Um blog de crônicas da Barelândia para o mundo!

BTemplates.com

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

A Sinhazinha da Fazenda é contra o sistema de cotas... Disque!

Para a Sinhazinha da Fazenda, pimenta no tablet alheio é Ipod.
Talvez nesse linguajar a Sinhazinha da Fazenda consiga parar de ficar zangada por causa do sistema de cotas raciais e o sistema de cotas publicas aprovado pela Dilma.
Para a Sinhazinha da Fazenda o game está bom.
A senzala que estrebuche.
Afinal, "se o preto Joaquim Barbosa conseguiu ser ministro do STF saindo da camada pobre da sociedade, então qualquer um pode também", pensa ela.
A Sinhazinha da Fazenda está super feliz com o Batman preto Joaquim Barbosa porque ele está condenando a “corja do PT”.
E de lambuja serve de exemplo para a campanha contra as cotas.
Afinal, para a Sinhazinha da Fazenda e a turma dela, que habitam o filé mignon das terras brasilis, ser contra partido trabalhista e contra os sonhos das favelas senzalas é uma atitude compreensível.
O Ali Kamel, grão mestre do “jornalismo” da Rede Globo, encabeça a campanha contra as cotas, inclusive até escreveu um livro chamado “Não somos racistas”.
A obra de Kamel parte da premissa de que, como, cientificamente, não há raças, também não pode haver racismo.
É o tipo de discurso baseado em descolamento social que faz muito sucesso no Baixo Leblon e no Posto 9 de Ipanema, mas se torna uma sacanagem quando se trata de analisar a vida dos negros pobres apinhados nas periferias das grandes cidades.
Uma sociedade com um atraso social de quinhentos anos com seus pretos ocupando 90% da camada mais baixa da injusta pirâmide social brasileira, dizer que dá para mudar isso sem alguma compensação, só a Sinhazinha da Fazenda e a turma do Ali Kamel mesmo.
Bizarro é ver gente das classes menos privilegiadas, caboquinhos barezinhos mal saídos da faixa da pobreza, ainda longe de ser chamado “novo rico”, embarcar nessas ideias de jerico.
Ai é dose!
Só porque comprou um tablet Samsung, nem Ipad é.
Tem até um movimento no Facebook chamado “Cansei da Cota”, puxado por um bando de desocupados sem noção.
Pensam que a Cota é aquela menina chata de não sei o que não sei o que lá.
Tudo pobre e leso!
Voltando a Sinhazinha da Fazenda, o tablet dela já levou muita chinelada de negão.
Portanto se o tablet dela deu chance para a chinelada do negão, então não precisa de cotas.
É só todo mundo dar.
Oras.
Né não?
Share:

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Ministro Joaquim Barbosa é usado na campanha contra as cotas raciais

Quem não gosta do sistema de cotas raciais também está contra o sistema de cotas publicas que prega que a escola publica tenha 50% das vagas nas universidades publicas.
Nada mais justo..
Esse discurso contra cotas é compreensível quando é assunto de conversa nos Jardins Paulista, em Higienopolis e outros bairros chics.
Quem mais propaga a ideia contraria as cotas raciais é o jornalista Ali Kamel, chefão do jornalismo global, autor do livro “Não somos racistas”.
A obra de Kamel parte da premissa de que, como, cientificamente, não há raças, também não pode haver racismo.
É o tipo de discurso baseado em descolamento social que faz muito sucesso no Baixo Leblon e no Posto 9 de Ipanema, mas se torna uma sacanagem quando se trata de analisar a vida dos negros pobres apinhados nas periferias das grandes cidades.
Que Kamel, feliz morador da Avenida Vieira Souto, acredite nesse discurso filha da puta, é compreensível.
Quando barezinho faz esse discurso é risível, afinal, cotas de negros também é cota de índios.
Sempre que discussões de grande interesse social acontecem, como é o caso do julgamento do Mensalão do PT (Cadê os outros?) os reaças se aproveitam para pautar temas do seu interesse.
Agora usando a negritude do Joaquim Barbosa para justificar ser contra as cotas raciais.
Até parece que não tem dentro disso um puta cheiro racista.
Afff!
Share:

Greve dos compositores de jingle politico paralisa a Barelândia

A ASCOJIPOAM (Associação dos Compositores de Jingle Politico do Amazonas) decretou greve geral essa manhã.
Já que tudo que é desocupado está entrando em greve, mais um não vai fazer falta.
A principal reivindicação é por causa da babita, lógico, mas o que mais deixa essa classe injustiçada na ponta dos cascos é o fato dos candidatos políticos sempre insistirem em só pagar depois de eleitos.
Ôh raça pra gostar de dar pino!
O primeiro golpe que o politico geralmente dá é no compositor do jingle dele.
Assim ele já vai treinando no caso de ser eleito.
Apesar de só trabalhar em época de campanha, o compositor de jingle politico também é gente como a gente, pô!
Não é porque o hit da moda é o nefasto “Eu quero tchuuu, eu quero tchaaa, eu quero tchuuu...” e o indefectível “Oi, oi, oi” da Carminha que eles não merecem todo o nosso respeito.
O compositor de jingle politico na escala é um pouco melhor que o politico em si.
Eu mesmo já pensei em jogar pedra quando passa carro de som tocando bem alto umas sete da manhã bem na janela.
Oh benção meudeusio!
Hoje passou um sem noção que dizia “Oi, oi, oi vote um meia oito, assim você corre pro mato ou corre pro morro”.
Achei maraa!
Só não deu tempo de jogar agua quente porque eram só seis da manhã e eu ainda estava dormindo.
Mas amanhã eu espero no muro de casa.
Hoje vou fazer viradão tomando vinho.
Não posso beber cerveja por causa de triglicerídeo não sei o que não sei o que lá.
Só de butuca esperando o carrinho de som.
Deiiiiixaa!
Share:

terça-feira, 28 de agosto de 2012

A capa do Batman dos ministros do STF

Em nenhuma democracia do mundo a alta corte de justiça é espetáculo televisivo.
Aqui é.
A invenção da televisão do STF ao vivo foi arrumação do ministro Marco Aurélio Mello, a ultima herança viva do presidente Collor, o espetaculoso.
Quando a Cassia Eller morreu, a mulher dela brigava com o sogro pela guarda do filho. O Marco Aurélio foi no Jornal Nacional dizer que votaria a favor do pai.
Antes do caso ser julgado.
Isso é crime em qualquer democracia que tenha um STF.
O Marco Aurélio Mello e o Gilmar Mendes adoram televisão.
O Gilmar Mendes usou a televisão para justificar soltar o Daniel Dantas, o banqueiro ladrão da turma do FHC e inventar grampo sem áudio com o Demostenes Torres para expulsar do Brasil o Paulo Lacerda, o honesto diretor da Policia Federal que estava à frente da investigação Sathiagara.
Para isso contou com a cumplicidade do “indignadíssimo” Artur Virgílio.
E da parceira de sempre, a “grande mídia” baseada em São Paulo que atende aos interesses tucano paulista.
Há quem diga que isso é democracia.
Até pode ser.
Mas que é também uma arma da imprensa golpista para fazer pressão politica para esse ou para aquele julgamento que lhe interessa.
O que se chama “opinião publica” hoje é teleguiada pelos donos dos jornalões e seus colunistas muito bem pagos.
A “opinião publica” virou “opinião publicada”.
E tem trouxa que cai nessa.
O espetáculo do julgamento do Mensalão é a prova viva que justiça se faz a partir da redação da Rede Globo.
Os crimes de lesa pátria cometidos durante as privatizações nefastas do governo tucano sequer são comentadas pela Rede Globo e Folha de São Paulo.
Claro, só a Rede Globo teve um perdão de uma divida com o BNDES de um bilhão e cacarecos e ganhou mais concessões de TV a cabo.
Hoje deve mais um bilhão e cacarecos para o mesmo BNDES e não tem perdão da divida.
Por isso esse ódio todo ao PT.
E os Batmans do STF, independente de estar fazendo justiça ou não, trabalham para o espetaculoso justiçamento midiático da Rede Globo, a elite paulista representada pelo PSDB e contra a democracia.
Com a claque dos trouxas que acreditam em “opinião publicada”.
Por essa gente o Brasil viraria um grande BBB.
Se não fosse o contraditório da internet.
Aqui o buraco em mais embaixo, fio!
Share:

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Eu amo pedreiro cachaceiro... Ôh raça!

O meu pedreiro sumiu e é culpa do Lula também.
Essa palhaçada de dar bolsa não sei o que, bolsa não sei o que lá, deixa esse povo feio folgado demais.
Ôhh raça é pobre.
Outra coisa horrorosa inventada por esse tal de Lula é esse tal de Minha Casa Minha Vida que está enchendo a cidade de obras.
É prédio em cima de prédio sendo construído a toda hora.
Isso acaba com a nossa mão de obra escrava, barata, que nós estávamos acostumados.
Hoje para encontrar um pedreiro para fazer uma reforma qualquer a preço de banana ou um prato de comida, está a coisa mais difícil de encontrar.
É mais fácil encontrar cirurgião plástico para por botox no toba da patroa que arrumar um pedreiro.
Cirurgião plástico e cabelereiro tem a dar com pau.
E quando a gente arruma um pedreiro eles cobram preços pela hora da morte.
O pior é quando a gente paga, o veado enche o rabo de cachaça durante uma semana e some.
A casa fica toda desmontada parecendo um monte de entulhos.
Ôhh raça é pedreiro cachaceiro!
Tudo culpa do Lula!
Share:

A politica baré está no DNA quatrocentão... Disque!

