Um blog de crônicas da Barelândia para o mundo!

BTemplates.com

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A xenofobia vira-lata

O Brasil tem uma direita jegue tupiniquim enraizada na sua elite que é para lá de vintage.
Essa direita jegue tupiniquim é tão antiquada e idiota que chega a ter mais ódio de Cuba que até o povo feio reacionário do Tea Party, a ultra direita do Partido Republicano do EUA.
Essa direita é marcartista.
Essa gente tosca tem seus valores veiculados por um imprensa monopolizada nas mãos de cinco famílias que são donas dos veículos de comunicação desde a época da ditadura militar.
Eles eram os porta vozes dos militares golpistas e até hoje vomitam os mesmos valores dessa direita que tomava Biotonico Fontoura morreu e esqueceu de deitar.
Com a vinda dos médicos cubanos para suprir uma deficiência de médicos nas áreas mais carentes do Brasil pelo governo Dilma, de origem trabalhista de esquerda, essa direita representada pela Rede Globo está usando um discurso xenófobo contra os cubanos.
O Brasil é carente de médicos e de educação, pois o país tem uma classe média que não sabe que imprensa tem dono, tem ideologia e tem patrão, como essa imprensa também tem o monopólio da comunicação, ela controla os corações e mentes dos idiotas que acreditam em tudo que veem na televisão e leem nos jornais.
O Complexo de Vira-Latas incentivado por essa mídia nativa que acha que tudo que é bom é o que vem de fora e detesta o Brasil agora está usando a xenofobia contra os cubanos só para ser oposição ao governo trabalhista do PT, nem tão a esquerda assim.
O fato da maioria dos cubanos serem negros, ainda vem uma carga de racismo dentro dessa xenofobia.
Ver umas amarelas cearenses patricinhas ignorantes dos caraleo que fazem medicina vaiarem um digno médico cubano negão na sua chegada no aeroporto, dá vergonha de ser brasileiro.
Depois essa amarela estudante de medicina cearense vai fazer mestrado em São Paulo e vai ser chamada de baiana cabeça-chata pelos paulistas.
Bem feito!
Share:

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Fora do Eixo tem que aprender com bonobos

Os bonobos são primos dos chimpanzés e habitam a República Democrática do Congo, na África central.
Sendo primo do chimpanzé, é nosso primo portanto.
O bonobo é popularmente conhecido por seus altos níveis de comportamento sexual. Os bonobos têm relações sexuais para apaziguar os conflitos, adquirir status social, afeto, excitação e redução do estresse.
Nisso eles são muito parecidos com a gente.
As únicas espécies que usam a sexualidade para negociar e adquirir vantagens e não só para reproduzir é o homem e o bonobo.
A sociedade dos bonobos é matriarcal com a fêmea ocupando um lugar de liderança no grupo sendo responsável pelas grandes decisões.
A vida sexual da fêmea bonobo vista do ponto de vista do moralismo humano poderia se chamar de promiscua. A fêmea bonobo geralmente mantem uma relação sexual próxima e afetiva com outras fêmeas do grupo e só usa os machos para dar uma rapidinha ou para reproduzir. No mais ela prefere as outras fêmeas.
A fêmea bonobo seria uma bissexual quase que sapa que pega homem e depois dispensa.
Voltando a espécie humana, a ideia do projeto Fora do Eixo seria construir uma sociedade alternativa a essa sociedade competitiva, desigual e idiota que construímos durante séculos e séculos de perda de tempo.
Algumas feministas que fazem parte do projeto estão acusando o Fora do Eixo de ser um ninho de machos dominantes que usam discurso libertário, mas que insistem em tratar a mulher como elemento secundário na sociedade que se planeja mudar dogmas e estereótipos.
Uma das práticas políticas do Fora do Eixo refere-se a “catar ou “cooptar” (também se usa as terminologias “entrega” e “missão”), deliberada em reunião da cúpula com o objetivo de cooptar parceiros através da sedução e do sexo.
No grupo existe prêmio para o cara que pega mulher feia e com isso ganha “lastro” por estar se sacrificando em nome do grupo.
Bom.
Os bonobos, pelo que se observa, pegam qualquer coisa que aparecer pela frente.
O bonobo macho quando quer comer a banana que está na mão do outro macho mais forte arrebita o toba e oferece como isca. Enquanto o bonobão sapeca o tablet do bonobinho, ele rouba a banana da mão do trouxa e come.
Quem tem tablet não morre de fome.
Share:

