Um blog de crônicas da Barelândia para o mundo!

BTemplates.com

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Ladrão rouba vibrador de ouro de 8 centímetros... ui!


Os ambientalistas criados em cativeiro junto com os evangélicos dos santos dos últimos dias estão mortos de razão.
O mundo vai acabar.
Pode não ser em 2012 como diz a profecia Maia.
Mas que vai, vai.
Espia se isso não é coisa do demo.
Um ladrão roubou um vibrador todo de ouro 18 quilates de um sex shop de Brasília.
Peeense!
O vibrador tem oito centímetros.
Muito pouco para os padrões arrombados de Brasília acostumada com coisa muito maior.
Mas perlamordedeusio.
Onde é que nós vamos parar?
Um vibrador todo de ouro.
Vai ter cu caro assim lá em Brasília mano véio.
O cidadão comum como a gente, chega a seguinte conclusão:
Quem compra um vibrador caro desses com esse tamanho jitinho, como diz o caboco, deve ser uma biba rica muito da apertadinha.
Imagine você onde esse ladrão vai vender esse vibrador de ouro?
Deve ser para um bicheiro que adora cordão de ouro grosso e essas coisas cafonas.
Aposto que vai parar na mão do Carlinhos Cachoeira.
Quer ver espia!
Share:

Plantar maconha com o novo Código Florestal é a maior roubada

Vão liberar o uso e o plantio de maconha para a rapaziada que é chegada em apertar um, só que está dando o maior pau na cabeça essa nova lei.
O novo Código Penal diz que pode plantar maconha para consumo próprio e no novo Código Florestal diz que não pode fazer queimada no plantio.
E ai?
Como fica?
O dilema é que a mesma rapaziada que passou o ano brigando pelo novo Código Florestal é a mesma que agora vai por fogo no plantio.
Outra dificuldade de entendimento depois de apertar um é quanto as Áreas de Preservação Permanente - as famigeradas APPs – na hora de plantar o treco.
Para quem planta em vasinho no apartamento ou em gaveta no quarto como é que vai ficar?
Vai ter que transformar a área em APP?
Vai poder misturar a cultura da maconha com outras ervas como orégano, manjericão e outras espécies nativas?
Para quem vive tentando ser politicamente correto, essas mudanças estão dando um nó na cabeça de quem fuma esse trem.
Já pensou se entra na tua casa um desses ambientalistas criados em cativeiro bicho grilo verde radical e dá de cara com teu plantio de maconha a menos de cinco metros do bebedouro da casa?
O cara vai sair espalhando por ai pra galera que você é um destruidor e tudo mais.
Tem lei que parece que vai melhorar faz é piorar.
Vida de maconheiro não é nada fácil viu!
Oh vida!
Share:

quarta-feira, 30 de maio de 2012

A imprensa transforma o Brasil na Republica das Comadres

O Gilmar Mendes passa a vida soltando banqueiros corruptos e diz que o Lula disse não sei o que lá meses depois de um encontro.
E está feita a fofoca conveniente da hora.
O Brasil tem uma imprensa monopolista entrincheirada em São Paulo que representa sua elite, seus interesses, desejos e estilo de vida.
Nada mais normal que essa imprensa seja contra um governo de origem trabalhista representado pelo governo Lula/Dilma e a toda hora crie situação de caos para esse governo.
É normal que a revista Veja da família Civita, a Rede Globo da família Marinho, o Estadão da família Mesquita e a Folha de São Paulo da família Frias estejam ao lado do partido que representa essa elite e sua ideologia.
O que acontece no Brasil é isso.
Uma imprensa que representa uma classe social restrita invade os lares do resto do imenso Brasil levando a sua versão dos fatos.
Sempre distorcidos, sempre com o seu próprio viés ideológico, sempre com sua versão da realidade.
E o povo brasileiro não tendo outra fonte de informação para confrontar os fatos e versões fica refém da “verdade” dessa chamada “grande imprensa”.
Um exemplo disso é o caso da CPI do Cachoeira que deveria se chamar CPI da Imprensa porque envolve o conluio de uma rede de criminosos pautando a revista Veja durante os dez longos anos do governo Lula, alimentando a revista com escândalos fabricados para prejudicar o PT em prol da volta do PSDB paulista ao governo do Brasil.
Enquanto os criminosos lucravam milhões e milhões ganhando e fraudando licitações com chantagens, corrupção e outros crimes.
Ou seja, cada um levava o seu premio.
Tudo com a ajuda prestimosa da chamada “grande imprensa” que funcionava a partir do escritório da revista Veja em Brasília com o seu diretor Policarpo Junior atuando ao lado do mafioso preso Carlinhos Cachoeira, publicando toda semana na revista Veja dos Civitas um escândalo fabricado com provas ou não, que virava noticia na Folha de São Paulo dos Frias, depois logo mais a noite no Jornal Nacional dos Marinhos e pronto.
Estava criado mais um Caos, mais um Apagão, mais um escândalo para paralisar o governo.
No dia seguinte um Arthur Virgílio, um Demostenes Torres, um Agripino Maia da vida fazia um discurso raivoso indignado no senado pedindo mais uma CPI.
Esse esquema funciona como uma fabrica como tudo funciona em São Paulo, como uma linha de montagem.
A grande novidade da hora é ver finalmente aparecer o braço armado do esquema no judiciário na figura do ministro Gilmar Mendes.
Agora a casa caiu e o circulo se fechou.
Por isso a imprensa está unida como nunca atacando o governo trabalhista Lula/Dilma.
Porem a história vai se encarregar de mostrar as pessoas de bem do Brasil a verdade dos fatos.
Share:

terça-feira, 29 de maio de 2012

Prevaricaram com a periquita não sei o que não sei o que lá no Senado

Eu ia passando embaixo do maior calor na rua do Comercio no Parque 10 e vi um monte de desocupado vendo televisão em um bar.
Achei que era jogo e fui ver quem era.
Era não.
Era um depoimento de um senador de nome estranho chamado Demóstenes que estava sendo acusado de não sei o que não sei o que lá.
Só ouvia o pessoal falar que um tal de Gurgel que estava procurando não sei o que não sei o que lá e que estava prevaricando com o que não sei o que não de quem.
Como eu tinha visto a Xuxa falar que alguém tinha prevaricado com a precheca dela achei que tinha alguma coisa a ver e fiquei ouvindo.
O senador careca de nome Demostenes falou que nunca tinha ouvido falar de bicho na cachoeira e que estavam cometendo injustiça porque ele não sabia quem era um tal de Nextel.
Um senador narigudo que acho que até já foi presidente falou que se um tal de procurador Gurgel tinha prevaricado com a Xuxa e a revista Veja estava sabendo de tudo porque um tal de Policarpio tinha espiado a prevaricação, então tinha que levar os dois para uma tal de CPI de não sei o que lá.
A gente que é analfabeto funcional não entende nada dessas coisas.
Mas pelo sim e pelo não, eu vou é para casa esfregando o toba na parede porque esse lance de prevaricar é meio estranho.
Vá que venha prevaricar no meu?
Não paro mais pra ver televisão no meio da rua.
Melhor ver o Jornal Nacional lá em casa que lá eles explicam tudo direitinho.
Share:

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Quadrinho gay inspira o boi-bumbá gay

Os americanos sabem ganhar dinheiro sem culpa e sem remorsos.
O mercado gay é altamente rentável.
Fazer produtos e serviços especializados no publico gay é lucro na certa.
Vinte anos depois de a Marvel Comics causar surpresa nos leitores ao revelar que um de seus super-heróis, o canadense Estrela Polar (da Tropa Alfa e posteriormente dos X-Men) era homossexual, a editora norte-americana volta a quebrar tabus e anuncia o casamento do personagem com Kyle, seu namorado de longa data – que não tem superpoderes.
Trata-se do primeiro casamento gay envolvendo um super-herói da editora.
Agora teremos super-herói gay casado e tudo.
O Batman e o Robin estão no armário há décadas.
Bem que podiam casar também.
Casais heteros não casam no mundo dos super-heróis.
Sempre dão errado.
Hoje em dia só quem casa é gay.
Quem anda recuperando a instituição falida do casamento convencional são os gays.
Por causa do vestido de noiva e do bolo.
Para acompanhar os novos tempos, aqui na terra baré também vai ter o boi-bumbá gay.
A opera bumbesca terminaria com o casamento do Boi Garantido com o Boi Caprichoso.
A Vaca Mimosa seria jogada no limbo do esquecimento de vez.
Voltaria para o Paraná do Ramos de onde jamais deveria ter saido.
Para não ficar por baixo vai ter a ciranda gay em Manacapuru.
Embora ela já seja mais ou menos gay.
Legal vai ser quando tiver uma quadrilha gay com direito a casamento gay na roça.
O “olha a chuva” e o “olha a cobra” vai ser seguido daquela animação.
Quer ver espia só!
Share:

Boneca inflável salva gente da enchente


Com a enchente dos rios amazônicos descobriu-se uma nova função para a boneca inflável.
Servem também de salva vidas.
Apesar de ser um brinquedo sexual relativamente caro, em tempos de enchente a boneca tem uma utilidade tremenda.
Portanto, você que tem uma boneca inflável no fundo do armário, não tenha vergonha dela e se não estiver usando, empreste para alguém que possa precisar.
Porque até mesmo os condomínios classe média construídos à beira do poluído igarapé do Mindú não estão a salvo de alagação.
Melhor ser salvo por uma boneca inflável do que morrer afogado bebendo a agua podre.
Boneca inflável também é gente!
Share:

A Virada Cultural virou o pires

A classe artística baré tirando o pessoal do boi de Parintins que fala o mesmo mugido, vive as turras quando é para pegar a babita do Estado para se inspirar.
Ao Estado cabe isolar, diminuir, humilhar, e destruir qualquer indicio de atividade pensante dentro da patuleia.
Os artistas e intelectuais são um perigo para o governante.
Mas não aqui.
Aqui eles brigam de pires na mão por migalhas lançadas pela ManausCult durante a Virada Cultural, uma copia malfeita da Virada Cultural paulista e por festival de corte e costura cinematográfico operístico do Robério Braga para bancar suas festinhas com dinheiro publico.
A politica cultural no Amazonas é controlada pelo Robério Braga e pela ManausCult.
E ninguém sabe quanto, como e porque essa grana é gasta.
O normal seria que a classe artística baré, se tem alguma, se organizasse ou ao menos conversasse para ingressar no ministério publico em busca de esclarecimentos sobre essa grana toda que é usada para esses festivais exóticos com o dinheiro dos impostos do cidadão.
Por duas causas: Má fé ou incompetência.
As brigas que se presenciam nas redes sociais promovidas pelos artistas da cidade a cada Virada Cultural mal planejada e mal executada parece briga de comadres invejosas.
Uns porque estavam dentro do esquema defendem o que atacavam até ontem, outros porque ficaram de fora atacam como se dentro nunca estivessem estado.
Panis et Cincenses é pouco.
Tem que humilhar o padeiro e o palhaço.
Quem não é do ramo passador de pires artístico cultural baré fica só espiando a fuleragem da briga pelas redes sociais.
E se perguntado.
Esse povo pensa?
Share:

A casa caiu e sobrou para o analfabeto funcional

O analfabeto funcional é aquele cara que acredita no Jornal Nacional, no Fantástico e na revista Veja.
A revista Veja está para sentar no banco dos réus por causa da sua ligação com o Carlinhos Cachoeira. Mesmo assim continua plantando escândalos como se ainda tivesse credibilidade.
Só tem dois tipo de gente que acredita na revista Veja.
O analfabeto funcional ou o cara que odeia o PT, o Lula e governos de origem trabalhista.
O Gilmar Mendes foi flagrado por investigações da Policia Federal na operação que prendeu o Carlinhos Cachoeira como tendo feito uma viagem a Alemanha para se encontrar com o senador Demostenes Torres em avião cedido pelo Carlinhos Cachoeira.
Tudo indica que o ministro Gilmar Mendes é o braço armado do bando no STF.
Até o mesmo personal araponga Jairo Martins trabalhava para o Carlinhos Cachoeira e para o STF levado pelo Gilmar Mendes.
O Jairo Martins está preso na Papuda.
Por isso essa mentira plantada pelo Gilmar Mendes e a revista Veja que o Lula pediu para ele adiar o julgamento do chamado “mensalão”, logo o Gilmar Mendes que não tem poder para isso, foi indicado pelo FHC e odeia o Lula.
E essa imprensa bandida acha que todo mundo é analfabeto funcional.
O desespero bateu nesse povo.
A revista Veja e o Gilmar Mendes sabem que a casa caiu.
Muita água podre vai cair dessa cachoeira.
E graças à internet que é livre das maracutais da imprensa, nem a Rede Globo, nem a Folha de São Paulo e muito menos a corrupta revista Veja vão poder se blindar e ficar fora dessa sujeira que elas ajudaram a promover no Brasil durante 10 longos anos.
A casa caiu para todos.
Share:

sábado, 26 de maio de 2012

Tem uns caras esquisitos com a camisa da seleção

A seleção brasileira de futebol já foi motivo de orgulho nacional.
Quando tinha jogo era até feriado.
Na marra.
Tudo bem que tinha um certo exagero nisso.
Mas todo país tem alguma coisa, algum esporte, alguma diva, alguma musica, algum produto do qual se orgulha.
O orgulho nacional não é coisa de babaca como querem alguns neoliberais com o toba alheio.
Hoje a gente não sabe mais quando tem jogo da seleção.
Não sabe mais quem são os jogadores.
Hoje o artilheiro da seleção é um tal de Huck.
O goleiro deve ser a Mulher Maravilha.
Espero com toda a força do meu ser que o meio de campo seja composto pelo Quarteto Fantástico.
O novo presidente da CBF que entrou no lugar do ladrão do Ricardo Teixeira que transformou o futebol brasileiro em mero fornecedor de jogador para o futebol europeu é um velhinho chamado Jose Maria Marin que não é ladrão, é cleptomaníaco.
Gosta de roubar medalha de atletas na hora da condecoração.
Olha a matéria triste da Folha de São Paulo.
Parece que estava tratando de turfe.
“No primeiro jogo de José Maria Marin como presidente da CBF, a seleção brasileira deixou uma boa impressão para o cartola. O time treinado pelo técnico Mano Menezes derrotou a Dinamarca neste sábado, por 3 a 1, em Hamburgo, na Alemanha”.
Privatizaram a seleção brasileira.
Mas continuam usando a camisa amarelinha, símbolo sagrado da nação brasileira.
Esta na hora de restatizar a seleção.
Mesmo que essa palavra cause siricutico nos neoliberais da Rede Globo.
Já que a CBF e a FIFA são um antro de corruptos, não devem ser tratados com o respeito e o cuidado que a imprensa tupiniquim trata.
Ahhh, esqueci.
A imprensa tupiniquim é sócia nos negócios milionários do futebol.
Então deixa.
Share:

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Toda mulher peida

Todo mundo peida.
Cachorro, gato, galinha, pato e urubu.
Gente também.
Tanto faz ser homem ou mulher.
Todos peidam.
Mas a mulher morre dizendo que não foi ela.
Nunca conheci uma mulher que assumisse um peido.
Quando tem mulher presente o peido sempre foi do cachorro.
Não sei por que essa dificuldade toda em assumir algo tão natural.
Outra coisa que mulher morre negando é que se masturba.
Mas isso fica para outra tese de doutorado de desocupado metido a cronista.
Share:

A quem interessa a má fé do Veta Tudo?

Todo mundo sabe que em regime presidencialista democrático um presidente não pode simplesmente ignorar as determinações do Congresso que também é eleito pelo povo.
Pode ser fuleiro, mas é eleito pelo povo.
Todo país tem regras sobre meio ambiente e exploração das suas riquezas.
O Código Florestal é mais uma delas.
Esse código precisa se ajustar aos rumos que o Brasil quer dar ao seu destino.
Se quiser ser só uma selva, um zoológico aonde os gringos vem dar pipoca para os aborígenes exóticos e vez por outra comer as filhas deles, ou ser uma potencia econômica que resolva o problema da fome e do atraso secular do seu povo.
A agricultura familiar e a de exportação podem ser afetadas por regras cretinas que impeçam a produção agrícola.
Tem que ter um meio termo que não torne inviável essa agricultura.
Tem que vetar as regras sobre o desmatamento nas margens dos rios e sobre o perdão de desmatadores safados.
O que já está desmatado no Brasil é suficiente para plantar o resto da vida.
Não precisa derrubar mais nada.
Mas vetar tudo é obra do demo que fica dando pilha em trouxa.
O Veta Tudo é pura má fé de quem só tem interesse em zoar a discussão.
Primeiro que nem a Dilma tem poder para vetar tudo.
E mesmo que ela tivesse, vetar tudo seria não ter código algum e só interessaria para latifundiários desmatadores e para o neo-colonialismo ambientalista que aposta na paralisia das colônias.
E para isso usa de bucha de canhão um exercito escoteiro de trouxas Ambientalista Criados em Cativeiro com suas roupas neo-hippies tirando umas por pura falta do que fazer.
Tem neguinho que embarca no Veta Tudo porque só amanhã sai a Marcha da Maconha.
E essa discussão não é coisa de trouxa zumbi.
Ela é papo de gente grande.
Ela envolve a nação e sua soberania.
Veta Tudo de cu é rôla, mano véio.
Share:

O silencio dos inocentes

Os mafiosos da gang do Carlinhos Cachoeira, do Demostenes Torres, do PSDB, da revista Veja e da Rede Globo lançaram a nova moda nacional primavera verão Riachuelo.
Disque a nova onda agora é falar pouco.
Quase nada, ou nada mesmo.
A nova onda é o silencio dos inocentes.
Se alguém te perguntar alguma coisa nem sequer negue.
Só não fala nada.
Na CPI da Veja é o que há.
Em compensação, os políticos da oposição ao governo Dilma que querem desmoralizar a CPI com medo de serem enrolados nela, pois tudo leva a crer que o DEM, o PSDB, o Carlinhos Cachoeira, a revista Veja e a Rede Globo estavam todos juntos nas tramoias, estão que nem periquito na mangueira, fazendo o maior barulho para que nada seja apurado.
Tudo com o maior cagaço.
Até agora o que se sabe é que o Carlinhos Cachoeira e a gang dele estavam interessados em ganhar dinheiro ilicitamente acobertado pelo governo de Goiás do Marconi Pirilo, o Demóstenes Torres em ser o presidente do Supremo Tribunal Federal e de quebra ganhar milhões, a revista Veja e a Rede Globo em derrubar o PT para trazer de volta ao poder do Brasil os tucanos paulistas que gostam de privatizar para que as empresas amigas da Rede Globo comprem o Brasil.
Essa CPI é a chance de se passar a chamada “grande imprensa” a limpo, saber quem paga o que, o que rola por trás dos jornalões que tentam eleger e derrubar presidentes eleitos pelo povo brasileiro.
Como diz o Cazuza “Brasil, mostra a tua cara, quero ver quem paga para a gente ficar assim, Brasil, qual é teu negocio, o nome do teu sócio, confia em mim!”.
Quem cala consente.
Esse silencio todo não é inocente.
Share:

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Campanha "Arranhe um Carro Estacionado na Calçada"