A Barelândia é uma benção divina.
Fundada no oco do encontro de dois rios imensos de cores diversas, o Rio Negro e o Rio Amazonas, a Barelândia é também assim.
Esquizofrênica.
A Barelândia tem um pé no futuro, na modernidade e nasceu com características metropolitanas, sendo interpretada por alguns como uma New York das selvas.
A cidade sofreu ondas e ondas de imigração durante sua formação.
Judeus, sírios, portugueses, libaneses, turcos, japoneses todos fundindo-se com putas polacas e índios nativos nas entranhas da Barelândia.
Ai deu nós, os barezinhos.
A nova onda migratória é de coreanos e haitianos.
Vai ser bacana ver um bairro inteiro de negros falando francês.
Esse é o lado cosmopolita da Barelândia.
O pezinho barezinho que ficou para trás é a forma de fazer politica nessa zona franca.
Para se apossar das diversas esferas de mamatas oriundas do poder publico e não fazer porra nenhuma, os “políticos” inventaram uma pratica maravilhosa.
Para eles.
Inventaram que a politica está no DNA.
Como se não bastasse um Sabino, um Artur, um Wallace, uma Sampaio e etc, ainda tem os filhos, dos filhos dos filhos.
O siricutico por gostar de ganhar dinheiro alheio sem fazer porra nenhuma pega.
O cara percebe que é uma boa ficar na mamata por cima da carne seca e que isso não dá cadeia, no máximo crime eleitoral, ai vira um maná.
O esquema do DNA politico na Barelândia é tão legal que por falta de filho, o politico só não põe o cachorro dele de candidato porque essa tal de lei eleitoral proíbe.
Acho eu.
DNA é a sigla para Dando Nó nos Abestados.
Só pode!
Share:

sábado, 25 de agosto de 2012

A união poliafetiva é o novo babado

Esse negócio de homoafetivo não sei o que não sei o que lá já era.
Deixou de ser moda.
Perdeu mané!
Nem adianta querer chamar a atenção das pessoas no shopping andando de mãos dadas com sua amiguinha só para causar.
Ninguém está nem ai onde você senta a sua rodilha.
A nova agora é a união poliafetiva.
Pode ser entre um cara e duas minas.
Entre dois caras e uma mina.
Entre três caras ou entre três minas.
A regra é passar de dois.
E nem vem com termo jegue querendo chamar de suruba.
O nome correto é união poliafetiva.
Na novela Avenida Brasil tem o Cadinho e três peruas loucas no núcleo rico da novela.
No núcleo marromeno tem a Suelen querendo dar, casada com dois maridos que vão se pegar também.
Sem contar a Carminha que é politudo.
Em Manaus isso nem seria novidade.
Aqui já tem até biba divorciada.
Manaus sempre a frente do seu tempo.
Ôh povo párvulo!
Share:

Robério Braga descobre ouro embaixo das parede do Teatro do Robério

O Robério Braga (espia o nome) é o Arqui-Secretário Vitalício de Corte e Costura do Amazonas.
Há mais de 16 longos anos controlando a área corte custural do estado.
Ele está há tanto tempo nessa função que acha que a cultura é ele.
E que o Teatro Amazonas é uma pequena extensão da casa dele.
E de quebra o Largo São Sebastião também
O povo invejoso e indolente da barelânda chama jocosamente de Largo do Robério (espia o nome).
Tem até um blog de quinta usado para sacanear chamado Deu No Largo.
Mas isso é coisa de gentinha.
O Robério Braga (espia o nome) só que a nossa memória da leseira baré consegue alcançar já fez umas cinco reformas no Teatro Amazonas..
Todas envolvendo grandes somas de dinheiro, que dava para construir mais uns cinco.
Ele adora reformas caras!
Coisa cara é com ele mesmo.
Agora espia isso se não é coisa do demo.
O secretário estadual de Cultura Robério Braga (espia o nome) confirmou há pouco a descoberta de folhas cobertas com ouro numa parede lateral do Teatro Amazonas e anunciou que a descoberta vai proporcionar uma busca mais ampla da existência de novas áreas arquitetônicas que sofreram o mesmo procedimento.
"É uma satisfação muito grande saber que nesse governo podemos recuperar partes preciosas do Teatro Amazonas, verdadeiramente históricas e originais, que os restauros levadas a cabo pelas empresas Odebrecht e Comagi não foram capazes de identificar", destacou o secretário.
Comagi e Oderbrecht sempre nas paradinhas medonha envolvendo a galerinha.
Bom.
Essas empresas acima citadas foram contratadas a peso de ouro pelo Robério Braga (espia o nome), o Arqui-Secretário Vitalício de Corte e Costura do Amazonas.
Na certa a culpa é nossa por elas não terem feito um trabalho que sequer detectasse o que estava por baixo da parede.
A gente é tudo leso mesmo.
Ôooh povo feio esse povo barezinho que não sabe nem o que tem embaixo da parede do Teatro do Robério.
Share:

A "grande imprensa" idealizadora do Golpe Mensalão vai querer fechar o STF

O tal Mensalão do PT tomou dimensões de crime hediondo por ser do PT.
Enquanto era um esquema do governo FHC que repassava verbas de publicidade do Banco do Brasil para a empresa do Marco Valério, a chamada "grande mídia" baseada em São Paulo representante dos interesses da elite paulista que é tucana e anti PT, achava muito normal esses arranjos e chamava de Caixa Dois, dinheiro de campanha e tudo estava certo.
Quando o PT ganha a eleição e criminosamente usa o mesmo expediente criminoso, logo é denunciado por um Roberto Jeferson contrariado que queria se apossar de Furnas e junto com Carlinhos Cachoeira, revista Veja, Rede Globo e o escambau planejam uma arapuca para derrubar o presidente Lula, já pensando em impeachment e golpe sujo como houve no Paraguai mês passado.
Houve crime de Caixa Dois e por isso todos devem ser julgados.
As provas que o STF tem comprovam isso.
E nada mais.
O resto é invenção de uma imprensa golpista que quer ver oseu partido de volta ao poder.
Essa imprensa golpista não vai suportar ver o STF sendo obrigado e inocentar por falta de provas a maior parte dos acusados pelo tal Mensalão que a mídia inventou.
Vai ter colunista canalha tendo siricutico e espumando de raiva porque o golpe contra o voto popular falhou.
Arnaldo Jabor, Noblat, Diogo Mainardi e o imortal imoral Merval Pereira, toda essa trupe de canalhas vai tudo passar mal.
Sem provas o STF não pode condenar pessoas, nem que a mídia bandida e golpista faça o maior barulho para isso.
O fato é o fato.
E estou morrendo de medo de ver esses velhos canalhas terem um AVC vendo que o golpe deu errado.
E para quem odeia o Lula, ele fora da presidência há dois anos tem 70% de aprovação do povo brasileiro.
Inclusive a minha.
E fim de papo!
Share:

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Alckmin e Serra querem acabar com a Zona Franca...E agora Artur?

O Arthur Virgílio em todo o seu mandato de senador só fez servir aos interesses tucano paulista.
A função dele era bater no Lula de manhã, de tarde e de noite criando factoides.
Virou o garoto propaganda da Rede Globo por ser o vermelhão indignado contra o PT.
O menino de ouro do saco do FHC.
Se batesse retrato ia aparecer ele pendurado.
Nem lembrava da existência de uma tal tribo barezinha.
Só vinha aqui pegar voto para continuar sua luta insana pela causa tucano paulista.
Por isso perdeu a eleição para o senado no Amazonas, terra barezinha, e como sempre acusando os outros de corrupção pelos seus fracassos.
Um verdadeiro udenista de carteirinha
O Arthur só tem uma causa e ele é um homem fiel como um cão, um pitbull, como ele gosta de ser chamado.
Portanto não vejo porque agora seria diferente.
A prefeitura de Manaus, essa província insignificante para os tucanos paulistas que querem acabar com o corredor de contrabando, como eles se referem à Zona Franca de Manaus, é só um passo para a volta a rinha de galo contra o governo do PT.
Pensa o Arthur.
Ele deveria esquecer o tema Zona Franca e não trazer a luta tucano petista para dentro dessa eleição, porque ele perde feio.
Se insistir nesse tema ele não se elege nem para vereador.
A oposição é importante para a democracia, mas não essa oposição udenista hipócrita que só faz acusar de corrupção sem provas, e não oferece proposta alguma.
Vive de carona no sucesso alheio.
Parece briga de galo esquizofrênico.
Se o Arthur tiver um pingo de juízo, tem que começar a fazer propostas.
Porque o papel de “guardião da honra” não cola mais.
Até o Demóstenes Torres, colega dele na função de “arauto justiceiro” pode acabar preso depois de ter perdido o mandato de senador.
Melhor mudar a conversa para tentar se eleger.
Share:

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

A campanha "Montim de Periquita Livre" está bombando no Facebook

O Facebook é um mar de rosas para quem gosta de aderir às coisas.
Tem campanha de todo jeito.
O Facebook é o culpado pelo fim das marchas.
A preguiça facebookiana associada ao vicio não deixa o usuário dessa droga pesada sair da frente dele.
Então danem-se as marchas cansadas.
Melhor protestar de dentro da sala confortável tomando uns bons drink.
A mais nova campanha é a “Montim de Periquita Livre".
Tem uma versão em inglês chamada “Free Pussy Riot” imitando a brasileira, mas é fajuta.
Querem libertar não sei o que não sei o que lá.
Nada a ver com periquita mesmo.
A boa mesmo é a nossa.
Adere você também... besta!
Share:

Meu Ikebana Sanguetsu de hoje...(feito com plantinhas roubadas do vizinho)

O belo somente belo não é belo.
A beleza é algo que se constrói e se vê acompanhado.
O belo não tem dono nem patrão.
O belo solitário é feio.
A beleza de verdade se espalha pelo cosmos e pertence a todos.
Assim como o caos e o abismo que tanto nos atrai.
A beleza não é a opinião de um ser egoísta.
Esse quer aprisionar o belo e o belo fica feio.
Deixe o belo solto.
E não estou falando daquele cantorzinho de samba de quinta categoria envolvido com criminosos.
Eu até que comecei direitinho.
Aff!
Share:

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Chávez manda construir trem Manaus-Caribe... Agora vai!