domingo, 25 de agosto de 2013

Nem Bolsa Família, nem casa, nem médicos, nem nada

Se depender da elite jegue tupiniquim representada nos jornalões nativos, a solução para a desigualdade social brasileira vai vir da Síria.
"Mata os pobres que votam no PT e assim a gente se elege depois dá um craw nos trouxas", pensam eles.
Essa gente para fazer oposição ao governo do PT topa qualquer parada.
São contra qualquer programa de governo que tente diminuir os séculos de desigualdade social de um Brasil ainda desigual apesar dos enormes avanços do governo Lula/Dilma, onde uma elite sanguessuga rouba a alma dos brasileiros há 500 anos.
Os jornalões que representam essa elite cruel atacam o programa de transferência de renda Bolsa Família, o programa Minha Casa Minha Vida, o Luz Para Todos, o Enem. Menos o Bolsa Doutor e o Bolsa Daslu, esses pode.
A vitima da vez é o programa Mais Médicos que traz médicos estrangeiros para trabalhar em zonas periféricas onde o médico playboy brasileiro não quer ir nem a pau porque acha o salário de R$ 10,000,00 coisa de pobre.
A histeria aumenta por se tratar de médicos cubanos cucarachos comunistas comedores de freiras e criancinhas.
Eu, a Hebe Camargo, a Ana Maria Braga, a Regina Duarte, a Suzana Vieira e as outras musas do "Movimento Cansei" da ultra direita jegue tupiniquim estamos fora dessa lista, portanto não precisamos ter medo.
Bom.
Recomendo a essa gente pedir ao ditador Sírio que indique o remédio dele para exterminar quem incomoda.
No caso do Brasil, os pobres, claro!
Share:

Médicos cubanos operam milagres

A chegada dos médicos cubanos ao Brasil trazidos pelo programa Mais Médicos do governo federal para trabalhar nas áreas remotas onde os médicos playboys brasileiros não querem ir nem a pau, já está operando milagres.
A elite jegue tupiniquim que nunca deu a menor confiança para a mortalidade infantil do Sertão do Cariri e nem para as crianças que morrem de disenteria em Oriximinã agora com a chegada dos médicos cubanos, só para ser do contra ao governo do PT, anda muito preocupada com a situação dessas pobres almas.
Andam espalhando pelos jornalões da imprensa nativa que os comunistas cubanos vão comer as criancinhas desnutridas do Sertão do Cariri e que podem até coopta-las para a ideologia marxista.
Ver tucano falando da saúde de pobre com uma preocupação histérica é uma delícia de milagre.
Impagável.
Deus existe e precisou vir os médicos cubanos para despertar a compaixão dessa elite jegue tupiniquim que só olha para pobre como um numero a mais de onde pode arrancar o couro.
Então que venham mais médicos cubanos.
Se continuar assim vamos ver tucano alçando o paraíso em vida.
A indagação feita pelo grande poeta Arnaldo Antunes “Haverá paraíso sem perder o juízo ou sem morrer?” na música Paradeiro encontrou a resposta no efeito que os médicos cubanos causaram na elite jegue tupiniquim.
Milagres existem e paraíso também!
Share:

sábado, 24 de agosto de 2013

Voltou a campanha Arranhe Um Carro Pela Cidadania

A Barelândia é uma cidade não cidade.
A palavra cidade vem de cidadão que implica em um monte de coisas.
O que mais representa a cidadania é o direito de desfrutar da possibilidade de ir e vir em liberdade com todas as pessoas sendo tratadas igualmente.
Uma cidade diz muito da qualidade dos seus cidadãos.
A Barelándia sofreu um ataque voraz de sanguessugas da política durante os últimos trinta anos quando começou a Era Boto Tucuxi que disse quando desembarcava no Aeroporto Eduardo Gomes de volta do exílio que o grupo político dele iria ficar no poder no mínimo 30 anos.
Já se passaram mais de trinta anos que o grupo que ele formou se agarrou ao poder no estado e não larga o osso nem fodendo.
O Boto formou o Amazonino Mendes que formou Eduardo Braga, Omar Aziz, Alfredo Nascimento e mais os políticos periféricos para dar sustentação ao ataque voraz do grupo de tubarões.
Por isso Manaus virou uma cidade afavelada onde não existem calçadas, as ruas são emburacadas com asfalto podre porque a única fábrica de asfalto é do Amazonino e por ai vai.
E a imprensa local toda é subserviente também porque pertence a eles.
Essa sensação de desemparo cívico leva a cidade a fabricar cidadãos que dão um foda-se uns para os outros.
Caboco quando compra um carro já acha que pedestre é tudo merda e perdedor.
Existe uma cultura boçal de colonizado que cria as bestas que quando dirigem um carro acham que podem mais que os outros.
Principalmente se o outro é pedestre.
Ai tá ferrado.
Portanto, a única solução é andar com um prego no bolso.
De acordo com um guerrilheiro urbano do AUPC, o prego faz foder a lataria do carro e não adianta levar em oficina de polimento, tem que passar massa e os caraleo.
Com prego o prejuízo é bem profundo e talvez assim essa alma penada aprenda a respeitar a vida alheia.
Um fela da puta desses que para carro assim deve também ser contra o programa Mais Médicos.
Só pode!
Share:

Mais Médicos versus Maus Médicos

Para ser oposição ao governo do PT vale ferrar a população brasileira, vale tudo.
Até ferrar a saúde da população pobre do Brasil.
Ver a oposição sendo contraria a uma medida acertada do governo só para fazer oposição é muito comum na democracia, embora a forma seja fuleira.
O programa Mais Médicos do governo federal visa resolver o problema crônico e secular da saúde pública no Brasil que atinge principal e mortalmente a classe mais pobre, o interior do país e a periferia das grandes cidades.
O governo até que tentou contratar médicos brasileiros para irem trabalhar com salários de R$ 10.000,00. Ninguém quis.
Médicos acham que devem ganhar muito acima dos seres humanos normais.
Vai ver é o fato de o Brasil vir de um atraso secular e ainda ter resquícios de colônia onde médicos e advogados de porta de cadeia são chamados de “doutor”.
O meu irmão querido chamado Zé Eduardo acabou de falecer essa semana por causa de sinistros erros médicos, incompetência e descaso.
Salvo raras exceções, a medicina no Brasil é mercantilista e elitista.
O SUS, apesar de tudo, é quem ainda salva as pessoas sem grana em um país desigual com uma elite colonial em que os planos de saúde é o sonho dos médicos que se formam.
Em todo lugar do mundo em que existem universidades públicas, o aluno depois de formado trabalha para pagar o custo do ensino.
Aqui no Brasil médicos das federais acham que estão fazendo um favor para os trouxas estarem estudando de graça e depois dar uma banana para os otários.
Ver gente da oposição ao governo do PT meter o pau no programa Mais Médicos é até normal por falta do que dizer e fazer, mas ver a imprensa canalha incentivando as críticas ao programa, ver associação de médicos criticando duramente o fato de os médicos serem cubanos por razões ideológicas, é no mínimo vintage, de acordo com uma biba amiga minha.
Só rindo dessas criaturas sem coração e sem noção.
Enfim, Oriximinã vai ter um médico e Oxalá seja cubano, porque os daqui são aprendiz de açougueiros querendo cobrar preço de filé mignon entregando carne de pescoço.
Vá tudo para a puta que o pariu!
E tenho dito.
Share:

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Médicos cubanos trouxeram Biotonico Fontoura

Finalmente chegaram 400 médicos cubanos em Brasília. Ainda há tempo de salvar algumas crianças que morrem de disenteria todos os dias por abandono médico pelo sertão do Brasil varonil
Para alguns “Começou a Intentona Comunista”, diria o professor Hariovaldo, um emérito blogueiro reacionário direitão marcartista que tomou Biotônico Fontoura e esqueceu de deitar.
As bibas inventam moda todo ano e a moda Vintage continua sendo uma opção pela ausência de algo novo. Visitar o passado é uma solução para se reinventar.
Aproveitando a moda Vintage, a direita jegue tupiniquim resolveu ressuscitar o Che Guevara, o terror aos comunistas dos anos 60 do tempo da Guerra Fria, o medo que as freiras sejam estupradas por comunistas barbados e que um bando de vermelhos nos deportem para a Sibéria.
O Biotonico Fontoura contem álcool na formula. Alguns amigos doidões como eu, faziam uso de xarope para ficar fora do eixo, isso no ido dos anos 70, mas acredito que essas bestas reacionárias da direita não usavam o Biotonico Fontoura para esse fim esotérico.
Besta-fera geralmente é burra como uma porta e porta não usa nada que lhe tire a condição de madeira.
Porta é porta.
Que bom que chegaram os médicos cubanos!
Tomara que o Ministério Público deixe os caras trabalhar, já que o Brasil virou uma república de advogados não eleitos pelo povo que insistem em querer governar o Brasil com o total apoio da Rede Globo, já que ela perdeu no voto.
Qualquer promotor de porta de cadeia pode barrar qualquer coisa, basta o Biotonico Fontoura atuar, a vontade de aparecer na televisão ou a grana de quem pagar.
Afinal, o judiciário brasileiro é só isso.
Vide o Joaquim Barbosa, o nosso Obama.
E viva o Biotonico Fontoura!
Share:

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Globo News vai de Mensalão para embaçar o Trensalão

O Globo News virou a cartilha do marionete coxinha.
O que falam os colunistas do Globo News é a "opinião publica" do coxinha.
Coxinha não sabe a diferença entre "opinião publica" e "opinião publicada".
O Globo News é o marco regulatório do “avança que é por ai”.
O Globo News faz tempo que não deveria se chamar Globo News, deveria ser Globo Old ou Globo Vulture.
A Rede Globo todo mundo sabe que é um braço armado da filosofia do grande capital mundial instalada nos trópicos tropicais para vender a mãe e entregar.
A Rede Globo foi bombada durante a ditadura militar para vender a ideologia norte americana do México para baixo.
Essas empresas de comunicação viraram um grande monopólio bancado pelo dinheiro da exploração mundial e essas criaturas não tem o menor compromisso com a notícia ou com a verdade.
Nesse momento está havendo a denúncia da Siemens, a maior multinacional alemã, que desmascara o maior esquema de corrupção já visto no Brasil, esquema que durou 18 anos de roubalheira em São Paulo, o estado mais rico da União, e a Rede Globo com seu braço armado da notícia intitulado erroneamente de Globo News passando ao vivo e a cores o julgamento do Mensalão do PT.
É mais uma tentativa de destruir o partido trabalhista que faz frente a ideologia neoliberal da Rede Globo e do PSDB.
A Rede Globo está envolvida em fraudes e sonegação que chegam a bilhões de dólares e ainda tem a cara de pau de julgar, condenar e querer prender pessoas em julgamentos ao vivo como se fosse a vestal da honestidade.
E de tabela tenta desviar a atenção do publico do crime bilionário no Metrô paulista praticado pelo PSDB, cúmplice da Rede Globo no projeto “Vamos Vender Essa Bagaça e Levar o Nosso”.
Corrupção é corrupção seja de que partido for e tem que ser punido.
Mas o que a Rede Globo faz no Brasil é só uma exibição de cinismo levado a quinta essência.
O plano é bombar a cabeça do manifestante coxinha para invadir Brasília no 7 de setembro para tentar derrubar o governo Lula/Dilma.
Quer ver espia só!
Share:

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Coxinhas vão invadir Brasília de Metrô

Muito zangados porque a Siemens dedurou a quadrilha tucana que habita as Ilhas Virgens Paulista, a direita jegue tupiniquim pretende invadir Brasília com manifestantes coxinhas para demonstrar sua indignação.
A Siemens já disse que não bota mais um tostão na conta dos tucanos paulistas. “Eles que se virem para ir para a manifestação programada para o dia 7 de setembro em Brasília”, disse o diretor da empresa.
Foram 18 anos colocando siemens no túnel do contribuinte paulista, não é possível que não tenha sobrado nada para pagar as passagens dos coxinhas!
Esse pessoal que não vale nada da esquerda está sugerindo que eles peguem o Metrô de Sampa para ir a Brasília.
Pelo volume do dinheiro roubado durante 18 anos de governo, desde a Era Mario Covas, passando pela Era Serra e Alkmin, todos duas vezes governadores das Ilhas Virgens Paulista, o Metrô de Sampa já deveria ter varado lá pelas bandas de Boa Vista em Roraima.
Né não?
Share:

Meninos não choram

Cada um inventa a lenda que mais lhe agrada para viver esses dias de massificação pós-facebookiana onde manifestação é incentivada e banalizada pela imprensa da direita tupiniquim.
Enquanto o cotidiano é invadido por um turbilhão de informações manipuladas pelos mesmos puxadores de cordão de sempre, os marionetes acreditam que tem “opinião pública” quando na verdade consomem e vomitam tão somente a opinião publicada.
E se acham!
No Rio o Black Bloc sem noção versão tupiniquim é de direita e está de caso com a Rede Globo com o apoio dos tiozinhos esquerdóides desesperados do PSOL, loucos por um lugar ao sol, mesmo que para isso se unam a direita reacionária.
Em São Paulo que até ontem adorava protestos hoje faz o maior silencio ao som ensurdecedor do Trensalão do Metrô paulista.
Para quem sofre de paixão e fúria e muda quando é lua cheia, esses tempos bicudos de marionetes facebookianas e merda é a mesma coisa.
Depois de ter perdido essa semana o meu amado irmão Zé Eduardo para o desleixo da pratica da medicina atual, para o descaso e a negociata com que a medicina é praticada nos dias de hoje e ainda ver nos jornalões médicos playboys protestando contra o Mais Médicos, a minha dor dá um sossego e volta a minha velha e boa paixão e fúria.
Médicos são humanos como todos os homens e é uma profissão como outra qualquer.
Em algumas províncias do mundo, médicos e advogados são chamados de “doutores” mesmo sem ser.
É um hábito de povo colonizado e esses merdas de profissionais dessas áreas adoram tratar com povo colonizado.
Médicos que extorquem famílias de pacientes graves se aproveitando do desespero delas e advogados de traficantes que destroem essas famílias são da mesma marca de filhas da puta.
São feitos do mesmo barro de quinta categoria.
Diz uma lenda que meninos não choram.
No enterro do meu querido e amado irmão Zé Perequeté eu vi muitos homens chorando.
Homens de verdade choram.
Médicos assassinos não são sequer homens.
E viva o Mais Médicos!
Share:

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

A Primavera Verão Riachuelo em Laranjeiras

Agora é inverno no Rio de Janeiro, por isso o Black Bloc consegue usar a indumentária copiada do movimento europeu.
A roupa pesada com máscara não sobrevive aos quarenta graus que vai fazer daqui a pouco no Rio quando o verão e o carnaval chegar.
Se vivo, o Tim Maia diria que o Black Bloc no Brasil virou Paquito da Xuxa.
Só tem playboy desocupado que sequer trabalha se queixando do capitalismo selvagem.
Acho que reclamando do preço do Ipod que a mãe deu.
Na Europa o Black Bloc luta contra governos neoliberais que causaram a recessão mundial e o desemprego que afeta a vida das pessoas.
Aqui o neoliberalismo foi exterminado com a vitória do trabalhismo do governo Lula/Dilma.
Aqui, apesar de tudo, o governo é de centro esquerda, longe de ser neoliberal.
Por isso o Brasil ainda cresce a taxas de 3% ao ano enquanto toda a Europa e EUA estão em crise. Tem até médicos espanhóis vindo trabalhar no Brasil. Logo no Brasil que exportava travestis para a Espanha.
Portanto, o Black Bloc daqui está abraçado aos desejos do conservadorismo da elite patronal apoiada pela Rede Globo e PSDB. Por isso ele ataca no Rio e não ataca em São Paulo onde o maior esquema de corrupção foi dedurado pela Siemens, a empresa corruptora.
O Cabral não é mais corrupto que os tucanos paulistas, a causa do ataque a ele repercutir é o apoio que a Rede Globo dá a esse ataque patrocinado por uma esquerda caduca que usa métodos fascistas para se promover porque não ganha no voto.
Na frente vai o Black Bloc e atrás os tiozinhos do PSOL e PSTU dando um ar de esquerda na bagaça fascista.
A Primavera Verão Riachuelo de Laranjeiras é só isso, um bando de playboys entediados, tiozinhos esquerdoides oportunistas, uma classe média conservadora babaca sob a regência da tiazona Rede Globo.
Quero ver quando o carnaval chegar e entrar o verão, se os Black Bloc aguentam quarenta graus naquela roupa ridícula.
Mascarado por mascarado, prefiro o Clóvis-Bate-Bola.
O Clóvis-Bate-Bola é muito mais feliz e engraçado.
Share:

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A conchinha do amor sem fim

Quem ama sabe que amor não acaba.
O amor vem do mistério incontrolável da alma, vem do azul, vem do além do breu.
O músculo que mais sofre os efeitos do amor é o coração, um músculo involuntário que pulsa à toa toda vez que o objeto amado se aproxima.
Mesmo com o tempo, com todo o cotidiano invadindo os sonhos, mesmo com a velocidade da vida pós-facebookiana, o dia a dia do casamento que testa a cada instante o amor, mesmo assim ele sobrevive espremido entre uma prestação e outra.
O amor existe enquanto existir a conchinha.
A conchinha é aquele momento no acordar para mais um dia duro do cotidiano repetitivo em que o ser amado é abraço pelas costas e os dois formam um arco armado como se tivessem hospedando dentro de ambos uma flecha mirando o infinito rumo à luz do sol dos amantes.
Viver é uma questão de escolha. Tem gente que prefere ser o arco que lança a flecha para o infinito, tem gente que prefere ser a flecha voando para o alvo e tem gente que prefere ser o alvo que acaba com o infinito da flecha.
Amar é ser a flecha voando para o infinito e obscuro futuro.
O segredo é não esperar acertar o alvo nem muito menos a mosca do alvo.
O segredo é voar.
O alvo é o fim do caminho!
O alvo é chato para caraleo.
Share:

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Os Black Block são os Paquitos da Xuxa

Os Black Block no Brasil só atacam governos de quem a Rede Globo é inimiga por apoiarem o governo Lula/Dilma.
O Cabral não é tão corrupto quanto os tucanos que metem siemens no túnel paulista há 18 anos sem tirar de dentro.
O túnel paulista está cheio de siemens e o Seo Anonymous e o Black Block no maior silêncio lá pelas bandas de Sampa.
Ou eles gostam de siemens no túnel ou são pau mandado da direita jegue tupiniquim e são playboys simpáticos da causa tucana.
O fato é que eles fazem o maior barulho no Rio com seus Ipods sempre ligados.
Cada Ipod de última geração custa uns R$ 2.000,00. Ipod é o radinho para eles se comunicarem para fazer a quebradeira que eles chamam de “intervenção”.
Tomara que um dia eles invadam a padaria de um português invocado que nem era o finado Armando da Barelândia para tomar no côco. Talvez levando um tiro de doze de cano serrado nos cornos pare de brincar de vândalo que quebra padaria de inocente. De repente para de tirar onda com as balas de borracha da polícia.
Para dar corda nos playboys mascarados, basta eles fazerem a dancinha da mãozinha dada e gritar “uhu uhu” que nem no BBB que aparece nos jornalões. Sai direto no Jornal Nacional.
A Rede Globo incentiva criando um herói mascarado com roupa de grife e Ipod na mão.
Logo a Rede Globo que detesta grevistas.
Se o Tim Maia fosse vivo iria dizer que Black Block no Brasil vira Paquito.
É só tirar a mascara de malvadinho que vira tudo Paquito.
Quer ver espia!
Share:

terça-feira, 13 de agosto de 2013

PSOL não é estrela, é satélite

O que poderia ser um partido que orbitaria mais à esquerda do pragmatismo político que tem orientado o PT que gravita mais ao centro, o PSOL tem caminhado celeremente para à direita, caminhando lado a lado com o PSDB, DEM, PPS e PV.
Na ânsia de ser diferente do PT, o PSOL entrou de gaiato no navio da oposição conservadora tupiniquim e virou o moleque de rua que bate pelos patrões.
O quebrador de vidraças que a direita costuma usar para dar um craw legal.
Não reconhece sequer os muitos avanços conquistados pelo PT rumo a uma sociedade mais igual, sonho de um projeto socialista ou social democrata.
Para ser oposição desconhece esses avanços e a má companhia com quem tem andado durante as manifestações dizem o rumo que ele está tomando.
Talvez na ânsia de ter um lugar ao sol na política brasileira, mesmo com sua ideologia arcaica e ultrapassada de negação do capital como algo indelével a sociedade humana, mesmo parecendo um bando de caducos fedendo a naftalina ideológica, o PSOL tem andado com a banda podre que criou o estado de coisas que ele condena com tanta veemência.
Bem mais paradoxal que o pragmatismo petista.
Ao invés de descolar um lugar ao sol, o PSOL periga virar mais uma noiva do PSDB e da direita jegue tupiniquim nacional, como virou o PPS.
Vai ser a noiva maluca, mas mesmo assim só uma noiva.
E talvez uma noiva viúva.
Share:

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A Lenda da Borboleta do Camaro Amarelo

Ôh raça besta é pobre!
O supermercado DB da Barelândia está promovendo mais um engana trouxa oferecendo prêmios para atrair os incautos para as suas lojas. No preço dos produtos eles embutem o valor do prêmio que é pago pelo sangue do otário que compra.
Eu estou cheio de cupons concorrendo a um Camaro Amarelo, aquele da musiquinha xarope que invadiu os lares brasileiros que fala da auto estima provocado por um carro que pode pegar as mina tudo.
Não custa nada acreditar em duendes já que no jogo eu dou o maior azar. Consigo não acertar todos os números que jogo. Se tivesse prêmio para quem não acerta nada, eu estaria rico.
O sorteio vai ser daqui a pouco e ainda resta um pouco de esperança.
Já pensou um pirata com tapa olho preto dirigindo um Camaro Amarelo?
Essa semana a minha casa está sendo frequentada por imensas borboletas que se abancaram e tomaram conta do pedaço.
Parece que estão na casa delas, e eu deixo. Adoro borboletas.
Fora o fato que reza a lenda urbana que borboletas na casa é sinal de sorte e dinheiro.
Para quem está esperando um sorteio remoto de um Camaro Amarelo até que é uma boa notícia ser frequentado por borboletas.
Eis que, abrindo o jornalão de hoje na ensolarada e quente para chuchu Barelândia varonil, me deparo com uma notícia estarrecedora.
As borboletas da sorte são de uma espécie que está usando a Barelândia porque fica na sua rota de migração até o sul do Mato Grosso.
A espécie Ledidoptera Hesperiidae faz isso todos os anos da sua medíocre existência.
Vai da Venezuela ao sul do Mato Grasso distribuindo falsas esperanças para os pobres coitados que acreditam em sorte e jogo.
Ou seja, a Barelândia toda está tomada de borboletas e não tem tanto Camaro Amarelo assim.
Até borboleta de pobre é só notícia falsa.
Pobre só se ferra nessa porra!
Share:

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

De volta para o futuro do armário

O Walcyr Carrasco merece o nome que tem.
Bixa assumida, ele escreve o dramalhão mexicano Amor a Vida para a Rede Globo e sem dó nem piedade criou o personagem Felix, bixa também, mas que passou a vida aprisionada no armário embutido imenso da mansão em que nasceu.
Por causa dessa prisão cinco estrelas nesse armário de mogno maravilhoso, a bixa virou uma bixa má, uma pessoa sem escrúpulos e sem caráter.
O pai da bixa má, um médico canastrão pegador dono de hospital, detesta a ideia de ter um filho bixa, mesmo nos tempos atuais onde passa todo ano na frente do hospital dele na Avenida Paulista a maior Gay Parade do mundo.
Imagino que a cada ano que passa a Gay Parade, o Felix fica arrastando correntes dentro do seu armário último tipo louca para cair na gandaia também.
Imagino a dor desse rapaz.
O pai arrumou até uma esposa para tentar curar a bixa má.
Não deu jeito!
A danada continuava dando o rabiocó em um flat de alto padrão onde mantinha o teudo e manteudo "Anjinho" para seus momentos de deleite com leite fora do armário.
Essa semana o autor da novela resolveu castigar a bixa má do Felix.
Fez a mulher desmascará-lo com fotos e tudo diante do pai conservador de filho dentro do armário.
Por causa disso houve ruptura do hímen elástico do casamento arranjado de fachada e foi tornado público o monstro do armário do pobre rapagão.
Todo mundo na novela e fora dela sabe que o Feliz é bixa má, menos o pai.
Pai quando não é cego, faz de conta que é.
Por não suportar a fama de pai de bixa má, o pai desalmado da bixa má obrigou a pobre bixa má a voltar para o armário usando o poder financeiro que tem sobre os vagabundos que vivem as suas custas no novelão mexicano vintage.
Bom.
A bixa má, sem caráter, interesseira e ambiciosa topou voltar para o armário de vidro em que voltará a viver.
O pai deve ficar de olho para que ele não volte a soltar o rabiocó.
Restará a bixa fazer festinha com os cabides dentro do armário.
Restará ao Walcyr Carrasco, uma bixa má, tirar os cabides do armário só para fazer a bixa má do Felix pagar por suas maldades.
Ou Fazer o Felix ficar apaixonado pela Valdirene que quer casar com marido rico.
Eu vejo novela só para aprender a escrever roteiro ruim.
Share:

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

O Pós-Doutorado versus analfabeto funcional

Quando chamavam o grande brasileiro Lula de “analfabeto funcional” muita gente, inclusive eu, achava um puta preconceito de classe típico de elitista tucano paulista.
Ninguém sabia de nada.
Com as denúncias da Siemens alemã sobre a roubalheira tucana desde 1992 até agora, desde Mario Covas duas vezes, passando pelo Serra duas vezes e Alkmin mais duas, são anos à fio roubando o Metrô de São Paulo sem que o ministério público fizesse nada nem a imprensa desse uma linha sobre o que se pode se chamar de maior esquema de fraude de um governo brasileiro.
Os tucanos transformaram São Paulo na Ilhas Virgens deles.
A impressão que se tem é que eles se sentiam acima da lei e das denúncias da imprensa.
O PT é pivete comparado a esse pessoal que tem doutorado em Harvard.
A Rede Globo e toda a imprensa nativa que faz parte do esquema de desvios deles dava toda a cobertura ao plano sempre acusando os adversários políticos do esquema, por isso que o PT apanhava de manhã, de tarde e de noite da imprensa bandida.
O nome que a imprensa nativa corrupta está dando para esse esquema criminoso que envolve bilhões é “Cartel”.
E o Felix não é biba.
Comparado ao Mensalão do PT que foi um empréstimo de sete milhões a título de doação de campanha do cartão Visa para o PT e PSDB em 2002, os bilhões desviados nesse esquema do PSDB é coisa de profissional, de doutor mesmo.
Vá ser doutor assim lá na casa do cacete, meu!
Share:

O Arnaldo Jabor não anda de Metrô

A indignação seletiva do Arnaldo Jabor já virou um quadro de comédia na grande mídia nativa.
Qualquer pessoa com um pingo de conhecimento histórico recente sabe da ligação dele com o PSDB e principalmente com o José Serra. Até casar com a secretária do “omi” ele casou. O Arnaldo Jabor é casado com a Suzana Villas Boas, jornalista e secretaria do Serra e produtora do programa Saia Justa da tucanérrima Rede Globo.
Bastaria esse esclarecimento para o incauto ouvinte e leitor do Jabor para explicar porque o silencio dele sobre a roubalheira tucana de décadas no Metrô paulista.
Ele também não deve andar de Metrô. Pode ser isso.
Hoje a sua crônica sempre carregada de indignação voltada contra adversários do PSDB tratou de um assassinato em serie cometido por um adolescente pirado. Sempre culpando a sociedade cucaracha brasileira por isso, claro.
Afinal, todo jegue tupiniquim servil a teoria neoliberal tucana paulista acredita que São Paulo não é Brasil e o que é Brasil além de São Paulo não vale nada.
O desprezo que o Jabor tem do Brasil do PT do Lula/Dilma só é superado pelo silencio que ele faz dos escândalos e falcatruas dos seus patrões do PSDB paulista.
"O Brasil bom é o Brasil tucano", pensa ele.
Por essa e por outras que a grande mídia nativa jegue e colonial vai caminhando para o trágico fim que esse tipo de jornalismo está chegando graças ao advento da internet que fura o bloqueio das mentiras e da ideologia dessa gente.
O Arnaldo Jabor cada vez mais se torna o símbolo trágico cômico dessa geração que morreu e esqueceu de deitar.
Os tempos são outros e eles não viram o tempo passar.
Não existe lealdade em ficar, mesmo vendo o barco afundando. O que existe é o tamanho do queijo que o rato ganha para não abandonar o navio.
Papagaio que acompanha João de Barro se atrapalha e vira ajudante de pedreiro.
Acho que só as madames do Morumbi anti-petistas acreditam nas bobagens do Jabor.
E olhe lá!
Share:

terça-feira, 6 de agosto de 2013

O doloroso fim do “Parêntese de Gutenberg”