O carro virou símbolo de status quo, de virilidade e de poder econômico.
Em algumas sociedades isso é mais latente que em outras.
No EUA, a costa leste segue um modelo europeu, que prioriza o uso de transporte coletivo, como metrôs. Em Nova York até altos empresários de Wall Street vão trabalhar de metrô, é mais rápido e econômico.
Na costa oeste é o oposto. Tem lugares que sequer existem metrôs ou ônibus. Se você aos dezesseis anos não tiver um carro você está fora do game.
O Brasil importou esse modelo da costa oeste. “Todo homem precisa ter um carro” é um lema que na concepção de quem acredita nele, alimenta a indústria, gera empregos e impulsiona a economia.
Por isso não temos trem, metrôs e transporte coletivo decente nas grandes cidades. Por isso nossas cidades são uma merda de cidades que não respeitam o ser humano, os pedestres.
Nossas ruas são bossais.
Elas são feitas pra carros e somente pra carros.
Em Manaus não existe sequer plano de fazer calçadas decentes.
As cidades vivem uma guerra entre motoristas ensandecidos estressados que se acham os donos das ruas e os outros, os pobres mortais desavisados.
Portanto, conclamo todos os amigos pedestres, pederastas ou não, para dar inicio a uma brigada anti motora raivoso e ignorante.
Toda vez que um pedestre ver um carro estacionado na calçada tem o dever de puxar uma chave do bolso e arranhar a lataria de cabo a rabo.
Todo carro arranhado será um ponto a mais. Quando chegar a dez carros arranhados, o brigadista receberá como premio um bilhete que dará direito a concorrer a um carro popular.
Assim ele deixará de ser um pedestre brigadista e será mais um motora raivoso.
Dê um carro a um homem e você descobrirá quem ele é.
Dê um carro a uma mulher e você verá a besta fera que ela se transformará.
Share:

Protesto Toca Peitinho é legal


Ninguém mais liga quando vê manifestante grevista distribuindo panfletos e gritando palavras de ordem.
Todo mundo acha um porre porque pimenta no tablet dos outros é refresco.
Por isso a ideia das estudantes da UFAM (Universidade Federal do Amazonas) de por os peitinhos durinhos do lado de fora foi uma grande sacada.
Dá uma alegrada na chatice da manifestação.
Quem gosta se amarra.
Nem lê as placas das reivindicações, mas concorda com tudo.
O problema é que vão demorar mais para atender, principalmente se o responsável pela decisão for igual a esse moleque safado ai da foto.
Cadê a policia que não prende um meliante desses?
Não deu pra ver a lata de cola dele.
Mas que tem, tem!
Share:

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Escândalo fake global

Até os escândalos sexuais da Rede Globo são fakes.
As fotos nuas roubadas da Carolina Dieckmann não eram nuas.
A Xuxa foi abusada pelo Gasparzinho, o fantasminha camarada e foi noiva do Michel Jackson que não pode se defender da acusação.
Assim não dá. Precisamos de escândalos descentes, pô!
Share:

Pedro Leonardo acorda e abusa da Xuxa na greve do metrô paulista

Passando a vista pelos jornalões da província a gente se embanana todo de tanta noticia sem noção.
A Xuxa depois de velha voltou a ser virgem por está despencando no Ibope cansado dela.
Apelou.
Foi no Fantástico da empresa que ela trabalha e contou que foi abusada a vida toda pelas Paquitas.
Até noiva do Michel Jackson virou.
Vai ter porrada no céu quando o Airton Sena souber.
Um cantor desconhecido por 90% da população brasileira enguiçou a manchete nacional voltou a falar depois que saiu do coma.
Parabéns.
E a greve dos metroviários na Chuiça Brasileira (São Paulo) parou a cidade que está ardendo com protestos.
A CPI da Veja que chamam de CPI do Cachoeira está sendo torpedeada pela imprensa para que ela acabe em pizza, já que o esquema montado pela revista Veja, Carlinhos Cachoeira, senadores da oposição, tucanos paulistas, Rede Globo e companhia, pode levar pela primeira vez a imprensa corrupta brasileira para o banco dos réus.
Por isso esse samba de crioulo doido das manchetes todo santo dia.
Até confunde a gente, pô!
Share:

A Indústria da Cheia vai pedir incentivo para a indústria

Pobre é uma merda.
No nordeste a seca quando dá-lhe em nome de Jesus só pega os pobres.
Os coronéis ricos nem tchuns.
O dinheiro para construção dos açudes é desviado para a fazenda deles e os que são construídos são dentro da fazenda deles.
Portanto, pobre lá como aqui só toma ferro.
No Amazonas não tem problema de seca.
Aqui, muito pelo contrário, o problema é a água.
Muita água muito peixe muita fartura criou a cultura do “joga n’água”.
Tudo que é lixo, descartável, dispensável a solução é “joga n’água”.
O problema maior não é o excesso de água e de bondade divina.
Aqui como no nordeste o problema é o coroné.
Aqui os caciques políticos que montam verdadeiras gangs, se apoderam do poder por décadas a fio, também adoram ferrar os pobres.
No nordeste tem a Indústria da Seca, aqui a Industria da Cheia.
As duas só querem meter a cuia grande na bufunfa de qualquer pobre trouxa que encontra pelo caminho.
Desde a merenda escolar, os impostos, a bolsa qualquer coisa, até o dinheiro minguado que vem para as calamidades publicas como as cheias do Amazonas.
Além de pegar a bufunfa ainda faz papel de colega amoroso para pegar voto na próxima eleição.
Pobre toma de todo jeito, por isso que não é legal ser pobre.
Pobre tem que se ligar que ser pobre é uma merda.
Pobre tem que ganhar dinheiro.
E aprender a votar para sair dessa Industria da Cheia da Cuia Grande dessas marmotas que aparecem na porta da casa do pobre toda vez que entra ano de eleição.
Durante o ano todo constrói a Ponte de Bilhão para sumir com metade da verba.
Quando o rio enche constrói maromba pra pegar trouxa.
E assim caminha a humanidade dos pobres sobre as marombas barés.
Share:

terça-feira, 22 de maio de 2012

Abuso das velhas virgens globais dá inicio a censura na internet


A Rede Globo odeia o crescimento da internet que ataca virulentamente o poder que ela sempre teve de manipular corações e mentes no Brasil.
Agora ela não ladra mais sozinha.
Todas as armações da Rede Globo são contestadas nas redes sociais.
A CPI da Veja que chamam de CPI do Cachoeira vai por no banco dos réus a imprensa bandida tupiniquim, assim como na Inglaterra.
Lá o Murduch, dono do maior conglomerado midiático do planeta vai sentar bonitinho na frente do juiz para explicar seus grampos, chantagens politicas e financeiras, campanhas sórdidas contra adversários, utilização de meios ilegais, corrupção policial e etc.
Igualzinho à revista Veja faz aqui no Brasil para criar factoide contra adversários políticos e financeiros, para depois a Rede Globo bombar no Jornal Nacional e dar um ar de veracidade as armações.
No dia seguinte um senador do esquema faz apelos por CPI com ar indignado e feroz.
Antes era o Arthur Virgilio, esse caiu, depois veio o Demóstenes, também caiu, agora sobrou o Álvaro Dias e o Agripino Maia cheio de tintura no cabelo.
Essa onda de invasão da privacidade pelos computadores das velhas virgens globais deu o pano pra manga que a Globo queria para alavancar o debate sobre a censura na internet.
Tudo o que a Rede Globo mais quer é censurar o único meio de comunicação que faz frente ao seu domínio absoluto das mentes brasileiras.
Mas a “imprensa” não admite nenhum tipo de organismo que crie regras e legislação sobre a qualidade da nossa imprensa.
A isso chamam mentirosamente de “censura”.
A lei de censura para a internet bem que podia se chamar Lei Carolina Dieckmann.
Igual a Lei Maria da Penha.
Né não?
Share:

segunda-feira, 21 de maio de 2012

A onda de assédio sexual das velhas virgens globais

Depois da Carolina Dieckmann ter feito maior escarcéu por conta de umas fotos que mostram muito menos o que ela cansou de mostrar nas novelas de quinta da Rede Globo, vem a Xuxa também procurar seu lugar ao sol dizendo tardiamente que foi vitima de abuso sexual na infância e que defunto Michel Jackson queria casar com ela.
Essa noticia vai enguiçar as manchetes do país para desviar a atenção da CPI da Veja.
Teve a manchete enguiçada do filho do cantor sertanejo que 90% do Brasil não sabia nem quem era.
Teve a da Carolina Dieckmann e suas fotos nuas que mostram metade do peito caído.
E agora vai ter uma semana da Xuxa abusada e quase casada com o Michel Jackson.
Essa do Michel Jackson ter pedido ela em casamento vai ser difícil de contestar porque ele está morto.
Só o que se sabe é que ele não era chegado na fruta.
E dizem que a Xuxa é chegada demais.
As Paquitas que o digam
Ai a gente pira.
Né não?
Share:

Cada velhinho simpático e reacionário com sua bobagem “convincente”

Pessoas como o Millôr Fernandes e o Ziraldo tem uma obra incontestável.
Mas nem tudo o que eles dizem deve ser tomado como verdade absoluta.
Nem o fã mais ardido e chato desses caras pode deixar de fazer reflexão sobre cada coisa que eles dizem, algumas só para “causar” como qualquer global faria.
O Millôr tem coisas que merece ir para o lixo direto.
Uma delas é dizer que “o papel da imprensa é fazer oposição”
Talvez não seja a mesma coisa que fazer oposição escrevendo na revista Veja do Carlinhos Cachoeira, do Demóstenes Torres e dos tucanos paulistas que usavam a revista para atingir o governo do PT e fazer extorção e chantagem com empresários e políticos para obter dinheiro e poder.
O Ziraldo a cada oportunidade ataca a internet como se dono de editora fosse pregando como um pastor evangélico que o livro é a única forma da “inteligência” atingir a “inteligência”.
Pura balela.
Quando ele diz que:
“Tudo de que você precisa está dentro de um livro.
Seu filho não pode chegar à internet sem passar pelo livro.
Se não for capaz de escrever o que pensa e de entender o que lê, vai pra internet pra virar um idiota.
A internet está cheia de idiotas. Ela conseguiu dar palco pro canalha, pro invejoso.
A humanidade, vocês, adultos, sabem, não presta.
E você multiplica a potencialidade dessa maldade na internet...”
Ele só se esqueceu de dizer um pequeno detalhe.
O mercado editorial é controlado historicamente por um exercito de canalhas que vem da mesma fonte que o exercito de canalhas que controlam os outros meios de comunicação e produção do país.
Outra coisa que esse bom velhinho se esqueceu de dizer é que se não fosse pela liberdade da internet até hoje esses mesmos canalhas idiotas donos dos meios de comunicação seriam os únicos a publicar só que lhe fosse conveniente publicar.
Nem todo mundo tem que esperar ser domesticado pelos donos dos aparelhos de controle e produção para dizer o que pensa.
Isso tudo graças à internet.
A máxima “não acredite em ninguém como mais de trinta anos” serve para esses caras que envelheceram e apodreceram dentro do sistema que eles volta e meia esquecem de atacar e lembram sempre de proteger.
E viraram velhinhos reacionários simpáticos.
Só!
Share:

domingo, 20 de maio de 2012

O otário ladra e a Marcha da Maconha passa

Não fumo maconha porque as raras vezes que tentei fiquei com cara de leso e não gostei de mim com cara de leso e me achando leso.
Maconha me dá sono.
Prefiro outras drogas como cerveja, mulher, e coisas que deixam acordado.
Detesto dormir.
Mas vou defender até a morte o direito de uma pessoa fumar maconha se quiser.
Desde que não seja muito perto de mim em ambiente fechado.
Porque se eu começar a querer proibir alguém de fazer o que ela quiser sem fazer mal a ninguém, daqui a pouco vai aparecer um bom de um fela da puta querendo me proibir de gostar de mulher.
Nada melhor para uma sociedade do que a liberdade civil.
Por isso perco a paciência com idiota que posta no Facebook que é contra a Macha da Maconha achando que está sendo a ultima bolacha do pacote.
O pior que essa pessoa é uma mulher feia, com traços indígenas que nasceu em um estado que muitas vezes sofre descriminação.
Ou seja.
É pobre com preconceito com pobre, preto com preconceito com preto e por ai vai.
Uma mulher feia que não gosta de maconheiro tem que se manifestar sim.
Acho que tem até o direito de fazer a Macha da Mulher Feia para combater o preconceito contra a raça da mulher feia.
Tem marcha de tudo, então pode essa também.
Só não pode é fazer campanha idiota no Facebook contra a Marcha da Maconha.
Se não os maconheiros vão fazer campanha contra a Marcha da Mulher Feia.
Ai vira putaria.
Né não?
Share:

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Quando o barezinho esquece que é anfíbio

