Um blog de crônicas da Barelândia para o mundo!

BTemplates.com

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Brasil, um país de merda

Todos os idiotas se convencem que eles são uma merda convencidos por alguém que quer explorar os idiotas.
Essa técnica é simples, a raposa sempre diz que a uva não vale nada para tentar dar um bote.
Só que a uva não pensa.
O Brasil é um pais com o maior potencial do mundo e sempre ouviu isso, desde a chegada de Cabral há 500 anos que pensava em roubar nossa riqueza e gastar em Lisboa, aquela merda.
O Brasil vai sediar uma Copa do Mundo e uma Olimpíadas e com graves problemas a serem resolvidos por um país que foi explorado durante 500 anos por uma gente que sempre disse que o Brasil é uma merda.
O Complexo de Vira-Latas é uma doença de idiotas.
O Brasil é o único pais com potencial claro de crescimento por ter reservas minerais, florestais, sol para caralho e a Garota de Ipanema.
No Leblon tem uns piás de predinho feito o Lobão que insistem em dizer que o Brasil é uma merda porque a polícia do Rio criou a UPP e a cocaína da Rocinha ficou mais batizada.
Os cuzão do Não Vai Ter Copa adorariam que o Brasil não fosse nada e justificasse as viagens para Miami fazer compras.
Hoje saiu nos jornalões canalhas que a taxa de desemprego do Brasil bateu a taxa mínima de 5,3%, muito menor que toda a Europa e EUA.
Pau no cu para quem diz que o Brasil é um país de merda.
Merda é quem não quer o Brasil com Copa, com Olimpíadas, sem Mais Médicos, sem nada.
Idiotas.!
Share:

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

A próstata do Serra acusou o golpe

O Jose Serra que comandou o processo de privatização do governo FHC.
Embratel, Eletrobrás, Vale do Rio Doce, Furnas, Ligth, Banestado, Banespa e etc, todos foram “doadas” para amigos com dinheiro “emprestado” pelo BNDES com prazo a perder de vista.
Foi o negócio do século para o banqueiro obscuro Daniel Dantas dono de um banco obscuro chamado Oporttunity.
Hoje li nas páginas dos jornalões tupiniquins que apoiaram essas doações neoliberais que o José Serra operou a próstata.
Embora não tenha sido o dele que entrou na roda, mais dia menos dia a justiça é feita.
A próstata do Serra acusou o golpe.
Tanto deu de graça o que não era dele que a próstata sambou.
Enquanto a próstata dele acusa o golpe, a Verônica Serra, filha e laranja dele, sai na lista da revista Forbes como uma das pessoas mais ricas do mundo.
O José Genoíno que morava em uma casa do BNH no valor de cento e cinquenta mil reais, hoje mora na Papuda.
A imprensa tupiniquim tucana jogou o Genoíno na cadeia e a Verônica Serra na Forbes.
Contando com a ajuda de uma turba de mal informados que se acham inteligentes.
Todos tomando na próstata bonitinho.
Share:

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Nem Hendrix nem Mindú

Nos idos do ano de 1970 o Brasil foi campeão do mundo de futebol e isso serviu de alimento para anestesiar a alma brasileira que vivia uma ditadura cruel imposta pelos EUA em época da Guerra Fria contra o comunismo da antiga URSS.
O mundo ouvia Rolling Stones, Hendrix e Beatles e eu pescando jacundá as margens do transparente Mindú, um igarapé que circunda todo o Bairro do Parque 10 na então pacata Barelândia entronizada as margens do glorioso Rio Negro bem no Encontro das Águas, onde o Negro se enrosca com o Solimões virando o Amazonas.
Cresci vendo a cidade explodir em favelas nos anos 70 e 80 de uma forma caótica e sem noção.
Passei a ouvir Rolling Stones, Hendrix e Beatles e queria ser caótico e sem noção também.
Vieram as drogas, o sexo e o rock n’ roll e os anos da Geração Coca-Cola com a musica do Renato Russo de fundo.
O Mindú viu meu primeiro porre e minha primeira transa enquanto eu o vi morrer.
O jacundá, um peixe arisco, belo e sensível ao homem branco e sua poluição, sumiu do Mindú. Hoje só tem tilápias, um peixe africano, carnívoro, introduzido no igarapé graças ao descaso de criadores de peixes que o importaram da África e deixaram vazar algumas espécies.
Os condomínios passaram a jogar sua bosta e outros dejetos no igarapé e hoje ele virou um esgoto a céu aberto.
Depois de tanto tempo, hoje dou minhas caminhadas matinais no Passeio do Mindú, um arremedo de parque as margens do igarapé cercado de condomínios classe média.
Olhando para ele e ele olhando para mim.
Esse caos desnecessário poderia ser evitado.
Ainda há tempo de diminuir essa judiação.
Sonhar não custa nada.
Bem mais barato que o preço do condomínio que insiste em jogar merda todos os dias no pobre Mindú.
Share:

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Não pode ter Copa, mas pode Trensalão

O Ano eleitoral de 2014 já começou, e como todo mundo já sabe, na política vale chute nos colhões. O que nem todo mundo sabe é que a grande imprensa brasileira é monopolizada por quatro grandes famílias de origem na elite tupiniquim e defendem os interesses dessa elite escravocrata. Os Marinhos da Rede Globo, os Civita da Veja, os Frias da Folha de São Paulo, os Mesquitas do Estadão, todos eles tem em comum defenderem os banqueiros e os patrões por serem sócios desses bancos e patrões. Em ano eleitoral eles entram em campanha tentando eleger seu candidato a presidência da república. Esse ano é o Aécio Neves por falta de cocaína melhor. Vai a cocaína batizada mesmo. Em ano de eleição, todo e qualquer movimento social espontâneo vai ser usado por essa grande mídia nativa contra seu adversário político que tem que ser desbancado do poder. O PT esse ano vai virar a Geni mais uma vez. Essa gente da elite sempre viveu do sangue do trabalhador durante os 500 anos em que o Brasil é Brasil por causa do pau brasil. Hoje nem tem mais pau brasil nem escravos, mas essa elite pensa que o trabalhador ainda é escravo e burro. E tenta manipular a consciência do zé povinho aqui embaixo. Os trouxas que não querem a Copa do Mundo no Brasil por acharem que o Brasil é o Haiti porque todo dia o programa jornalístico Mau Dia Brasil diz que o Brasil é o Haiti, vão ser usados como massa de manobra em ano eleitoral para que essa elite volte ao poder. Os meninos emergentes do Rolezinho não lembram que se hoje são da nova Classe C que pode gastar em shoppings, foi por conta de programas de um governo trabalhista que seus pais foram alçados a esse novo patamar social. Durante o governo Lula/Dilma mais de 20 milhões de brasileiros tiveram sua renda aumentada e hoje o Brasil tem a menor taxa de desemprego do mundo em torno de 5,7%, menor que toda a Europa e EUA. Esses dados saem em pé de página na grande mídia. No topo da página todo dia vai sair que meia dúzia de manifestantes quebraram toda a região da Avenida Paulista em protesto contra a Copa. Vão culpar a polícia de bater incentivando mais trouxas a protestar. E dentro, tudo junto e misturado, vão estar a direita sempre à espreita, os tiozinhos esquerdoides do PSOL e PSTU, os Black Bloc da Xuxa, os Rolezinho do Lula, todos pegando a maior pilha dos tiozinhos da imprensa. 2014 só vai ter baixaria, pode esperar!
Share:

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Pompoarismo não é Bezerra

Devido ao grande interesse que o assunto desperta na sociedade Baré e a completa falta de informação sobre o tema em questão tornou-se relevante a criação de um workshop sobre o assunto “Pompoarismo Não É Bezerra”.
Como virou moda aqui no Amazonas fazer workshop porque o nome é chic meu amorrr e porque no ramo Neo Ambientalista Criado em Cativeiro workshop é a galinha dos ovos dourados, o grupo de apoio a candidatura do Cacique Barezinho muito inteligentemente pensou em fazer um também.
O pompoarismo é uma antiga técnica oriental, derivada do tantra, que consiste na contração e relaxamento dos músculos circunvaginais.
A bezerra não é técnica nem filosofia.
A bezerra da Amazônia é espontânea, natural, a caboca amazonense já nasce com ela.
Vem de berço.
Faz parte da tradição e do orgulho baré a mulher ter bezerra.
Tanto que desde cedo tem disputa para ver quem tem a bezerra melhor, mais forte.
Não é para qualquer uma sugar, apertar, moer, triturar, prender e cuspir a hora que bem entender.
Por isso que a gente vê por ai umas caboquinhas meio que caidinhas com maridos lindos, ricos, inteligentes.
Vai ver a mulher é a rainha da bezerra.
Dizem que um cara de sorte quando pega uma dessas larga mais não.
Ou ela não larga “dele”.
A confusão sobre o tema é a compreensão sobre a diferença o que é uma e o que é o outro.
O pompoarismo visa conseguir atingir a arte milenar da bezerra.
A bezerra é a bezerra em si mesma.
Esse tema vai ter apoio das Organizações Tabajaras que patrocinará cursos e oficinas que serão ministradas em academias de poli dance, em cursos de corte e costura, nos salões de cabeleireiros e manicures, em saunas gays, pois o pompoarismo não é só uma arte vaginal, ela pode ser anal também, meu bem.
Tem biba que tem orgulho da navalha que carrega no tablet.
O workshop contará com a presença da magnifica Grechen cantado Conga, Conga, Conga.
Imperdível!
Share:

A classe média sacoleira fede

A burguesia fede, a burguesia quer ficar rica, enquanto houver burguesia, não vai haver poesia.
A burguesia não tem charme nem é discreta com suas perucas de cabelos de boneca, a burguesia quer ser sócia do Country, a burguesia quer ir a New York fazer compras, os guardanapos estão sempre limpos, as empregadas, uniformizadas, são caboclos querendo ser ingleses, a burguesia não repara na dor
da vendedora de chicletes, a burguesia só olha pra si, a burguesia é a direita, é a guerra.
Porcos num chiqueiro são mais dignos que um burguês, mas também existe o bom burguês, que vive do seu trabalho honestamente, mas este quer construir um país, e não abandoná-lo com uma pasta de dólares, o bom burguês é como o operário, é o médico que cobra menos para quem não tem, e se interessa por seu povo, em seres humanos vivendo como bichos, tentando te enforcar na janela do carro no sinal.
O Cazuza disse isso em 1900 e bundas e continua atual.
Só que agora o burguês é a nova classe média que quer ir para Miami comprar X-Box e Ipod levando a riqueza nacional para o Grande Pai Branco do Norte, como sempre.
E eternamente viveremos como uma colônia de índios querendo ser ingleses.
E todos com ódio da Dilma porque aumentou o imposto do cartão de crédito que permite a evasão de divisas do trabalho nacional.
Todo país tem regras sobre isso.
Mas aqui o novo rico da nova classe média quer sangrar o país se achando chic indo comprar tudo em Miami.
Que vá, mas que pague impostos no Brasil para que permita empregos no Brasil e não na China e sua mão de obra escrava explorada pela Apple e pelas empresas do EUA.
Aqui tentamos acabar com o trabalho escravo, quem compra em Miami ajuda o império a perpetuar o trabalho escravo.
Na Ásia, lógico!
A Dilma mandou bem!
Share:

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

“Excesso de pó” e “excesso de prova”