O Hugo Chávez é doido e faz tudo por decreto e a Rede Globo odeia.
Só por isso eu gosto dele.
Mas a Rede Globo odeia qualquer liderança latino-americana que não obedeça as ordens norte americanas.
Para a Globo, do Lula para baixo é tudo canela.
A Globo foi criada na ditadura militar e é paga para fazer isso.
Para pregar que a gente é "cucaracho" e não vale nada por causa da nossa herança católica portuguesa.
Nem para ter trem presta.
Nada mais justo para aquele brasileiro idiota que se acha um vira-latas.
Tem gente que acha que nem Copa do Mundo nem Olimpíada pode ser aqui nesse chiqueiro.
O Chávez decidiu que se depender dele a ferrovia que ligará Caracas a Zona Franca de Manaus vai sair custe o que custar e imediatamente, fazendo parte do plano de introdução da Venezuela no Mercosul.
Ebaaa!
Já pensou a gente barezinho indo de trem para o Caribe azulzinho?
Que maaaraaa!
Atravessar a selva amazônica no sacolejo de um trem e subir pelo Monte Roraima passando pela Gran Sabana venezuelana e desembocar de boca nas praias caribenhas, vai ser uma viagem e tanto.
A gente pode comprar um jaraquizinho, um quilo de farinha do Uarini, uma pimenta murupi e ir acampar em Margarita todo final de semana a preço de banana.
Banana eu acho que eles têm por lá, precisa levar não.
Tomara que o Hugo Chávez seja macho como ele diz que é e mande construir na porrada.
A Rede Globo vai ser contra e vai inventar que o Chávez vai querer tomar o Amazonas.
Vão inventar mais uma tribo de índio nova descoberta pelo caminho chamada Ku-Klux-Klanaraokê com meia dúzia de índio loiro com sotaque estranho dizendo que não pode passar por cima do tênis Nike deles..
Com certeza no caminho de onde vão construir o trem vai ter um rio onde não pode construir ponte porque vai fazer sombra na água.
Fora aquele morcego vermelho de uma espécie rara que só tem dez que habita uma caverna que fica na rota do nosso trenzinho azul.
Os Ambientalistas Criados em Cativeiro que são contra estradas, ferrovias, portos, usina nuclear, hidrelétrica, curso de corte costura, bordado e macramê se for no Brasil porque na Noruega é lindo, vão fazer campanha contra a ferrovia.
Quer ver espia!
Barezinho parece estar fadado a viver no isolamento aprisionado na leseira baré.
Ou não!
Share:

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Começou o horário eleitoral pela TV... Ebaaa!

Finalmente o circo chegou.
Para animar esses dias chatos de noticia enguiçada tipo mensalão, CPI não sei o que não sei o que lá, a Carminha e a Nina nada a ver não sai nada e a volta do “Imperador” Adriano ao estaleiro do Flamengo, finalmente para deleite de todos nós, começou a campanha eleitoral pela televisão.
A vida oferece a mesma oportunidade para todo tipo de gente independente na condição social, ambiental, mineral, vegetal ou animal.
Quando nascemos a cegonha joga a gente em Madureira ou no Xingú, mas a palmada da parteira é a mesma.
Oh raça desocupada é parteira que bate na bunda da gente!
Por isso já de saída ficamos cabreiros, aprendemos que “papagaio que acompanha joão de barro se atrapalha e vira ajudante de pedreiro”.
É quando desenvolvemos, segundo esses papos lacanianos de boteco, o tal complexo de rejeição.
Chegou junto leva logo um carrinho por trás.
A gente aprende a ter noção ou quase isso.
Politico de horário eleitoral não tem dessas coisas não.
Não está nem ai para o complexo não sei o que não sei o que lá.
Viver é ter coragem de bancar o ridículo e seguir em frente.
Viver é não ter medo do ridículo.
Se for esse o critério, alguns políticos do horário eleitoral estão de parabéns.
Eles com certeza não levaram palmada de parteira.
Vá ser ridículo assim lá no raio que os parta!
Só não dá é para deixar nossos destinos nas mãos dos caras e ficar nessa de não votar.
Ai os caras do mau venceram.
Portanto melhor ver qual é e encarar como um circo de horror engraçado.
Melhor sofrer agora que sofrer mais ainda depois quando o cara estiver vivendo as tuas custas durante quatro anos no mínimo.
Relaxa e toma suco de maracujá que passa, besta!
Share:

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

O Cadinho vai se mudar para o Divino para se livrar de assédio sexual

Enquanto a policia da “democrática” Inglaterra não prende o Julian Assange que está refugiado na embaixada de um remoto país chamado Equador, a gente vai se distraindo com as bobagens que a televisão faz para embrutecer a gente.
A novela Avenida Brasil do Cadinho bem que podia dar uma sacudida no babado forte e se reinventar.
Se eu fosse à biba escritora atolada no apartamento chique que habita bem no ôco do Arpoador, vizinha do Caetano Veloso e outros notáveis que habitam e pululam na multicultural Ipanema no Rio, eu misturaria os núcleos da novela.
Do jeito que está anda cansando a beleza dos desocupados sadomasoquistas que insistem em assistir o dramalhão.
Exemplo.
Se o Cadinho, a melhor parte da novela muito educadora por sinal, fosse morar no Divino fugindo do assédio sexual das três taradas patéticas peruas do Leblon e se enturmasse por lá.
Talvez ele pudesse pegar a Carminha, para começar, já que ele é rico, depois ele podia pegar a Monalisa que anda solitária e cercada de macho ruim e fechava mais um trio pegando a Suelen, a periguete gostosona.
Isso daria enredo para mais uma novela.
Ou pode subir o Cadinho para a novela Gabriela, quem sabe ir morar no Bataclã.
O Cadinho anda sobrando nessa novela chata.
O Cadinho é o novo herói nacional.
Pena que o japa da Yoki não tenha aprendido como manter duas ou três teudas e manteudas com o Cadinho.
Talvez ele não tivesse virado picadinho.
Né não?
Share:

domingo, 19 de agosto de 2012

Ladrão que rouba ladrão não desce pro play

Um arrombador a moda antiga andava atuando pelo centro antigo de Manaus, assaltando lojas pelo telhado com a ajuda de pé de cabra e até "Makita", uma marca de maquina de corte elétrica que corta ferro e etc.
Esse tipo de ladrão está em extinção, eles fazem parte do nosso imaginário e tem até uma certa poesia, romantismo e encanto de tão extintos que estão.
Dá saudade desse tipo de bandido.
Esses não usavam da violência física, só da artimanha de entrar nas lojas e casas como o Homem Aranha, pelas paredes e telhados parecendo mais super-heróis que ladrões.
Cassio, o ladrão intrépido sem trupe, foi preso com um milhão e quatrocentos reais em dinheiro e confessou a policia de onde roubou a fortuna.
Não foi de um banco, não foi de uma joalheria, de um supermercado ou da casa de um politico.
Foi de uma pequena livraria evangélica do centro de Manaus.
A tradicional Livraria Lira.
Pombas... que povo culto para gostar de ler assim lá na casa do Senhor Jesus Cristinho São Romão Batista, como diria o Zeca Diabo.
Para acumular um valor desses, a livraria deve vender mais livros que mandioca no beiradão, como diz o caboco.
Levantando-se suposições sobre a fortuna encontrada em um cofre de uma pequena livraria evangélica por um ladrão a moda antiga, a gente pode ir seguindo diversos tipos de raciocínios.
Vá ver o dono guarda o dinheiro da venda da loja no cofre desde que a loja existe.
Talvez ele guarde esse dinheiro para dar tudo de uma vez como dizimo para Cristo, quem sabe os pagamentos são a vista.
Ou ainda pode ser que ele esteja guardando essa babita toda para algum pastor amigo.
Ou talvez sendo ano de eleição, essa grana vá para a campanha dos irmãos em cristo que estão doidinhos para comandar o Brasil e transformar a pátria mãe gentil em uma republica evangélica transformando igrejas em partidos que não pagam impostos nem obedecem a legislação eleitoral fazendo campanha o ano todo, uma verdadeira mamata.
Pode ser dinheiro para a revolução evangélica que se aproxima.
O Cassio só conseguiu gastar uns míseros trocados desse dindin todo, coitado.
A policia prendeu antes.
E agora dorme apavorado no xilindró carregando a culpa de ter roubado dinheiro de Deus.
Está morrendo de medo de ir para o inferno e encontrar os pastores por lá.
Doidos para esfolar ele.
Isso no caso do inferno existir.
Pela quantia roubada em um cofre de uma pequena livraria evangélica, um terreno no céu deve estar mais caro que apartamento na Ponta Negra.
E lá não tem esse papo de Minha Casa Minha Vida.
É tudo em cache e a vista, fio.
Dá não, mano véio!
Share:

A democracia do balcão de uma Republica de Banana

Republica Bananeira é a forma jocosa como eram chamadas as republicas da América Latina em tempos de ditadura que eram impostas pelos americanos no subcontinente quintal deles.
O Brasil a época em que a Dilma era torturada pelos militares era mais uma Republica Bananeira de merda.
O Equador já foi uma Republica Bananeira de merda e hoje dá asilo politico a Julian Assange, fundador do Wikileaks.
O site Wikileaks entrou em desgraça e se tornou perseguido pelas potencias ocidentais por expor documentos secretos que comprovam violações cometidas pelos EUA e países europeus em claro desrespeito a democracia que eles tanto pregam para os outros.
O governo sueco quer a cabeça do Assange baseado na denuncia de duas mulheres que dizem terem sido estupradas por ele.
Uma denuncia estranha, pois uma das acusadas tem sobre ela a suspeita de envolvimento com a CIA americana.
Hoje o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, como o papa sempre faz, usou o balcão da embaixada do Equador em Londres, neste domingo, para repreender os EUA por ameaçar a liberdade de expressão e apelou presidente dos EUA, Barack Obama, para acabar com o que ele chamou de caça às bruxas contra o WikiLeaks.
O Assange, vestido com uma gravata marrom e camisa azul pediu ao presidente Obama que faça a coisa certa: os Estados Unidos devem renunciar à sua caça às bruxas contra o WikiLeaks.
Se a gente tivesse saído de uma capsula do tempo e lido os jornais de hoje, custaria a acreditar que os países que mais se vangloriam de serem baluarte da democracia queiram silenciar um site que nada mais faz que denunciar verdades sobre crimes cometidos pelos governos tidos como defensores da democracia.
O Equador hoje é governado por um presidente de esquerda e fica perto da região onde viveram os Maias.
A profecia Maia ainda está dentro do prazo de validade, ele expira 21 de dezembro de 2012.
Ainda há tempo para o mundo acabar.
Pelo menos da forma como nós estamos acostumados a ver.
Quem diria, uma Republica de Banana dando aula de democracia para o tal mundo livre desenvolvido e democrático.
E o povo feio do Globo News continua a retratar a esquerda da América Latina como um bando de retardados.
Essa “grande mídia” brasileira foi criada na ditadura militar e é paga para fazer isso, transformar p país em uma Republica Bananeira de merda.
O Wikileaks confunde essa imprensa suja e seus jornalistas que chegam a ser pior que seus patrões.
Viva o Wikileaks!
Share:

sábado, 18 de agosto de 2012

Fabrica de fogos Cacique Barezinho vai bombar

Percebendo que essa eleição está polarizada entre o casal ruivo da linhagem da politica tradicional viciada dos rincões barés, o Cacique Barezinho para não perder o embalo da grana preta que rola em toda eleição feito mandioca no beiradão, decidiu abrir uma fabrica de fogos de artificio para suprir a demanda insana por algazarra e barulho que os candidatos fazem, por nada ter a dizer ou fazer.
Melhor fazer barulho né não?
Já que se abrir a boca não sai nada mesmo.
A equipe de campanha do Cacique Barezinho pensou em ao menos melhorar essa cafonice.
Ao invés de ficar assustando as crianças e os cachorros com fogos barulhentos e estúpidos, porque não soltar aqueles coloridos de reveillon.
Né não?
Bem mais elegante, silencioso, colorido e menos jegue que perturbar as pessoas com barulho infernal sem noção.
Como a eleição é favas contadas porque ou dá um ruivo ou uma ruiva e nada de indiozinhos no poder, a solução é ver se ao menos levamos “um qualquer” nessa festança com a grana dos trouxas que é cada eleição.
Portanto em breve a fabrica de fogos Cacique Barezinho será inaugurada.
A Carminha vai ficar longe do caixa.
Essa menina é muito apegada a dinheiro.
Que nem esse povo ruivo.
Share:

TSE: Comprar voto com gasolina pode

O sempre bombástico e soltador de bandido ministro Marco Aurélio de Mello, a ultima herança do Collor, tomou mais uma decisão controversa e estranha.
Dar gasolina para cabos eleitorais fazer campanha não é compra de voto se for apenas cinco litros de gasolina.
Não pode dar seis, tem que ser cinco!
É a mesma coisa que estipular quanto custa uma corrupção.
Se você corromper por mil pode, por mil e um é crime.
Essas decisões dadas por um ministro do STE criam antecedentes e qualquer juiz de quinta de interior vai se basear nela.
Ficou decretado que corrupção tem valor.
Até X pode.
X e Y não pode.
Ah tá.
Espia o termo da decisão.
“Consignou-se que, objetivando a feitura de carreata, realmente ocorrera a entrega gratuita de combustível à razão de dois litros para moto e cinco litros para carro, ou seja, ninguém teve o tanque completo. Conforme fez ver o regional, os pronunciamentos do Tribunal são no sentido de ‘em se tratando de distribuição limitada de combustíveis para viabilizar carreata descabe cogitar da figura do artigo 41-A da Lei nº 9.504/1997'. O TRE-PI apontou o gasto total como sendo de R$ 5,6 mil, contabilizado na prestação de contas entregue à Justiça Eleitoral e por esta aprovada”, enfatizou o ministro Marco Aurélio.
Legal é a ênfase.
O ministro Marco Aurélio foi o que transformou o STF em um picadeiro.
Ele foi o primeiro ministro a declarar voto na televisão antes de sair a decisão do julgamento.
Na morte da Cassia Eller a companheira dela e o pai disputavam a guarda do filho.
O ministro Marco Aurélio disse que votaria pelo pai da Cassia Eller no Jornal Nacional.
Isso é absolutamente ilegal em uma democracia.
Ele e o Gilmar Mendes transformaram o STF em espetáculo circense.
E agora deu preço na corrupção.
Até cinco pode.
Afff!
Share:

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Como era de se esperar, atrás do falso moralismo escondidos atras das greves vem o "Fora Dilma"

O Golpe de 64 começou assim mesmo.
Uma campanha moralista feita por uma elite que controla a imprensa e que sempre foi a mãe parideira de todas as corrupções quando perde a eleição para um partido trabalhista, se apega cínica e hipocritamente ao discurso contra a corrupção e generaliza.
Ataca a todos e tenta destruir a credibilidade já debilitada do congresso.
Prega que o voto é uma merda.
Desacredita os poderes para reinar soberana através dos veículos de comunicação, que são seus.
Atualmente com as redes sociais fica mais difícil tentar dar esse golpe barato.
Com as ondas de greves, legitimas ou não, politiqueiras ou não, já se começa a formar ao longe o coro de “Fora Dilma” vindo das fileiras da direita golpista plantada na elite paulista já que o golpe do mensalão não deu certo para derrubar o Lula.
Até que começou tarde a tentativa de golpe dos descontentes com o resultado das urnas que levaram a Dilma para a presidência.
Ontem até vi um Arnaldo Jabor na Rede Globo muito a contra gosto elogiando por linhas tortas o fato da Dilma ter aberto as concessões para a iniciativa privada para construção de estradas e ferrovias tão necessárias ao Brasil.
Ele confundiu concessão com privatização, a besta.
O coro da direita tentando dar mais um golpe na democracia brasileira através do “Fora Dilma” conta com a adesão dos trouxas de sempre.
Mas a internet não vai servir de instrumento para golpes imbecis tramados por mentes doentias alinhadas no fundo da história.
Porque na internet, tem o "curti" "não curti" "reply" "comentários" etc.
Não dá para neguinho falar merda e passar de boa.
Portanto, essa matilha vai continuar ladrando e a carruagem passando.
Share:

Republica Bananeira dá asilo ao fundador do Wikileaks

O Equador declarou que dará asilo politico a Julian Assange, fundador do Wikileaks.
O site Wikileaks entrou em desgraça e se tornou perseguido pelas potencias ocidentais por expor documentos secretos que comprovam violações cometidas pelos EUA e países europeus em claro desrespeito a democracia que eles tanto pregam para os outros.
O governo sueco quer a cabeça do Assange baseado na denuncia de duas mulheres que dizem terem sido estupradas por ele.
Uma denuncia estranha.
Quem viu o filme Os Homens Que Não Amavam as Mulheres perdeu a inocência quanto à inocência da Suécia e sua mentirosa neutralidade.
O anúncio deve ter impacto na relação diplomática entre Quito e Londres.
O Reino Unido afirmou ter a "obrigação legal de extraditar Assange para a Suécia para ser interrogado" e disse que não vai dar salvo-conduto para Assange sair da embaixada equatoriana.
Está claro que esses países poderosos querem silenciar o Assange e o Wikileaks e para isso estão usando métodos torpes típicos de Republicas Bananeiras, forma como eram chamadas as republicas da América Latina em tempos de ditadura que eram impostas pelos americanos no subcontinente quintal deles.
O mundo realmente está virando de cabeça para baixo.
Quem diria que uma ex republica bananeira, hoje presidida por um homem de esquerda, daria exilio diplomático para um perseguido politico pelas “cheirosas e democráticas” republicas do norte desenvolvido.
Há evidências de que, se enviado aos EUA, depois de ser extraditado para a Suécia, o australiano enfrentará um julgamento injusto e poderá ser submetido a tratamento "cruel".
O fundador do WikiLeaks acredita que seria entregue a autoridades americanas pela Justiça sueca.
Nos EUA, ele poderia ser julgado por crimes de espionagem por ter divulgado milhares de documentos secretos de Washington, mesmo não sendo americano.
É mano véio.
O Arnaldo Jabor deve está passado por saber que uma republiqueta de esquerda é mais democrática que os patrões dele do norte.
Deve está puto com isso!
Share:

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Tatuagem anal vira moda na Boca do Emboca

Esse povo feio inventa tudo.
Quando falam que caboco é o cão, tem gente que duvida.
Bastou virar moda nos EUA tatuar a beira do emboca, que caboco já está copiando.
Uma modalidade de tatuagem pouco conhecida pode se tornar uma nova tendência segundo participantes de um evento sobre o tema realizado no fim de semana em um centro de convenções da Flórida, nos Estados Unidos.
A tatuagem anal chamou a atenção dos visitantes da 17ª edição da South Florida Tatoo Expo, evento que reúne anualmente, além de tatuadores, atrações musicais, carros, shows exóticos.
Uma das participantes do evento contou ao site “New Times”, de Palm Beach, já ter tatuado o nome de dois ex-namorados no ânus e garantiu que tatuar o local é “muito, muito bom”.
Bom.
Lendo essa manchete amena lembrei da piada do Bob.
Uma biba era casada com um cara chamado Breno Bueno.
Era aniversário do Breno e a biba resolveu fazer uma surpresa.
Mandou tatuar em cada lado da bunda um B imenso.
Para homenagear o bofe.
Quando ele chegou em casa meio alto da festa com os amigos, a biba foi mostrar a surpresa.
Ficou de quatro e disse “olha o que eu fiz para você de presente, amor”.
Levou um chute no meio do toba que bateu na parede.
Entre um chute e outro o Breno Bueno perguntava “Quem é esse tal de Bob? quem é esse tal de Bob?... “.
A biba com a boca arrebentada não conseguia falar.
Esse lance de tatuagem tem que ser muito bem pesquisado.
Pois tatuagem alguma garante ninguém.
Share:

O Neo Colonialismo Ambiental planeja guerra civil para o Brasil

A América Latina sempre foi sugada pelas potencias mundiais, assim como fizeram e fazem com a pobre África.
A hegemonia financeira e militar dos EUA e da Europa transformou o mundo em duas classes.
Os fornecedores e os comedores.
Os fornecedores entram com o toba e os comedores com a pimba.
Como as guerras custam caro e não dá para fazer guerra no Iraque, Irã, Afeganistão, no Paquistão, no Curdistão, no Olhajáentão, as potencias inventaram uma forma moderna de dominação.
Inventaram a globalização associada ao neoliberalismo que abre as fronteiras dos países para o grande capital, que claro, está na mão do dono da pimba há séculos e séculos.
Para continuar mantendo o status de dono da pimba, o fornecedor não pode se levantar, tem que ficar de quatro com o toba virado em direção ao sol escaldante dos trópicos arrombados.
Para isso, eles inventaram o Neo Colonialismos Ambiental, para paralisar qualquer tentativa de “progresso” dos fornecedores através de leis ambientais completamente inviáveis, que são aplicadas somente nos fornecedores, não na terra do dono da pimba.
Na terra dos fornecedores ainda tem áreas imensas a serem exploradas, apesar do dono da pimba já ter tirado muito ouro, muita prata, muito sangue dos nativos fornecedores durante mais de 500 anos de colonização europeia na América Latina, berço maior dos fornecedores.
Esse tal de neoliberalismo inventado pelo dono da pimba concentrou o dinheiro do mundo na mão dos donos das fabricas de canhão, dos banqueiros especuladores e de mais meia dúzia de afortunados que sugaram o mundo todo.
O mundo dos donos da pimba está falindo por achar que os fornecedores iam ficar eternamente com o toba para cima ao sol dos trópicos varonis.
O plano deu errado quando o Brasil elege um governo trabalhista de esquerda que começa a fazer politicas incipientes de divisão de riquezas, mesmo que seja através do Bolsa Família, Bolsa Doutor, Bolsa Índio e Bolsa Luis Vitoun.
Também começou a emprestar para os pobres através dos bancos estatais (BB e Caixa) dinheiro para esses pobres comprar casa, geladeira, televisão, carro e até viajar para ver seus parentes pedreiros trabalhando em São Paulo.
Isso irritou muita gente da elite da terra dos fornecedores e principalmente da terra dos donos da pimba.
O plano deles é parar o progresso dos fornecedores usando as regras inventadas por eles, chamado de Neo Colonialismo Ambiental.
Fornecedor não pode ter matriz energética própria, estradas, rodovias, hidrelétricas, portos, usina nuclear, nada que possa dar condições desses fornecedores tentarem sair da posição de quatro que é a melhor posição para quem fornece.
Então vamos paralisar a construção de rodovias, ferrovias, portos e hidrelétricas principalmente, pois assim os fornecedores continuam na condição de indígenas fornecedores com o toba eternamente virado pra cima sem energia elétrica.
Estão usando até discurso indígena para semear guerra entre brasileiros.
A reserva indígena mais próxima que nem vai ser afetada pela construção de Belo Monte fica a mais de 1000 kms de distancia rio Xingu acima de onde vai ser construída a barragem.
Nas redes sociais está rolando um incentivo para o confronto armado entre brasileiros por causa de Belo Monte.
De um lado os donos da pimba bancando o Neo Colonialismo Ambiental com o toba alheio, dando muita grana para ONGs internacionais fazerem pressão contra o progresso do fornecedor, ajudada por brasileiros ambientalistas criados em cativeiro traíras que sonham estudar e trabalhar para o dono da pimba.
O Brasil caminha para um guerra civil, há muito sonhada pelo dono da pimba, com a ajuda prestimosa dos traíras ambientalistas criados em cativeiro.
Os Neo Macunaimas.
Share:

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Udenismo travestido de anarquia nas redes sociais

A onda moralizadora que se abateu sobre a “grande mídia” baseada em São Paulo depois da eleição do governo Lula se propaga nas redes sociais.
O Neo Udenismo risível dos velhos donos do poder secular das elites brasileiras sempre ataca com seu cinismo vibrante sempre que é contrariado nas suas vontades.
Bastou um presidente popular de origem trabalhista chegar ao poder a campanha desmoralizadora começou.
Hoje virou moda de tanto que foi repetida na chamada “grande imprensa” que sempre se alimentou da corrupção das elites.
Aliás, ela pertence a elite.
Somente três famílias controlam o pensamento brasileiro através do monopólio que possuem dos mecanismos midiáticos.
A família Marinho da Rede Globo, a família Frias da Folha de São Paulo, a família Mesquita do Estadão e tem de quebra a mafiosa revista Veja da família Civita que está a beira de sentar na CPI do Cachoeira por ser sócia dele.
Essa gente engendrou uma campanha “moralista” contra PT e as instituições democráticas em uma tentativa de desacreditar para poder destruir.
Para essa chamada “grande imprensa” o Congresso, o Senado e os outros poderes da republica tem que fechar porque estão todos corrompidos.
Esse argumento sempre surge no seio da direita quando ela está fora do poder através do voto, em qualquer lugar do mundo.
No Brasil esse fenômeno foi chamado de udenismo (do Partido UDN), que descambou no golpe militar de 64.
Esse udenismo fuleiro que prega contra o voto, contra o congresso, que põe todo mundo no mesmo saco de corruptos faz muito bem ao corrupto.
Ele desqualifica a democracia e só a “opinião publica” da imprensa é que vale.
Na verdade é a opinião dos donos da imprensa que representam as elites que querem governar impunes.
A opinião publica vira “opinião publicada”.
E repercute nas redes sociais.
Felizmente, nas redes sociais tem as ferramentas “não curti”, “reply”, “comentários” e etc.
Ai fica mais difícil para os falsos moralistas udenistas cantarem de galo.
Fica mais difícil ouvir a cantarola do Mensalão sem querer saber o que de fato é verdade e mentira nessa estória da imprensa.
Um Golpe Militar de 64 é impossível com a internet.
Mas que eles tem vontade tem.
Share:

Sabino manda juiz tirar o Facebook do ar

O Sabino Castelo Branco responde a vários crimes de varias ordens.
O mais leve é o eleitoral.
A Justiça Eleitoral no Amazonas através do juiz Alexandre Henrique Novaes de Araújo resolveu tirar o Facebook do ar porque alguém disse que o Sabino responde a crimes.
O que é verdade.
O que o populacho barezinho está besta de ver é como um cara tem seu direito eleitoral cassado, consegue se candidatar a prefeito da nossa cidade e ainda processa um cidadão que se queixou de ele ser criminoso processado e ser candidato a prefeito de uma cidade como Manaus.
Isso tudo com o aval de um juiz da justiça eleitoral chamado Alexandre Henrique Novaes de Araújo.
Espia isso e fique besta.
A Justiça Eleitoral no Amazonas determinou que o Facebook Serviços On Line do Brasil Ltda “faça cessar de imediato a propaganda que atenta contra a dignidade do candidato Sabino Castelo Branco”, deputado federal pelo PTB que disputa a Prefeitura de Manaus.
A sentença liminar, assinada pelo juiz Alexandre Henrique Novaes de Araújo, foi publicada nesta segunda-feira (13). A rede social será notificada por meio de carta precatória (instrumento utilizado pela Justiça quando a notificação é feita em outro Estado).
O prefeiturável Sabino Castelo Branco (PTB) entrou com a representação contra o Facebook no dia 8 de agosto para retirar da rede de relacionamento postagens que o chamam de “pilantra”, “palhaço” e o acusam de usar dinheiro público para enganar o povo.
A postagem, segundo o texto da representação, aparece uma foto de Sabino Castelo Branco com um fundo preto.
Acima da foto está a seguinte frase: “Usa dinheiro público para enganar pobres manauaras. Teve o mandato cassado e está proibido de se candidatar por oito anos”. Abaixo da foto há uma segunda frase: “Não deixe um palhaço desses governar a cidade que você vive. Diga não a este pilantra”. Na página de Rodrigo Roque aparece ainda mensagem relacionada à foto com os dizeres: “compartilhe urgente”.
Sinceramente, eu acho muito leve em se tratando do Sabino e dos crimes imputados a ele.
O cara sacaneia a profissão de palhaço, uma profissão honrada e secular.
O estranho é a justiça sempre defender bandido contra o cidadão.
Isso que soa muito estranho.
O pior é se juiz começar a ter o poder de tirar o direito do cidadão se queixar de ser enrabado por essa corja através das redes sociais.
Então está na hora de prender o juiz, o Sabino e quem mais cometer ilícitos.
Afff!
Share:

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Workshop Pompoarismo Não É Bezerra

Devido ao grande interesse que o assunto desperta na sociedade baré e a completa falta de informação sobre o tema em questão tornou-se relevante a criação de um workshop sobre o assunto “Pompoarismo Não É Bezerra”.
Como virou moda aqui no Amazonas fazer workshop porque o nome é chic meu amorrr e porque no ramo Neo Ambientalista Criado em Cativeiro workshop é a galinha dos ovos dourados, o grupo de apoio a candidatura do Cacique Barezinho muito inteligentemente pensou em fazer um também.
O pompoarismo é uma antiga técnica oriental, derivada do tantra, que consiste na contração e relaxamento dos músculos circunvaginais.
A bezerra não é técnica nem filosofia.
A bezerra da Amazônia é espontânea, natural, a caboca amazonense já nasce com ela.
Vem de berço.
Faz parte da tradição e do orgulho baré a mulher ter bezerra.
Tanto que desde cedo tem disputa para ver quem tem a bezerra melhor, mais forte.
Não é para qualquer uma sugar, apertar, moer, triturar, prender e cuspir a hora que bem entender.
Por isso que a gente vê por ai umas caboquinhas meio que caidinhas com maridos lindos, ricos, inteligentes.
Vai ver a mulher é a rainha da bezerra.
Dizem que um cara de sorte quando pega uma dessas larga mais não.
Ou ela não larga “dele”.
A confusão sobre o tema é a compreensão sobre a diferença o que é uma e o que é o outro.
O pompoarismo visa conseguir atingir a arte milenar da bezerra.
A bezerra é a bezerra em si mesma.
Esse tema vai ter apoio das Organizações Tabajaras que patrocinará cursos e oficinas que serão ministradas em academias de poli dance, em cursos de corte e costura, nos salões de cabeleireiros e manicures, em saunas gays, pois o pompoarismo não é só uma arte vaginal, ela pode ser anal também, meu bem.
Tem biba que tem orgulho da navalha que carrega no tablet.
O workshop contará com a presença da magnifica Grechen cantado Conga, Conga, Conga.
O Cacique Barezinho enviará manual e formulário de inscrição para as pessoas interessadas.
Só mil reais para ajudar na campanha.
Se quiser dar mais é noix.
Valeu!
Share:

Sabino acostumou com a impunidade da Barelândia

O deputado Sabino é candidato a prefeitura de Manaus.
Se for eleito ele sai para o governo do estado e deixa o “jênio’ filho dele de prefeito.
Depois vai para o senado e elege o Jr para governador.
Se a sorte continuar e a policia deixar ele talvez chegue a ser presidente do Brasil.
Como ele anda atacando de evangélico, disque, esse povo feio invejoso anda dizendo que o slogan dele é “Sabino de Jesus Rouba Até a Cruz”.
O Sabino é mais um politico formado no ESAE, Escola Superior dos Amigos do Erário, escola criada pelo honorável Boto Tucuxi que ajudou a semear essas “bênçãos” de políticos que temos.
O Sabino é cria do Amazonino que foi cria do Boto Tucuxi.
O Amazonino formou Eduardo Braga, Omar Aziz, Alfredo Nascimento, Robério Braga (espia o nome), e toda a bancada “politica” surgida dos narco-apresentadores de programas assistencialistas policialescos de quinta categoria que ajudam a narcotizar a consciência cidadã através de rádio e televisão.
Essa bancada, junto com um judiciário viciado é que dá sustentação ao projeto de poder do ESAE.
Acostumado com essa mamata aqui do Amazonas, o Sabino foi armar maracutaias lá por Brasília.
Apesar da revista Veja não valer o que a gato enterra e ser sócia do Carlinhos Cachoeira, espia essa do Sabino.
A coluna Holofotes, da revista Veja desta semana, acusa o deputado Sabino Castelo Branco (PTB), candidato a Prefeitura de Manaus, de ter proposto a constituição da CPI das telefônicas com o objetivo de chantagear as empresas que atuam no setor no Brasil. A coluna, assinada pelo jornalista Otavio Cabral, revela que o deputado amazonense representa os interesses da Hoje Telecom, que teria uma dívida de R$ 60 milhões com as grandes operadoras de telefonia.
De acordo com a revista, Sabino procurou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo e exigiu que as teles perdoassem a dívida da Hoje.
"Sem sucesso, quer a CPI para chantageá-las". Afirma a coluna.
Nós, da Barelândia já estamos acostumados com essas sujeiras.
No plano federal tem gente honesta, fica mais difícil essa cobra se criar.
Assim espero em Cristo!
Share:

Nem todo domingo é chato

Domingos são chatos e lentos.
Geralmente os lugares estão cheios, os vizinhos estão felizes demais da conta e o dia seguinte é segunda feira onde tudo começa de novo.
Mas esse domingo foi mara.
Olhar meu velho pai e reafirmar que o amo, coisa que tenho feito sempre que o encontro e cada vez mais com mais ênfase, fez o domingo ser bacana.
Perder as pessoas para a implacável finitude humana é dose.
Mas pode ser melhor se você conseguir dizer tudo o que sente antes que ela embarque em direção ao desconhecido vale das trevas.
Viver é um mero exercício primitivo para a morte.
Viver com medo dela que é um mal negócio.
Quem inventou o domingo tinha tédio na alma.
Mas esse domingo foi bom.
Tudo na vida tem exceção.
Até domingos.
Share:

sábado, 11 de agosto de 2012

Juiz eleitoral manda suspender Facebook por 24 horas

Começou a putaria.
Um juiz eleitoral de Florianópolis resolveu pedir a suspensão do Facebook do ar por 24 horas porque o mesmo não acatou a ordem de suspender a comunidade “Pimba Mole Vive” não sei o que não sei o que lá.
Acho que o pessoal não curte muito esse lance de pimba mole.
Parece que um vereador não gostou dessa comunidade e o juiz mandou o Facebook tirar do ar.
Bom.
Se essa moda pegar, imagine você criar uma comunidade chamada “Sabino de Jesus Rouba Até a Cruz”, ou “Vanessa Quem Diria Acabou na Baixaria” ou mesmo a comunidade facebookiana “FHC, Arthurzinho Está de Volta Pra Você” e ai vem a porra de um juiz e manda tirar.
Os caras podem invadir sua casa pela televisão, pelo rádio, pela geladeira, pelo bolso e até pelo fiofó, mas no Facebook você não pode se defender deles.
Assim não pode, assim não dá, como diria o caboco.
Quero ver poder tirar a Rede Globo do ar pelo mesmo motivo.
Imagine se o PT consegue tirar a Rede Globo do ar a cada vez que ela pronunciasse a palavra "Mensalão".
A gente ia conseguir se livrar da Rede Globo.
Oia que maravilha!
Isso eu quero ver.
Vou é criar a minha comunidade “Barezinho Latifundiário Deixa de Ser Otário”.
Vai bombar!
Share:

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A barganha eleitoral do "Povo de Deus"

O Brasil é um país laico, mas a igreja sempre esteve presente nas esferas do poder, desde que os portugueses chegaram aqui trazendo a Santa Igreja Católica que ajudou a adestrar e a dizimar os índios nativos.
Atualmente as igrejas evangélicas são as que tem claro e organizado projeto de poder.
Por trás da Bancada Evangélica existe o plano de um dia o Brasil ser governado por um presidente oriundo do seio da bancada evangélica.
Assim, quem sabe, eles consigam fazer a mulher voltar para a cozinha e não votar, os gays serem tratados como doentes mentais, viciados em droga encarcerados e os pastores ficarem a vontade controlando a Policia Federal para não serem importunados na lavagem de dinheiro oriundo das igrejas evangélicas sem contabilidade e sem impostos misturadas com outras fontes.
O Silas Malafaia apoiou abertamente o José Serra contra o PT nas eleições presidenciais.
O Serra prometeu a ele proibir e prender mulher que fizesse aborto.
Agora o Silas Malafaia está em Manaus pregando contra candidatos e apoiando outros.
Antes de sua apresentação, Silas Malafaia sentou-se ao lado de Jonatas Câmara e Renê Terra Nova e disse que não iria indicar nenhum candidato a prefeito de Manaus.
Em seguida, manifestou-se contra a candidatura de Vanessa: “A Vanessa tem atuação contra a gente lá no Senado, nos ajuda pouco. Não podemos esperar por ela aqui”.
Depois explicou o porquê de não apoiar Artur: “Quando ele concorria nas eleições ao Senado liguei para ele umas cinco vezes. Pedi que os meus assessores procurassem o número dele para ligar e dizer que apoiava as ideias dele, mas ele nunca me atendeu nem retornou as ligações e veja só no que deu, perdeu a vaga lá (no Senado)”.
Isso, claro, para jornalista ouvir.
Nota-se clara intenção de agir como se fosse um partido politico sem ser.
Essa Bancada Evangélica tem todo o direito de existir, assim como a Bancada Ruralista, mas como todas as bancadas, elas tem que ter o mesmo tratamento e obedecer as mesmas regras do jogo politico que é dado a todos os partidos politicos.
Se essas igrejas viraram sustentação de projetos políticos elas tem que ser tratadas e seguir regras e leis eleitorais e civis como todas as instituições.
O que não pode e ser igreja para cobrar dízimos dos fieis, quando não é para pagar ou declarar impostos.
E com essa grana toda sem declarar a origem se comportar como partido politico e planejar tomar o governo do Brasil.
E de forma criminosa porque isso não é papel de igreja que não paga impostos.
Assim é mole, mano véio!
Share:

O Triste Fim de Policarpo Jr

(Leandro Fortes)
"Na CartaCapital dessa semana há uma história dentro de uma história. A história da capa é o desfecho de uma tragédia jornalística anunciada desde que a Editora Abril decidiu, após a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, que a revista Veja seria transformada num panfleto ideológico da extrema-direita brasileira. Abandonado o jornalismo, sobreveio a dedicação quase que exclusiva ao banditismo e ao exercício semanal de desonestidade intelectual. O resultado é o que se lê, agora, em CartaCapital: Veja era um dos pilares do esquema criminoso de Carlinhos Cachoeira. O outro era o ex-senador Demóstenes Torres, do DEM de Goiás. Sem a semanal da Abril, não haveria Cachoeira. Sem Cachoeira, não haveria essa formidável máquina de assassinar reputações recheada de publicidade, inclusive oficial.
A outra história é a de um jornalista, Policarpo Jr., que abandonou uma carreira de bom repórter para se subordinar ao que talvez tenha imaginado ser uma carreira brilhante na empresa onde foi praticamente criado. Ao se subordinar a Carlinhos Cachoeira, muitas vezes de forma incompreensível para um profissional de larga experiência, Policarpo criou na sucursal da Veja, em Brasília, um núcleo experimental do que pior se pode fazer no jornalismo. Em certo momento, instigou um jovem repórter, um garoto de apenas 23 anos, a invadir o quarto do ex-ministro José Dirceu, no Hotel Nahoum, na capital federal. Esse ato de irresponsabilidade e vandalismo, ainda obscuro no campo das intenções, foi a primeira exalação de mau cheiro desse esgoto transformado em rotina, perceptível até mesmo para quem, em nome das próprias convicções políticas, mantém-se fiel à Veja, como quem se agarra a um tronco podre na esperança de não naufragar.
A compilação e análise dos dados produzidos pela Polícia Federal em duas operações - Vegas, em 2009, e Monte Carlos, em 2012 - demonstram, agora, a seriedade dessa autodesconstrução midiática centrada na Veja, mas seguida em muitos níveis pelo resto da chamada "grande" imprensa brasileira, notadamente as Organizações Globo, Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo e alguns substratos regionais de menor monta. Ao se colocar, veladamente, como grupo de ação partidária de oposição, esse setor da mídia contaminou a própria estrutura de produção de notícias, gerou uma miríade de colunistas-papagaios, a repetir as frases que lhes são sopradas dos aquários das redações, e talvez tenha provocado um dano geracional de longo prazo, a consequência mais triste: o péssimo exemplo aos novos repórteres de que jornalismo é um vale tudo, a arte da bajulação calculada, um ofício servil e de remuneração vinculada aos interesses do patrão.
A Operação Vegas, vale lembrar, foi escondida pelo procurador-geral da República Roberto Gurgel, este mesmo que por ora acusa mensaleiros no STF com base em uma denúncia basicamente moldada sobre os clichês da mídia, em especial, desta Veja sobre a qual sabemos, agora, que tipo de fontes frequentava. Na Vegas, a PF havia detecdado não somente a participação de Demóstenes Torres na quadrilha, mas também de Policarpo Jr. e da Veja. Essa informação abre uma nova perspectiva a ser explorada pela CPI do Cachoeira, resta saber se vai haver coragem para tal.
Há três meses, representantes das Organizações Globo e da Editora Abril fecharam um sórdido armistício com Michel Temer, vice-presidente da República e cacique-mor do PMDB. Pelo acordo, o noticiário daria um descanso para Dilma Rousseff em troca de jamais, em hipótese alguma, a CPI do Cachoeira convocar Policarpo Jr., ou gente maior, como Roberto Civita, dono da Abril. A fachada para essa negociata foi, como de costume, as bandeiras das liberdades de imprensa e de expressão, dois conceitos deliberadamente manipulados pela mídia para que não se compreenda nem um nem outro.
No dia 14 de agosto, terça-feira que vem, o deputado Dr. Rosinha irá ao plenário da CPI apresentar um requerimento de convocação do jornalista Policarpo Jr.. É possível, no mundo irrreal criado pela mídia e onde vivem nossos piores parlamentares, que o requerimento caia, justamente, por conta do bloqueio do PMDB e dos votos dessa oposição undenista sem qualquer compromisso com a moral nem o interesse público.
Será uma chance de ouro de todos nós percebermos, enfim, quem é quem naquela comissão".
Share:

A "Partícula de Perlarmodedeusio" está doidinha

A “Partícula de Deus” ou “Boson de Higgs” é tudo a mesma coisa.
Em bom francês seria “c’est la même chose”.
Em bom português seria “ A mesma coisa é um caminhão cheio de japonês”, ou algo que o valha.
Só se sabe aqui no mundo dos animais logo abaixo do reino dos minerais e vegetais é que essa partícula é a responsável pela massa de que são feitas todas as coisas do universo.
Exemplo.
A massa que compõe a cinzenta do teu cérebro é a mesma que está saindo todo santo dia pelo seu fiofó, do lado oposto do seu ser.
Ou seja.
Relaxa besta.
Não se dê tanta importância assim.
Afinal a “Profecia Maia” ainda pode se realizar.
A data é 21 de dezembro de 2012.
Você ainda tem uns três meses.
É muita coisa até para a “Partícula de Deusio Livres”.
Imagine para você que não sabe metade da conversa sobre a escuridão e o breu que compõe o passado e o futuro.
Melhor ficar lendo bobagens no Facebook pensando na próxima “Partícula de Deus” que você encaminhará para as trevas do vaso sanitário.
Né não?
Share:

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

A politica norte americana para todo país que lhe pareça um prego

"Se a única coisa que você tem é um martelo, faz todo problema se parecer com um prego”.
Frase de um general americano sobre a politica externa americana.
Portanto, as bases militares na Colômbia não estão nem ai para a cocaína.
Os americanos adoram consumir cocaína, ainda mais de graça, da boa e na fonte.
Portanto a derrubada através de um “golpe branco” do governo Paraguaio faz parte de uma politica militarista de longo prazo para o quintal chamado América do Sul.
Que coincidentemente tem um país chamado Brasil que está crescendo demais e pode incomodar a dominação norte americana na região.
“Não custa nada por bases por lá para, se necessário, por questões humanistas e alguns índios pedirem, a gente interfere e toma a Amazônia”.
Assim pensa o mesmo general americano achando que todo país tem cabeça de prego.
A bola da vez é o Irã.
Amanhã pode ser nós.
Né não?...Cara pálida!
Share:

Bares fazem greve contra funcionário publico grevista

Para ficar pau a pau com a onda de greves de funcionários públicos que choram de barriga cheia porque é a classe que recebe os mais altos salários, os donos de bares vão proibir a venda para funcionários públicos.
Com a greve dos policias federais paralisando as rodovias do Brasil, os caminhoneiros também fizeram greves contra esses funcionários públicos que usam métodos ilegais nas suas greves tirando o direito de ir vir da sociedade.
A greve dos barrigas-cheias quer aumento de até 50%.
É mole?
Isso até o papa também quer.
E olha que ele não faz porra nenhuma também, a não ser usar aquele vestidão dia e noite.
Os sindicatos que estão por trás dessas greves, na sua grande maioria, são motivados por questões politicas típicas de ano eleitoral.
Isso é briga de cachorro grande pela ossada.
Existem varias formas de reivindicação, já que quando em greve recebem salários na integra mesmo ficando meses sem trabalhar.
Assim é um cu cheio e outro derramando.
Isso que é a grande fuleragem de um país cartorial onde funcionário publico que ocupa funções essenciais, pode fazer greve e parar serviços fundamentais para os otários que pagam impostos e nada podem fazer para terem esses serviços fundamentais.
O bom das lambanças dessas paralisações que deveriam ser ilegais, é que a população acaba detestando esse tipo de funcionário publico e essas bandeiras sindicais.
Quero ver quando dono de boteco não vender mais para funcionário publico.
Ai eu quero ver!
Share:

terça-feira, 7 de agosto de 2012

A revista Veja abandona as Viúvas Vivandeiras do "Mensalão"

A capa dessa semana da revista Veja decepcionou aos seus fieis leitores de quinta inteligência.
Quem lê a Veja e acredita nela, das duas uma.
Ou é o tal “analfabeto funcional”, como os tucanos adoram apelidar os outros que não são tucanos, e acredita nas armações da revista e nas materiais plantadas pela quadrilha do Carlinhos Cachoeira, ou é tucano que odeia o PT.
E tem também o anti petista patológico.
Mas esse é caso clinico.
O fato é que, na semana do julgamento do Mensalão que a revista ajudou a fabricar com a ajuda do Carlinhos Cachoeira e passou quase uma década inteira pedindo a cabeça de petistas, a revista mostra na capa a Carminha e a Nina.
Nada de Jose Dirceu, de Delubio Soares, de Marcos Valério.
Nada!
Mostra a Carminha e a Nina com cara de ódio.
A nação anti PT está com ódio da revista.
Dizendo que ela amarelou só porque está com a “batata dela assando”, podendo ir depor na Policia Federal por associação com o Carlinhos Cachoeira para a pratica de vários crimes.
Isso não se faz!
Amarelou na cara do gol e deixou frustrados toda uma geração de patológicos anti petistas.
Assim não dá mais para acreditar em revista que vive de escândalos.
Na Inglaterra estão prendendo jornalistas e donos de revistas que vivem dessas praticas.
Vamos ver aqui.
Que a revista Veja amarelou, amarelou!
Share:

E ainda falam mal do Tim Maia

O Tim Maia era o alvo preferido dos caretas de plantão.
Dos trouxas vigilantes da “normalidade” alheia.
Lembro que todo programa de humor de quinta categoria tinha uma piada pronta sobre o Tim Maia.
Ele era uma figuraça.
O Tim de hoje é uma empresa fuleira que aplica golpes nos usuários porque a herança maravilhosa das privatizações das telefônicas encabeçadas pelo Jose Serra e o banqueiro corrupto Daniel Dantas fez a operação de uma tal forma que a autonomia e o monopólio dessas megaempresas é assustador.
É muita grana rolando.
Contra uma agencia chamada ANATEL que pode muito pouco.
Um relatório da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) acusa a TIM de interromper de propósito chamadas feitas no plano Infinity, no qual o usuário é cobrado por ligação, e não por tempo.
A agência monitorou todas as ligações no período, em todo o Brasil, e comparou as quedas das ligações de usuários Infinity e "não Infinity".
A conclusão foi que a TIM "continua 'derrubando' de forma proposital as chamadas de usuários do plano Infinity".
O documento apontou índice de queda de ligações quatro vezes superior ao dos demais usuários no plano Infinity -que entrou em vigor em março de 2009 e atraiu milhares de clientes.
O Tim Maia jamais faria isso.
Ele cheirava todas com a grana dele.
E por isso incomodava tanto.
Hoje a TIM banca um monte de gente que fica caladinha vendo essa empresa roubar na cara dura os seus próprios usuários.
Muita sacanagem!
Share:

O abismo entre o barco e o cais

A beleza e o caos andam lado a lado.
São da mesma massa que o amor e o ódio, sempre tão juntos.
E distantes ao mesmo tempo.
O barco e o cais não nasceram um para o outro.
Nada mais abissal que o cais pra o barco.
Mesmo assim tão juntos na nossa ideia.
Chegar não é a meta de quem parte.
Chegar é o fim.
E todo fim é chato.
Nada mais enfadonho para a flecha do que o alvo.
A mosca.
Share:

domingo, 5 de agosto de 2012

O "Jabá" é uma invenção dos socialistas... Diz a biba doida!

O projeto de desinformação planejado pelo grande capital para poder reinar impunemente causa danos irreversíveis na cabecinha neo globalizada.
Vide o monstro Mensalão comedor de criancinhas.
Durante o marcartismo eram os comunistas que se alimentavam dessas criaturinhas indefesas.
E comiam freiras na marra.
Hoje li uma biba colunista dizer que odeia o socialismo porque compra a ideologia da Rede Globo.
A biba doida do toba dela acha que a Rede Globo beneficia o PT e acha que o PT é socialista.
A biba doida do toba dela envergonha a raça.
Bofe tem todo o direito de ser burro.
Biba não.
Um amigo gay diz que "biba burra nasce bofe".
Ainda mais biba metida a ganhar dinheiro escrevendo para um bando de leitores desocupados.
Tinha uma que começava o programa na televisão assim “Os pessoal da festa tá tudo bombando!”.
E era advogada formada na Nilton Lins.
Só espero que não tenha carteira da OAB.
Perlarmordedeusio.!
Share:

sábado, 4 de agosto de 2012

A vida depois do Mensalão

A lenga-lenga do Mensalão está no fim.
A noticia enguiçada da década parece que agora acaba.
Se é um mito inventado pela imprensa golpista ou se é um crime comprovado pelos acusadores, vamos saber essa semana.
O Tufão da Avenida Brasil não acredita em Mensalão.
Mas ele acredita na Carminha.
Então o Tufão não vale.
O fato é que depois do julgamento, mesmo que o STF tenha que inocentar por falta de provas a maioria dos acusados, a vida vai seguir em frente.
Mesmo que o STF acuado pelo clamor da imprensa golpista condene, mesmo sem provas, alguns dos acusados, a vida vai continuar seguindo seu fluxo.
A pergunta que não quer calar é:
E os outros?
Quando é que a grande imprensa vai se indignar com os crimes praticados pelo governo tucano.
Porque nessa história de Mensalão, o que ficou para o cidadão comum é a sensação de tentativa de ferrar um partido que melhorou a vida deles.
Talvez por isso as pesquisas de hoje dão 79% de votos para o Lula se a eleição fosse hoje.
79% não é pouca coisa.
Nem podem dizer os despeitados com o Lula que é voto de nordestino cabeça chata, pobre e analfabeto funcional.
Os nordestinos não dariam tudo isso de voto.
Tem o meu voto no meio desses ai.
Depois do Mensalão, a grande imprensa não vai ter mais discurso para sustentar a oposição, já que o Demostenes Torres poderá estar preso.
O Brasil não merece a imprensa nem a oposição que tem.
Ficaram agarrados em acusação de Mensalão durante quase uma década e não mostraram alternativas de governo.
Zero de propostas.
Por isso os 79%.
O Lula vai continuar sendo “O Cara”, querendo ou não os cães que ladram na beira da estrada enquanto a caravana passa.
Share:

A vida depois do oi oi oi

A vida vai ficar sem sentido algum quando acabar a novela “Avenida Brasil”.
O que será das pessoas sem as emoções da briga da Carminha e da Nina?
Muita gente vai ter crise de abstinência e vai ter que ir para uma clinica de recuperação para viciados em emoções fortes porem baratas.
Mesmo para quem tem horror a novela, ficar sem a Carminha e a Nina pode até ser um alivio, mas vai sentir a falta dos papos dos viciados sobre as duas nas mesas de bar.
As autoridades estão esperando uma onda de suicídios, homicídios, siricutico e toda sorte de mazelas que abstinência em drogas causam.
As bocas de fumo estão contratando seguranças com medo do aumento do uso de entorpecentes por parte dessa abstinência da novela.
Está rolando um medo de invasão por parte dos zumbis dependentes da Carminha e da Nina.
Estão todos em estado de alerta.
Até o Caroço, o vigia aqui da minha rua já está de prontidão com sua roupa rajada inspirada no Rambo.
Cuidado nunca é demais.
Né não?
Share:

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

A minha proctologista felicidade

Véio é o oh.
Envelhecer é a coisa mais moderna que existe nessa vida.
De acordo com o Arnaldo Antunes e eu.
Mas véio é o oh.
Tudo aparece em véio.
Um cara que passou a vida chutando o balde nem ai para o que vai acontecer, sem medo de morrer, sem eira nem beira na beira do toba, quando envelhece o risco de aparecer churumelas é muito alto.
Mas nem.
Há uma semana toda vez que eu obrava saia sangue.
Achei que tinha chegado a minha hora.
Câncer terminal na beira do emboca.
Ao mesmo tempo rezando para que fosse uma ameba ou hemorroidas.
O jeito era encarar proctologista.
Fui.
Apesar dos idiotas falarem mal do SUS, ele funciona.
E é de grátis.
A melhor proctologista de Manaus atende no 28 de Agosto.
Entrei.
Sala lotada, médicos sacaneando calouros com ar de sabe tudo.
Fecha o biombo e me chama.
Deito na cama ela pede “vira de ladinho e faz conchinha”.
Calça uma luva e lambuza em vaselina.
Adentrou na boa.
Nem fez truco.
Fez liquidificador umas dez vezes.
Tirou.
E disse.
“Você só tem uma fistula”.
Eu perguntei se era um tipo de câncer terminal e se era para eu dar uma festa de despedida.
Ela disse “Nem... Você vai dar muito trabalho ainda”.
Aconselhou a não ficar 12 horas sentado na frente do computador.
É noix... Felicidade!
Share:

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Da "Classe D" ao "Cansei", a saga

Há uma lenda urbana que diz que “pão de pobre sempre cai com o lado da manteiga de boca na areia”.
Isso pode ser um castigo.
Oh raça ingrata é pobre.
Pobre quando melhora de situação esnoba o outro.
Vide quando sai do Orkut para o Facebook fica desdenhando os pobres que ficaram para trás.
Quando o pobre mora em uma favela, recebe o Bolsa Família, não tem carro e anda de busão podre e lotado, vota no PT do Lula e Dilma.
Com o passar dos anos, com o dinheirinho do Bolsa Família, ele começa a vender um churrasquinho de gato na esquina, depois monta um restaurante e começa a tomar gosto por dinheiro.
Pula rapidamente da “Classe D” para a “Classe C” e alguns se entrarem na contravenção ou corrupção voam direto para a “Classe B”.
Ai começa a voar de avião quatro vezes por ano, trocar de carro de seis em seis meses, e o pior, só vê televisão à cabo.
Começa a ver o Globo News que fala mal do Bolsa Família e de qualquer governo de origem trabalhista que distribui renda com pobre.
Começa a ir para São Paulo fazer compras na Oscar Freire e tomar ódio pelo PT, pelo Lula e pela Dilma.
Em uma dessas viagens vai dar pinta na Paulista e vê uma marcha de gente chic todas de preto, elegantes, com óculos de grife e bolsa Prada com placas na mão escrito “Cansei”.
Se sente enturmado.
Passa a tomar ódio de pobre, do Bolsa Família e de “corruptos” que roubam para governar para pobres.
Passa a votar no PSDB e no DEM.
E vira ambientalista criado em cativeiro.
Oh raça!
Share:

PM da "Chuiça Brasileira" também corta energia de favela

Como diz alguém “com uma Chuiça Brasileira dessas nós não precisamos da Europa”.
O governo tucano paulista tem uma forma peculiar de tratar pobre, grevista ou indigente.
Em Pinheirinhos o pau comeu com sadismo nazista para recuperar as terras griladas pelo grão duque tucano Naji Nahas.
Pinheirinhos era uma favela imensa que há 20 anos abrigava mais de 3.000 famílias.
O Naji Nahas, um famoso salafrário grileiro de terras, porem um tucano de carteirinha.
Favela em São Paulo pega fogo por autocombustão.
É um fenômeno típico paulista.
Toda semana uma favela pega fogo.
“Foi o gato”.
Que nem o churrasco da esquina.
A utilização da Policia Militar para cortar energia elétrica de favela para desocupação é mais um fator de orgulho da honorável Chuiça Brasileira.
O pior é ver esses tucanos que controlam o estado há mais de vinte anos posar de democratas, intelectuais, modernos e liberais com o toba alheio.
Ah, e honestos.
Tem mais essa!
Essa semana o PSDB entrou com processo na justiça contra blogs “sujos” que não são alinhados com eles.
A Rede Globo, a Folha de São Paulo, o Estadão e a revistinha Veja são alinhadíssimos com os tucanos.
Aliás, são sócios e cumplices.
Os blogs sujos não.
Então manda calar e se possível prender esses meliantes.
E assim é a Chuiça Brasileira, governada pelos honestos, modernos, intelectuais e liberais com o toba alheio velhinhos de Higienópolis.
Vai vendo!
Share:

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Julgamento do Mensalão do PT prejudica campanha do Arthur

O Arthur passou parte da vida politica dele no front da briga PT / PSDB paulista que lembra guerra de gang de qualquer subúrbio.
Se espremer só sai sangue e sujeira.
Essa briga de quarteirão se espalha pela grande São Paulo atinge todas as esferas da sociedade brasileira.
A tentativa de imputar ao PT crimes que o próprio PSDB cometia lembra a história do sujo falando do mal lavado.
O Mensalão é o nome que se dá a modalidade de crime inventada pelos tucanos de desviar dinheiro publico para campanhas politicas.
Esse esquema criado em Minas pelo governador Azeredo era chamado de Valerioduto porque o dinheiro era repassado para as empresas de publicidade do Marcos Valério que depois repassava para os galerosos.
Era tão bonitinho e fofo que foi levado para Brasília pelo FHC.
Quando o PT ganha a eleição apesar da Rede Globo lutar desesperadamente contra, continua com esse esquema.
Não mudou nem o Marcos Valério.
Esse foi o erro do PT.
Os tucanos, associados à revista Veja e a Rede Globo que odeiam o PT viram nessa leseira petista a chance de desacreditar e ferrar o partido.
Contrataram o mafioso Carlinhos Cachoeira e o araponga Dadá para fazer a emboscada do suborno de um diretor dos Correios que deu inicio ao escândalo que passou a se chamar de Mensalão.
A ideia era dar um golpe de estado, derrubar o Lula da presidência.
Se não fosse a ideia de jerico do FHC de sangrar o Lula, por vingança e sadismo, contando com o apoio incondicional da Rede Globo e revista Veja para isso.
Tipo, humilhar em praça publica.
O que eles não contavam era com a astúcia do povo brasileiro a quem os pseudos “intelectuais” tucanos adoram chamar de “analfabetos funcionais”.
Porque até as pedras das ruas das favelas onde esse povo “analfabeto funcional” pisa, sabem que a imprensa brasileira tem lado, tem patrão e não vale o que o gato enterra.
Foi essa astucia do povo brasileiro que reelegeu o Lula e deu um tôco nos boçais.
E como isso afeta a candidatura do tucano de carteirinha Arthur Virgílio?
Oras.
O nome dele aparece na lista de pagamento de subornos de Furnas ao lado do FHC e Gilmar Mendes
Nas redes sociais o nome do Arthur não se cria.
E isso vai para as ruas e para as urnas.
O Mensalão não é uma boa estratégia para ele.
Melhor se fingir de morto.
Share:

Bolívia expulsa Coca-Cola por plágio

Vá imitar os outros no cacete.
Coca aqui só a minha.
Como se já não bastasse a nossa, ainda mais essa.
Disse o Evo Morales ao decretar a expulsão da Coca-Cola da Bolívia.
A Bolívia decidiu expulsar a Coca-Cola do país, com o argumento de que o refrigerante está associado a infartos, derrame, câncer e, claro, capitalismo.
O governo do país também anunciou a falência do McDonald’s por lá.
Oh coisa cara essa porra de McDonald’s.
Mais cara que varias gramas de coca.
Parece ouro.
Eu hein!
Quero ver conseguir expulsar a coca boliviana dos EUA.
Isso eu quero ver!
Vai começar a guerras das cocas.
Quer ver espia!
Share:

Cara de bunda de neném é merda de rouxinol

A vovó tinha mania de passar merda de pato na cara dos netos quando estavam com caxumba.
Ela afirmava categoricamente que curava a doença.
Fedia pra cacete, mesmo a bosta sendo misturada a Vicky Vaporub.
Ficava puto com a cara atolada na merda de pato.
Mas sou do tempo que isso não era abuso infantil.
Sou do tempo do cascudo dos bons.
É com alivio que leio a noticia que o Tom Cruise passa merda de rouxinol para ter aquela carinha de bunda de neném.
Merda de rouxinol é mais difícil catar.
Pato em qualquer sitio tem.
Se a moda pega vai ter paraguaio embalando bosta de pombo e vendendo nas esquinas amanha de manhã.
Vai dando ideia, vai!
Quer ver espia só!
Share:
Tecnologia do Blogger.

OCUPE REDE GLOBO

Loading...

Pesquisar este blog

Veja meu site profissional

Veja meu site profissional
Jorge Laborda é um cara metido a designer, escritor e a ser humano.

Blogs que vale conferir

Arquivo do blog

Definition List

Contact

Support