Mais um grande jornalão foi vendido esse semana para um bilionário excêntrico que compra jornalões falidos.
A família Graham vendeu o jornal Washington Post, um dos maiores dos Estados Unidos, pela ninharia de US$ 250 milhões e o Boston Globe saiu por US$ 70 milhões, valores muito abaixo do preço de mercado.
O filosofo francês Thomas Pettitt tem provocado polemicas no meio acadêmico afirmando que a humanidade está voltando à cultura de transmissão oral da informação e do conhecimento, tornando a época da imprensa escrita de Gutenberg apenas um parêntese na história. Ele construiu a "Teoria do Parêntese de Gutenberg" para analisar uma época entre a invenção da imprensa por Gutenberg até os dias atuais com a invenção das mídias eletrônicas e das redes sociais.
A sobrevivência dos meios de comunicação tradicionais vai depender única e exclusivamente da sua credibilidade, e credibilidade é exatamente o que não tem a grande mídia brasileira, toda ela envolvida ideologicamente com sua elite que não representa mais a riqueza e os interesses nacionais.
A revista Veja está sendo distribuída de graça em consultório médicos e mesmo assim ninguém ousa ler as suas manchetes mais que tendenciosas e desacreditadas.
A Editora Abril está agonizando por pertencer a família Civita que afundou a empresa junto com o sonho neoliberal tucano paulista. Quem ainda sustenta as tiragens da empresa são os anúncios do governo de São Paulo.
O jornal O Globo da Rede Globo, depois das denúncias de sonegação de impostos de bilhões, não se sabe até quando sobreviverá.
A Folha de São Paulo, com a queda irreversível do tucanato paulista nas próximas eleições, tende a ir para o saco também se não mudar sua linha editorial tendenciosa e sem credibilidade.
A Folha para sobreviver vai ter que cuspir no prato que comeu, depois das denúncias da Siemens contra o governo do PSDB em São Paulo desde a época do Mario Covas.
O Conversa Afiada até já está fazendo enquete para saber quanto vai custar a Folha no próximo leilão de falências da grande mídia tupiniquim despencando junto com o tucanato paulista que a alimentou.
Geralmente ratos não afundam junto como navio.
Vai começar o salve-se quem puder.
Share:

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

O PT é amador diante da roubalheira tucana

Pode reparar.
Quando a roubalheira envolve o PSDB, a cifra envolve sempre bilhão.
O Mensalão do PT que foi um empréstimo do cartão Visa para os partidos durante a eleição de 2012 que virou crime hediondo foi de somente sete milhões.
Temos que aceitar essa triste realidade.
Quando se trata de roubo ao erário, o PSDB é profissional.
Nas privatizações fala-se em 18 bilhões.
A roubalheira que a Siemens alemã denunciou que o PSDB comente desde o governo Mario Covas passando pelos dois anos do Serra e mais dois do Alkmin chega a bagatela de 4 bilhões e mais um monte de quebrados.
Tudo acobertado pela grande imprensa brasileira que é baseada em São Paulo e cúmplice das falcatruas tucana e da filosofia da Casa Grande..
Não sai uma nota sobre o esquema criminoso que envolve bilhões na Rede Globo.
O pior é o Ministério Publico calado, corrupto e conivente.
A isso se deve a ideologia anti-PT que leva toda a culpa da corrupção no Brasil da Rede Globo.
E ainda tem os Black Block e o Seo Anonymous livrando a cara dos caras fazendo manifestação contra os adversários políticos dessa gang.
Pode reparar.
Share:

Carretas paralisam a Barelândia

A Barelândia é uma favela com tamanho de metrópole.
O que caracteriza uma favela é a falta de saneamento básico e ruas sem calçada para o cidadão andar.
Os ingleses construíram na velha Manaós a única rede de esgoto e ruas com calçadas amplas e decentes que a cidade tem até hoje.
Isso tem quase 120 anos.
Na Barelândia atual, entra cacique e sai cacique tudo tocando o mesmo apito e a coisa vai piorando, porque cacique gosta mesmo é de comer o dele e tchau e bença.
E o Baré gosta de cacique que dá tchau e bença.
O barezinho sofre de Leseira Baré que afeta a memória e ajuda o esquecimento.
Por isso esses caciques vão e voltam ao poder sempre com o voto dos trouxas barezinhos.
O Artur é mais um desses caciques.
É o único cacique loiro da tribo de caciques.
Lembro ele prometendo mais uma das promessas não cumpridas, que nem a do BRT da campanha, que ia dar um jeito no problema do transito impedindo que carretas imensas transitassem em horário comercial cortando e paralisando a cidade.
Mentira de novo!
A cidade está enfrentando um colapso no transito por falta de investimento provocado pelo sumidouro do dinheiro dos impostos cobrados pela prefeitura.
Nunca tem dinheiro porque some no andar do mandato.
Um delicia!
Em nenhuma cidade do mundo que queira levar esse nome, hoje em dia se permite que carretas imensas atravessem a cidade paralisando o transito em hora de pico.
Existe horário para isso e as empresas se adequaram a essa forma de enfrentar o problema.
Mas na Barelândia não.
O Artur prometeu logo que se elegeu, que daria um mês para os empresários de adequarem e que tiraria as carretas que impedem o transito de andar no horário trágico.
Porra nenhuma!
O Artur fala grosso quando vê jornalista e fala fino com quem bancou a campanha dele e vai bancar mais.
A Barelândia é terra dos amigos dos amigos.
Uma província, portanto!
Share:
Tecnologia do Blogger.

OCUPE REDE GLOBO

Loading...

Pesquisar este blog

Veja meu site profissional

Veja meu site profissional
Jorge Laborda é um cara metido a designer, escritor e a ser humano.

Blogs que vale conferir

Arquivo do blog

Definition List

Contact

Support