Hoje ao abrir a indefectível e imparcial Folha de São Paulo li meio que de boca aberta entre rir e vomitar que o ministro do STF, Marco Aurélio de Mello indeferiu o processo do Trensalão Tucano que trata da roubalheira do Metrô de São Paulo durante vinte longos anos, desde a época do governador Mario Covas, tungados pelo PSDB paulista, como “inconclusivo por excesso de informação e provas”.
Bom.
O PT é julgado e condenado na AP 470, o tal Mensalão do PT, chamado de Mentirão por alguns ilustres informados, sem nenhuma prova concreta, baseada na Teoria do Domínio do Fato que afirma que se você tinha capacidade de saber, então você sabe, e se sabe você é cúmplice e se é cúmplice é da quadrilha, e se é da quadrilha vai dançar em junho no São João de Caruaru.
Agora o ministro do STF Marco Aurélio de Mello inventou mais essa.
Excesso de Prova.
Uma nova figura do direito mundial.
Muito boa essa, amei!
Acho que por isso que o caso do helicóptero até o tucupi de pó apreendido em uma fazenda de propriedade do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG), filho do senador Zezé Perrella (PDT-MG), ambos aliados do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), em novembro do ano passado não deu em nada.
Acho que era excesso de pó.
Ai não pega nada.
Ahhhhhhhh bommmm!
Tendi!
Share:

STF absolve tucanos por "excesso de provas"

O STF brasileiro há tempos é uma extensão da Casa Grande.
Se for o Daniel Dantas, banqueiro ladrão dono do Oportunitty que “herdou” de graça as Telefônicas e as Elétricas durante a privatização do FHC e que foi flagrado, preso e algemado na Operação Sathiagara, solto pelo Gilmar Mendes no mesmo dia, sendo que era um fim de semana onde Gilmar Mendes foi ao STF só para soltar o banqueiro bandido, ahhhh.... Esse tá safo!
Se for o médico Roger Abdelmassih, de 67 anos, que estuprou 37 mulheres e foi condenado a 247 anos de cadeia e hoje está no Líbano por ter cidadania libanesa, também solto pelo mesmo Gilmar Mendes que concedeu um habeas corpus que o livrou da cadeia e ele fugiu sem problemas.... Esse tá safo também!
Se for o jornalista Pimenta Neves, que matou fria e covardemente sua ex-namorada, a jornalista Sandra Gomide, e passeia sua impunidade, após ter destruído as vidas de Sandra e de sua família, também solto pelo Gilmar Mendes.... Esse está lindo, leve e solto!
Todos os acima citados são pessoas ligadas a Casa Grande, a elite tupiniquim e todos apoiam o projeto de governo da direita, do PSDB, todos tem ligação entre si.
Hoje, na canetada, o ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello disse aos jornais que não pode julgar o caso da roubalheira do Metrô de São feito pelos tucanos desde a época do Mario Covas por “excesso de provas”.
Deu preguiça ler todo o processo que foi enviado pela justiça suíça onde começou a investigação e onde está o dinheiro roubado.
Na Suíça todos já estão em via de condenação.
Quando é crime do PSDB, prescreve por "excesso de provas", quando é do PT a condenação é sumária e feita pela Rede Globo antes mesmo de ser julgado e é usado o recurso do direito chamado "Domínio do Fato" para condenar pessoas sem provas.
A Ação Penal 470, o chamado Mensalão do PT não existe uma prova conclusiva de nada, só pagamentos feitos a empresa de publicidade do Marcos Valério por trabalhos executados, inclusive a Rede Globo levou 19 milhões dos 72 milhões que envolvem o caso. Esse dinheiro era do cartão Visa gasto em publicidade que virou crime hediondo porque foi o PT.
Inocentar os tucanos de São Paulo por “excesso de provas” foi excelente.
Parabéns ao ministro Marco Aurélio Mello.
Está provado que o judiciário brasileiro está contaminado por ideologia partidária, corrupção e velhacaria.
Está provado que só quem vai preso no Brasil é pobre, puta, preto e petista.
E fim de papo!
Share:

domingo, 19 de janeiro de 2014

Tatuagem anal para entrar no BBB

Esse povo feio inventa tudo.
Bastou virar moda nos EUA tatuar a beira do emboca, que caboco já está copiando.
Uma modalidade de tatuagem pouco conhecida pode se tornar uma nova tendência segundo participantes de um evento sobre o tema realizado no fim de semana em um centro de convenções da Flórida, nos Estados Unidos.
A tatuagem anal chamou a atenção dos visitantes da 17ª edição da South Florida Tatoo Expo, evento que reúne anualmente, além de tatuadores, atrações musicais, carros, shows exóticos.
Uma das participantes do evento contou ao site “New Times”, de Palm Beach, já ter tatuado o nome de dois ex-namorados no ânus e garantiu que tatuar o local é “muito, muito bom”.
Deve ser bom mesmo.
Lendo essa manchete amena lembrei da piada do Bob.
Uma biba tinha um namorado que era Black Bloc.
No aniversário dele a biba resolveu fazer uma surpresa.
Mandou tatuar em cada lado da bunda um B imenso de Black Bloc para homenagear o bofe.
Quando o cara chegou em casa de mais um protesto ainda cheio de adrenalina de correr da polícia e quebrar orelhão, a biba lesa foi mostrar a surpresa.
Tirou a roupa, ficou de quatro e disse “olha o que eu fiz para você de presente, amor”.
Levou um chute no meio do toba que bateu na parede.
Entre um chute e outro o Black Bloc perguntava “Quem é esse tal de Bob? quem é esse tal de Bob?... “.
A biba com a boca arrebentada não conseguia falar.
No BBB só entra quem tem tatuagem, pode reparar.
Já pensou tatuar BBB na beira do emboca?
O B do meio deve doer.
Acho eu.
Share:

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Rolezinho do Metrô já era

Enquanto Sampa desvairada é saqueada pelo PSDB e acobertada pela Folha de São Paulo, Rede Globo, Veja e Estadão, os funkeiros aloprados da periférica Zona Leste caem nas graças das manchetes policiais porque inventaram o “Rolezinho”.
Se procurar no Google ainda não tem uma definição do que seja.
Nem os cara do Funk Ostentação sabem definir.
Só se sabe que é uma neurose de shopping.
Enquanto isso o roubo milionário do Metrô paulista denunciado pela justiça suíça vira samba-canção nas mãos do STF tucano até o bico.
O processo do Trensalão Tucano está nas mãos do honorável Marco Aurélio de Mello que ama a imprensa e jamais vai condenar alguém tão amigo dela.
Esse pode esquecer.
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh se fosse contra o PT.
Contra o PT só tem o aumento do IPTU dos ricos de Sampa que foi aprovado por vereadores eleitos, mas reprovado pelo Joaquim Barbosa que tem mais poder para governar São Paulo do que o prefeito Fernando Haddad eleito pelo povo da cidade.
A Helen Gracie, ex presidente do STF se filiou ao PSDB e vai concorrer ao senado pelo Rio de Janeiro ou vice na chapa do Aécio Neves.
O Joaquim Barbosa também vai ser candidato em breve.
Por isso só o PT é condenado por esse judiciário corrupto e viciado.
Enquanto isso a imprensa bandida só fala de Rolezinho.
Tão nem ai para o Rolezinho do Trensalão.
Quer ver repara!
Share:

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Vai sair a Banda do Rolezinho do Manauara Xopis

Na Barelândia tudo vira esculhambação.
Nesse clima de apartheid social por causa da ascensão da classe C do Lula que hoje invade a praia do branco classe média acostumado a só ele frequentar shoppings, aeroportos e lojas de grife surge o movimento apelidado de "Rolezinho", onde jovens descriminados da periferia das grandes cidades invadem aos bandos os shoppings das grandes cidades incentivados pelo "Funk da Ostentação" onde o consumismo desregrado e brega é incentivado.
De certo nem tudo é só flores e manifestação pacifica como querem alguns.
Como nas manifestações de junho, no meio das reivindicações e diversão de cunho politizado, existem os caras que vão para fazer arrastão e roubar.
Mas na classe média e alta branca e civilizada é que estão os ladrões atacadistas perigosos que roubam a merenda escolar.
Como tudo na Barelândia vira pirão, uma cambada de desocupados irreverentes inventaram a Banda do Rolezinho que vai se concentrar nos arredores do Manauara Shopping.
Tudo vestido de periguete a la Waldirene com a roupa roubada da irmã.
O carnaval chegou e até o Black Bloc vai virar banda.
Quer ver espia só!
Share:

domingo, 12 de janeiro de 2014

O Brasil não é a Raposa Terra do Sol

O latifúndio é imoral.
Ninguém precisa de terras a perder de vista no horizonte para sobreviver.
Nem índio, nem branco, nem negro, nem amarelo.
Os mamelucos brasileiros ficam só expiando a palhaçada.
Quando o Cabral chegou com suas naus carregadas de canhão batizadas com nomes cristãos de Santa Maria, Pinta e Nina na bela praia de Porto Seguro, não existiam as pousadas dos italianos e franceses, nem a mansão do Jose Serra no alto do morro, nem os hippies vendendo bugigangas, nem a família Magalhães tomando conta do estado da Bahia.
Existiam índios orgulhosos por terem expulsado da praia na porrada os feios índios Barés lá para a Barelândia.
Já existiam gangs e o mais forte ferrava o mais fraco.
O Cabral e seus canhões tomaram a praia e desde então começou uma guerra desigual por terras que dura até hoje.
Os portugueses promíscuos saíram comendo as índias e depois as negras escravizadas da África e tiveram filhos mamelucos.
Eu sou um mameluco.
Depois de 500 anos passados ainda tem gente dizendo que o latifúndio é bacana só se for do branco ou do índio.
Ou seja.
Os mamelucos ficam olhando índio e branco do agronegócio brigando por latifúndio.
O latifúndio é imoral.
O branco e o índio latifundiário também.
O Brasil não pode ser uma Raposa Terra do Sol.
E nessa história não tem santo.
Nem os mamelucos.
Share:

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Lagostão no Trensalão

A Rede Globo e a imprensa nativa tem dono, tem lado, tem interesses e não é democrática porque só serve aos interesses dos seus proprietários encastelados na elite tupiniquim.
Para fazer a patuleia desvairada sem noção esquecer a roubalheira do PSDB em São Paulo, começou o ano eleitoral de 2014 atacando virulentamente a Famiglia Sarney do Maranhão, do outro lado do Brasil varonil.
O PCC, Primeiro Comando da Capital, põe de quatro o Estado de São Paulo, o mais rico estado brasileiro, sempre que quer.
Da última vez matou quase uma centena de policias e incendiou mais de cem ônibus e vários ataques coordenados a delegacias.
Comparando o que o PCC representa e faz em São Paulo ao que está havendo no Maranhão, seria comparar o meu glorioso São Raimundo da Barelândia com o Barcelona do Messi.
A roubalheira do Metrô de São Paulo sumiu do noticiário da Rede Globo nesse ano eleitoral.
Esse ano eleitoral só vai apanhar quem for da base do PT.
A lista começou pelo Sarney que era um anjo quando apoiava o FHC.
Depois do Sarney vem mais gente da base do governo.
Isso não tem nada a ver com honestidade, é só game político dessa imprensa suja.
O Lagostão é só para fazer a patuleia esquecer o Trensalão.
E o ano eleitoral ainda nem começou.
A Rede Globo em campanha joga mais baixo que a oposição.
Ela é profissional em destruir inimigos políticos do seu grupo.
Pode reparar.
Share:

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Só de sacanagem vou trabalhar durante a Copa

A onda de inveja, xenofobia, viralatismo e auto estima de colonizado que permeia o discurso dos contra a Copa do Mundo no Brasil tiveram a adesão do técnico da seleção Suíça que falou que é uma péssima ideia fazer jogos na Amazônia por causa dos nativos feios, da malária, dengue, febre amarela e da reconhecia pavulagem do barezinho.
O Movimento “Não Vai Ter Copa” adorou o técnico suíço.
A galerinha que detesta futebol, que gosta de Playstation e de brincar de boneca com a irmã, vai chamar o técnico para dar uma ajudinha nos protestos contra a Copa.
Por sugestão de um amigo anarquista niilista de merda, eu também vou embarcar nessa de ser do contra só para tirar sarro dos xenófobos.
Quando o governo decretar feriado no dia dos jogos, eu vou trabalhar, só de sacanagem, para ser do contra.
Vou fazer o maior sucesso protestando e ganhando uma grana porque não sou trouxa nem bucha de canhão de tiozinho esquerdoide nem muito menos pau mandado da direita que é contra só porque a Copa do Mundo quem trouxe foi o Lula.
Vou vender din-din a um real na beira da Arena da Amazônia.
E sair gritando “É um real, é um real, é um real”.
Share:

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Rico rasga dinheiro e chora

O filosofo Tim Maia, que Deus o tenha, em um surto de viralatismo tupiniquim, dizia que “O Brasil é o único Pais em que além de puta gozar, cafetão sentir ciúmes e traficante ser viciado, o pobre é de direita”.
O glorioso Tim Maia se vivo poderia acrescentar mais uma centena de paradoxos a sua coleção.
Dominados pelo “opinião” de uma imprensa controlada por cinco famílias, o brasileiro mediano não tem muito espaço para fugir dessa lavagem cerebral desse monopólio midiático e como uma maritaca sem noção replica tudo que sai na televisão.
Tem pobre que é contra o Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Luz Para Todos, ENEM, Mais Médicos, todos programas de governo que buscam inserir no mercado a camada mais pobre da população explorada há 500 anos por suas elites, só porque viu no Globo News um economista ou sociólogo tucano da FGV falar mal dos programas de governo porque são oposição a esse governo.
Os tiozinhos esquerdóides do PSTU e PSOL manipulam neo-subversivos de direita para marcharem com o DEM e PSDB para derrubar o PT, um partido com origens na esquerda.
E todos marcharão contra a Copa do Mundo parando só para ver o jogo do Brasil no boteco mais próximo.
Até os ricos que costumam rir à toa deram agora para chorar, de uns tempos para cá.
Apesar de todos estarem lucrando com o fato do Brasil ter crescido a módicos 2,7% em 2013 devido à crise mundial, esse índice ainda é maior que dos países europeus e igual ao do EUA e Suíça.
No Brasil rico chora de barriga cheia.
É dor de barriga.
Outro paradoxo é um STF que julga sem a Constituição embaixo do braço.
O primeiro ministro negro do STF foi alçado ao cargo pelo Lula por ser negro.
O Joaquim Barbosa odeia esse detalhe e por isso esse ódio ao PT.
Tanto que rasga a Constituição quando o crime é do PT e julga com ódio no coração, coisa proibida para alguém que queira ser juiz de alguém.
E esquece de julgar os crimes do PSDB.
Todos engavetados por ele na mesma gaveta em que jogou a Constituição rasgada.
O Tim Maia teria um acervo imenso de paradoxos para tirar onda de cucaracho vira-latas.
Share:

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Movimento "Não Vai Ter Copa" se une ao "Vamos Vender a Petrobrás"

A Copa do Mundo no Brasil agride as pessoas que odeiam o Brasil de pé, o Brasil grande e o Brasil que pode ser muito melhor.
O discurso sobre o dinheiro gasto nos estádios da Copa do Mundo que poderia ir para a educação e saúde tem razão de ser, principalmente quando se tem notícias de superfaturamentos cometidos pelos governadores dos estados onde vai ter jogos.
Então que as pessoas exijam de seus parlamentares que fiscalizem esses investimentos e não que simplesmente sejam contra a Copa do Mundo no Brasil usando esse argumento pífio.
Esse argumento não justifica que o Brasil não possa e não mereça ter uma Copa do Mundo. Aliás, o Brasil já sediou uma Copa do Mundo, mas não tinham os chatos do contra.
Há quem não goste de futebol e esteja puto com o volume gasto, mas esse pode ir brincar de boneca durante os jogos.
O viralatismo de alguns brasileiros que acham que “Tudo de fora é lindo e que tudo do Brasil é uma merda” vai ter um surto em 2014 por conta da Copa.
Esse viralatismo vai ser incentivado pela imprensa chefiada pela Rede Globo, que de um lado vai lucrar bilhões com o direito de transmissão dos jogos, enquanto do outro no Jornal Nacional, vai incentivar as manifestações contrarias a Copa para tentar eleger o Aécio Neves, candidato pelo PSDB, cúmplice da Rede Globo no projeto Vamos Vender Essa Joça e Levar o Nosso.
Afinal é ano de eleição presidencial no Brasil varonil e a Copa vai ser usada contra e a favor dos candidatos.
E usando os manifestantes vira-latas, a Rede Globo vai tentar vender a Petrobras de novo para a Chevron.
Isso dá uma gorjeta boa.
Nesse 2014 que se inicia vamos ver juntos a direita da elite tupiniquim marchando junto com tiozinhos esquerdoides do PSOL e PSTU em uma salada contra o Brasil da Copa do Mundo e da Petrobras que tem o Pre-Sal.
"O Brasil é Uma Merda" vai ser o lema desses traíras sem noção que devem sofrer de Síndrome de Estocolmo.
Quer ver espia só!
Share:

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

A torcida por uma desgraça

O ano mal começou e o Mau Dia Brasil, o jornal apocalíptico de toda manhã da Rede Globo, já avisa que em 2014 a desgraça é inevitável.
Desde a vitória do Lula nas eleições de 2002 que a desgraça está vindo, que seremos varridos por tsunamis, que o Brasil vai falir, que seremos tragados por nuvens negras da boca de um dragão e que deus vai deixar de ser brasileiro.
Doze anos se passaram e a população que vota no projeto do PT continua votando porque o dragão não veio, porque o Brasil apesar dos 500 anos de desigualdade social imposta por uma minoria de 1% que compõe sua elite escravocrata e da exploração pelas potencias estrangeiras, mesmo assim continua dando saltos de qualidade em seus índices de desenvolvimento e apesar de uma crise mundial causada pela filosofia neoliberal que arregaça as economias mundiais em nome de um mercado financeiro que suga o trabalho em prol do capitalista selvagem e explorador, o Brasil continua crescendo graças a preservação dos bancos estatais como a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES que ajudam as políticas públicas e sociais do governo injetando credito no mercado oxigenando a economia fazendo o dinheiro circular.
No ano de 2013 o Brasil cresceu somente 2,7%, a mesma taxa de crescimento da Suíça e dos EUA, enquanto o resto dos países continuam no vermelho.
A mesma imprensa que apostou na chegada do dragão e que torce contra o governo trabalhista do PT por pertencer a elite de 1%, a cada ano que se inicia fala em um caos iminente e em um apocalipse próximo.
A torcida por uma desgraça aumenta em ano eleitoral e esse ano os noticiários vão feder pedindo sangue.
O azar dessa imprensa desacreditada e longe da realidade é que existe a internet e a troca de informações entre os usuários faz cair a credibilidade desses jornalões ideológicos e tendenciosos.
Hoje em dia só acredita no Globo News a pessoa que é de direita e é da elite, o novo rico que acha que ser de direita é ser chic, o artista desempregado que precisa falar mal do PT para arrumar emprego na Rede Globo e as maritacas que repetem todo som que ouvem sem saber nem de onde veio.
Fora esses, a população que vota sente que o Brasil tem mudado e continua votando no projeto do PT por falta de coisa melhor já que a oposição só acusa e não fala em propostas.
A torcida por uma desgraça chega a pedir que o Brasil seja eliminado da Copa de 2014 e os brasileiros vira latas fazem coro a esse desejo da direita elitista.
Esse ano vamos ver a extrema direita marchando juntos com os tiozinhos do PSOL e PSTU torcendo contra o Brasil.
Seja no futebol ou na economia.
Quer ver espia só!
Share:
Tecnologia do Blogger.

OCUPE REDE GLOBO

Loading...

Pesquisar este blog

Veja meu site profissional

Veja meu site profissional
Jorge Laborda é um cara metido a designer, escritor e a ser humano.

Blogs que vale conferir

Arquivo do blog

Definition List

Contact

Support