Os rios da Amazônia sobem e descem todo ano há mais de 11,8 milhões anos, desde o período chamado pelos geólogos de Mioceno Médio (Na África, nessa época, o gênero humano nem existia).
Desde que os ancestrais dos barezinhos chegaram na Amazônia saindo da Ásia pelas Ilhas Aleutas descendo pelo Alasca até chegar ao Encontro das Águas, que o Rio Amazonas assim como o Rio Negro e todos os rios da Amazônia sobem e descem.
Ou seja.
Além de mamíferos, somos anfíbios.
A não ser meia dúzia de ambientalistas criados em cativeiro ou alguma biba antropóloga que insiste em impressionar seus amigos gringos, ninguém mais quer voltar para a taba.
Nós deixamos a taba e viramos mamelucos.
Mamelucos mamíferos anfíbios.
Alguns mais outros menos.
Nesse intervalo entre deixar a taba e virar branco na nossa mameluquice moramos em cidades que são arremedos de cidades.
Cidades construídas entre a mata e o rio.
Quem está na parte baixa da pirâmide social dessa sociedade desigual mameluca mamífera anfíbia, mora em beiradas de igarapés poluídos subproduto dessa cidade desigual, desumana e boçal.
Essas construções nem de palafitas podem ser chamadas.
Elas são como pus, uma excrecência da cidade esgoto.
Esses seres mamelucos mamíferos anfíbios estão virando gabirus.
Ratos grandes.
Ratos d’água.
Vivendo em tocas sujas como as dos ratos.
Enquanto isso os condomínios na faixa da terra mais elevada que tenta fingir que esse caos não existe continua a eleger o mesmo grupo vampiro mamífero que se alimenta do voto desses ratos.
A beleza da enchente é inegável.
A natureza na sua exuberância é como uma bela mulher grávida.
Que não sabe quem é o pai da criança.
Share:

Conversando nas nuvens

A possibilidade de você por todo o teu coração, teu rim, teu baço e pulmão
Em uma capsula que não seja a sua.
E ver flutuando em espaços as construções que te deixam nua
Abre a possibilidade de ver o que os magos vislumbram nos céus
Ou o Hendrix descabaça na rua
O Google Drive é uma ferramenta que transporta a alma
Quando ela é virtual, analógica ou digital.
Zipada para compartilhar os momentos sós
Flutuando no meio da lua.
Conversar sobre as nuvens deixa de ser
Uma coisa solitária ou de um cérebro demente
Loucura boa é loucura acompanhada
Que nem o amor quando pega a gente
Share:

Donna Summer morre e o Emo Sapiens tenta suicídio

Donna Summer morreu.
Dessa vez parece que é de vez.
Não há uma biba no planeta que não vá à loucura quando ouve Donna Summer na pista.
Chega coça.
Com a morte dela está rolando um luto geral no mundo gay.
O Emo Sapiens não é gay, ele é hetero que transa com homens só para se inserir no mundo cão.
Porem quando enche a cara só quer saber de peitos e xotas.
No outro dia, sóbrio, morre de raiva por ter tido uma recaída.
Ele gosta mais de ouvir NXZero, Forfun, Ramirez, Simple Plan, Blink 182 e outras bandas que fazem musica lesa para emos deprimidos.
Mas a Donna Summer é a droga musical do lado gay dele.
Um amigo cafajeste diz que para saber se o cara é gay, quando você for na casa dele e olhar para a parede e tiver um pôster da Marylin Monroe, olhar para a biblioteca e tiver Brumas de Avalon Um, Dois, Três, Quatro e olhar para os cds e tiver Donna Summer... Ah, parente, é biba!
O Emo Sapiens não tem nada disso em casa.
Ele gosta mais de ler Edgar Alan Poe, Kafka e outros góticos.
O Emo Sapiens que adora movimentos e marchas está promovendo uma espécie de ritual funerário para a Donna Summer na Ponte do Bilhão ao por do sol.
Vai ter musiquinha dela, flores jogadas do alto do vão central da ponte, algumas biritas que ninguém é de ferro, algumas cositas mas que todo mundo adora e talvez mais uma tentativa de suicídio fracassada do Emo Sapiens.
Afinal não é todo dia que se tenta um suicídio com plateia, musiquinha e o escambau.
Suicídio fracassado é sua especialidade.
Mas não custa nada tentar.
Share:

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Romance na CPI: Carlinhos e Demóstenes rolava

Nenhum meliante por mais burro que seja fica ligando para o cumplice de falcatruas 416 vezes em 386 dias só por conta do “trabalho”.
Ninguém liga sequer para a patroa tantas vezes no ano.
E essas línguas maldosas que permeiam a republica acham inclusive que as esposas de ambos não sabiam de nada.
Estavam de otárias na parada.
Pela quantidade de telefonemas um para outro, o caso era tórrido, quente e úmido.
Só pode.
Com essa revelação espera-se que as esposas comessem a dar com a língua nos dentes.
Nada pior do que ter uma inimiga intima.
Quantos bandidos dançaram por conta da deduração da mulher?
Um monte!
Isso também pode ser intriga desse pessoal do PT que adora criar fofoca.
Dizem também que a revista Veja sabia de tudo e chantageava o Carlinhos Cachoeira e o Demóstenes ameaçando botar a boca no trombone se eles não continuassem a armar escândalos contra o PT.
Só sei que Brasília não será mais a mesma com essa noticia.
O perigo é a ala gay do Congresso ficar solidária com os pombinhos e ai ferrou.
Essa CPI ainda promete dar muita prega rainha inflamada.
Quer ver espia só!
Share:

quarta-feira, 16 de maio de 2012

A quem interessa a má fé do Veta Tudo?

Todo mundo sabe que em regime presidencialista democrático um presidente não pode simplesmente ignorar as determinações do Congresso que também é eleito pelo povo.
Pode ser fuleiro, mas é eleito pelo povo.
Todo país tem regras sobre meio ambiente e exploração das suas riquezas.
O Código Florestal é mais uma delas.
Esse código precisa se ajustar aos rumos que o Brasil quer dar ao seu destino.
Se quiser ser só uma selva, um zoológico aonde os gringos vem dar pipoca para os aborígenes exóticos e vez por outra comer as filhas deles, ou ser uma potencia econômica que resolva o problema da fome e do atraso secular do seu povo.
A agricultura familiar e a de exportação podem ser afetadas por regras cretinas que impeçam a produção agrícola.
Tem que ter um meio termo que não torne inviável essa agricultura.
Tem que vetar as regras sobre o desmatamento nas margens dos rios e sobre o perdão de desmatadores safados.
O que já está desmatado no Brasil é suficiente para plantar o resto da vida.
Não precisa derrubar mais nada.
Mas vetar tudo é obra do demo que fica dando pilha em trouxa.
O Veta Tudo é pura má fé de quem só tem interesse em zoar a discussão.
Primeiro que nem a Dilma tem poder para vetar tudo.
E mesmo que ela tivesse, vetar tudo seria não ter código algum e só interessaria para latifundiários desmatadores e para o neo-colonialismo ambientalista que aposta na paralisia das colônias.
E para isso usa de bucha de canhão um exercito escoteiro de trouxas Ambientalista Criados em Cativeiro com suas roupas neo-hippies tirando umas por pura falta do que fazer.
Tem neguinho que embarca no Veta Tudo porque só amanhã sai a Marcha da Maconha.
E essa discussão não é coisa de trouxa zumbi.
Ela é papo de gente grande.
Ela envolve a nação e sua soberania.
Veta Tudo de cu é rôla, mano véio.
Share:

Dá a Cesar o que de Cesar e dá ao Nino o que é do Nino

Não se pode culpar o Amazonino e nem a turma dele pela enchente recorde da Amazônia que invadiu parte de Manaus.
Tem gente que está até gostando porque adora ser recorde.
Mesmo que seja recorde de arremesso de cuspe.
Mas quem gosta é porque não está com a casa invadida por agua podre dos esgotos barés e junto ratos, baratas, cobras e outra variedades de fauna e flora.
Ninguém podia culpar o imperador Cesar pelas tempestades de areia vindas do Saara que arrasavam o Antigo Egito, nem pelas pragas de sapos, cobras e lagartos jogadas pelos bruxos judeus, que até hoje se acham os eleitos filhos de Deus e podem jogar praga que pega.
Da mesma forma o Amazonino não “mandou” essa enchente toda para se vingar da cidade ou ganhar mais dinheiro com o Estado de Calamidade Publica que libera verba para o arrasta pé sem noção, sem nota fiscal e sem policia em ano eleitoral.
As áreas centrais de Manaus, hoje alagadas, foram construídas pelos ingleses há mais de duzentos anos.
O Amazonino nem tinha nascido.
É a única parte da cidade que tem esgoto e saneamento básico que preste.
As galerias pluviais construídas pelos ingleses há mais de duzentos anos são mais largas que a maioria das ruas construídas pelo resto dos caciques da taba.
E muitiiiiiito mais resistentes.
Tanto que estão em plena forma até hoje.
O resto da cidade, a favela espalhada que Manaus se tornou, isso sim é obra do Amazonino e da turma dele que está no poder só dançando nas cadeiras há mais de trinta anos.
É a dança das cadeiras dos vampiros.
Nessa era dos vampiros Manaus se tornou uma cidade sem saneamento básico algum,um sistema viário caótico, uma cidade sem plano diretor de porra nenhuma e pior, uma cidade sem calçadas, pois o que define uma cidade onde moram cidadãos são os lugares públicos, as praças e as calçadas onde esse cidadão possa exercer sua cidadania.
Manaus é jegue e boçal, é uma cidade voltada para o carro.
Aquelas palafitas arremedo de casa construídas as margens dos esgotos em que se transformaram os igarapés da cidade, é obra de uma administração que deixa seres humanos em condições de bicho para arrancar votos em toma lá dá cá.
Manaus é um brejo que o Rio negro volta e meia vem e mostra o lugar dela.
E a arrogância do povo dos condomínios mal copiados dos alfavilles de São Paulo fica achando muito exótico esse recorde de enchente.
Dá uma foto maaara para o Facebook.
Isso também não é culpa do Nino.
Share:

terça-feira, 15 de maio de 2012

Canibais pernambucanos vendiam empadas humanas há mais de anos na praia

Se você foi em Pernambuco ou Paraíba nos últimos anos e gosta de comer salgados na praia para não perder tempo e aproveitar melhor o balneário, não se preocupe.
Mesmo que você tenha comido uma deliciosa empada recheada até o tucupi como você nunca viu aqui.
Não se preocupe.
Faz tempo e seu organismo já digeriu tudo.
Espia isso, você que gosta de dar uma banda pelo nordeste.
As três pessoas presas em Garanhuns (PE) sob suspeita de matar ao menos três mulheres e comer partes de seus corpos contaram à polícia que assassinaram mais cinco pessoas, em Recife.
A informação é do promotor de Justiça de Garanhuns Itapuan Vasconcelos Sobral Filho.
Segundo ele, a confissão está no inquérito aberto pela Polícia Civil na cidade e foi repassada para investigação na capital.
"Eles citaram nomes de mulheres, como Iolanda e Fabíola, além de Jéssica, que seria a mãe da criança de cinco anos que vivia com o trio", disse o promotor.
Dois corpos mutilados de mulheres já foram encontrados enterrados na casa onde o grupo morava, em Garanhuns. Pedaços de ossos que podem ser de Jéssica também foram localizados em uma casa onde eles viveram, em Olinda.
Bom.
A sua sorte é que se você não comeu nem um tipo de salgado na areia de Boa Viagem ou redondezas, a chance de você ter comido carne humana em um restaurante que comprou a iguaria é de mais ou menos 30%.
O lance é esquecer.
Afinal, comer na praia, carne humana ou não, é realmente para não saber o que está comendo.
Né não?!
Share:

A “grande imprensa brasileira” saiu do esgoto

A CPI do Cachoeira fez a chamada “grande imprensa brasileira” sair do esgoto em que se escondia.
Na verdade essa CPI é da Veja e da Globo.
As escutas da Policia Federal provam o envolvimento da revista Veja com o mafioso Carlinhos Cachoeira, senador Demóstenes e outros políticos para produção de escândalos e chantagens politicas e financeiras.
Durante dez longos anos a Veja fez negócios com mafiosos para criar escândalos contra o governo que ela faz oposição para de noite a Rede Globo bombardear no Jornal Nacional.
Com ou sem provas. Pura chantagem.
As duas faziam tabelinha.
Batiam um bolão.
Parecia Ganso e Neymar.
A imprensa brasileira não é baluarte da democracia.
Nunca foi.
Essa chamada “grande imprensa brasileira” ainda é resultado do tempo da ditadura militar.
Todos apoiaram as torturas e as prisões da ditadura militar.
Todos os barões da mídia, a família Marinho da Rede Globo, a família Frias da Folha de São Paulo, a família Civita da revista Veja, a família Mesquita dona do Estadão e por ai vai.
Todos remanescentes de famílias da elite do sudeste brasileiro que detestam trabalhador e governos trabalhistas.
A imprensa obedece a lógica da casa grande e detesta a senzala.
Graças as redes sociais essa cachoeira de excrementos está saindo do esgoto.
Ontem a tag #avejaestácomedo bateu todos os picos de repetição no Twiter.
Agora já era.
Nem adianta voltar para o esgoto, agora chegou a vez da imprensa brasileira dizer qual é a dela.
Qual é o negocio dela.
Qual é o nome do sócio dela.
A casa caiu.
Perdeu mané!
Share:

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Afinal de contas, alguém viu as fotos da Carolina Dieckmann?

