e dizendo que é só uma piada, você saca a boneca inflável e dá-lhe uma sapecada.
A Desencanation Chifreichon 2 é toda siliconada, muda de cor de acordo com a vontade do freguês, os peitos são calibráveis e a periquita tem vários níveis de bezerro indo de nível um ao nível cinco. O nível cinco é só para adeptos de sado-masoquismo pois aperta para chuchu.
Dessa forma a sua relação nesse mundo altamente virtual e tecnológico pode durar por longas décadas.
O Desencanation Chifreichon 2 é encontrado a venda pelo Mercado Livre ou você pode baixar uma versão pirata pelo PirateBay.
É só procurar no Google.
Share:
Tecnologia do Blogger.

OCUPE REDE GLOBO

Loading...

Pesquisar este blog

Veja meu site profissional

Veja meu site profissional
Jorge Laborda é um cara metido a designer, escritor e a ser humano.

Blogs que vale conferir

Arquivo do blog

Definition List

Contact

Support