Acabou a noticia enguiçada sobre as fotos da Carolina Dieckmann nua que teriam vazado na internet.
A polícia prendeu os meliantes.
A atriz Carolina Dieckmann ficou muito satisfeita com a identificação rápida dos suspeitos de terem roubado e divulgado suas fotos na internet, afirmou o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, o mesmo que está defendendo a turma do Demóstenes e do Cachoeira.
Vai ver eles que estão pagando.
Esse pessoal da Rede Globo gosta de usar o mesmo advogado sempre.
Sobre as fotos fantasmas da Carolina Dieckmann que ninguém viu, tem uma noticia muito pior.
Parece que roubaram também as fotos da Ana Maria Braga e colocaram em um site pornô.
No mesmo site que estão às fotos da cantora Gretchen e da Hebe Camargo.
Esses meliantes pervertidos e tarados deveriam deixar essas senhoras em paz.
Do jeito que a coisa vai, daqui a pouco vão por da vovó Mafalda também.
Ai é muita sacanagem!
Share:

domingo, 13 de maio de 2012

Mãe é mãe, paca é paca, mulher é tudo...


Todo mundo tem mãe.
Jesus teve mãe.
Meishu-Sama teve mãe.
Buda e Hitler também tiveram mãe.
Até o juiz de futebol tem mãe.
Você tem ou teve mãe também.
Portanto, antes de qualquer coisa vem à mãe.
Essa eterna discussão sobre quem nasceu primeiro, se foi o ovo ou a galinha, claro que foi a galinha, pô!
O ovo veio depois da invenção do toba da galinha.
E quanto a reclamar do tamanho do ovo, só reclama do tamanho do ovo quem não põe.
Por isso antes de falar mal de um filho, veja primeiro o tamanho do bico da mãe.
Claro que tem mãe que não vale o que o gato enterra.
Ser mãe não dá atestado de santa para mulher nenhuma.
Mas mãe é mãe, paca é paca e nem toda mulher é vaca.
Tem mulher que envergonharia a vaca.
Tem sorte um cara como eu que sou cercado de mulheres que de santa não tem nada.
Primeiro porque não querem ser santas, segundo porque são humanas demais para serem santas, terceiro ser santa é chato para caraleo, além de tudo não sei o que seria da vida sem essas mulheres.
Da minha vida ao menos.
Se existe algo acima de nós que possa ser identificado com o nome de Deus, não tenho a menor duvida que não é Deus, é Deusa.
A nossa grande mãe.
Até o formato do universo parece um útero.
E nós temos cara de ovo.
Share:

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Só faltam vinte centímetros... amor!

A gente fica até pensando que tamanho será esse pau.
Parece trecho de diálogo de filme pornô.
Mas é a conversa da mulher do prefeito de uma cidade qualquer do Amazonas sobre a cheia recorde que está se aproximando de leve.
Faltam só vinte centímetros.
Ai a farra da verba sem licitação e sem nota fiscal será proclamada de vez.
Só para o Amazonas vem uns trezentos paneiros de milhão de reais.
É grana pra chuchu.
É festa de cuia grande, como diz o caboco.
Logo em ano de eleição onde a verba vira vibe.
Vai parecer filme pornô mesmo.
Quer ver espia!
Share:

O Obama faz voltar à vontade de falar das flores

Voltou o Obama que deu esperanças de mudanças ao mundo nessa era careta.
Ao defender o casamento gay sendo o presidente da republica da maior nação do mundo, o negão peitou os conservadores americanos que são chatos para caraleo.
Com isso ele pode perder milhares de votos e perder a reeleição para presidente, mas o mundo civilizado agradece ao Obama essa coragem.
O negão voltou.
Essa atitude enche de coragem as pessoas que almejam, mudanças radicais nessa falta de bom senso onde os idiotas tem mais voz, os que insistem em proibir as liberdades tem mais autoridade, onde um Jose Serra resolve parar de fumar e proibir qualquer bar de São Paulo de ser bar de fumante, onde uma bancada evangélica que tem inúmeros gays enrustidos, quer pautar a discussão sobre casamento gay e aborto.
Enfim.
O negão deu outra cor ao planeta.
Um grande arco-íris se abriu.
O Brasil tem ido nessa direção com o governo Lula/Dilma.
A direção do sol, de divisão de renda, de crescimento, de abrir os porões, por isso essa impressão que tem mais corrupção, mais isso, mais aquilo.
Na verdade é que agora não se esconde mais as sujeiras como antes.
O sol está entrando e os ratos tem que correr para a rua.
Mas hoje é dia de falar de flores.
Quando parecia que estava virando só mais um politico conservador de merda, o negão resolve voltar.
Viva o negão Obama.
Share:

quinta-feira, 10 de maio de 2012

A Bienal do Livro versus Biblioteca Publica em reforma há cinco anos

Quando se diz que a politica cultural promovida pelo arquisecretário vitalício de corte e costura do estado do Amazonas é só para auto promoção, megalomaníaca e sumidouro de dinheiro, ainda tem gente da classe artística que se zanga.
Fica zangado, disque.
Na certa por ser mais um passador de pires que vive das migalhas dessa política cultural virulenta.
O mercado editorial de Manaus não existe.
Houve uma farsa chamada Editora Valer ligada por ganchos invisíveis ao arquisecretário vitalício de corte e costura do Amazonas que adora grandes eventos porque rola grana preta feito xuxu na serra.
Só porque elas custam caro.
Bienal e Festival megalomaníaco que contrata Global com cachês caros é com ele mesmo.
Essa Bienal do Livro em um estado que sequer tem editora de respeito para produzir seu mercado literário parece mais uma festa com o dinheiro do contribuinte para autopromoção.
O exemplo alarmante disso é ver a Biblioteca Publica da cidade fechada há cinco anos para reforma.
E esse jegue dando pinta.
Nem toda a opera do mundo vai dar verniz a quem é jegue.
Com seu exercito de bajuladores passadores de pires batendo palma.
Palma barata, diga-se de passagem, pois ele costuma pagar miséria para a claque local.
Caro mesmo só global.
Claro, com nossa grana.
Share:

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Mídia persegue fumante de careta

Hoje tem até a Marcha da Maconha e a imprensa conservadora morre de medo de falar mal porque pega mal falar mal.
Mas adora quando a marcha acaba levando cacete da policia.
Hoje você pode acender um baseado na boa dentro do carro e ir curtindo um songs que não pega nada.
Mas vai bebendo uma latinha de qualquer coisa para você ver como camburão aparece do nada para te parar e baculejar.
Não precisa nem ser cerveja, basta ser guaraná Baré em lata, que você vai ter o anus e saco invadido por mãos desejosas e carentes de um meganha enrustido qualquer.
Mas o pior de todos os crimes tem até espaço de deduração nos jornalões é fumar careta.
A Folha de São Paulo tem uma coluna dedicada a entregar fumantes de cigarro normal.
Tem um prazer doentio de entregar as pessoas famosas fumando seu cigarrinho tranquilas em qualquer lugar.
É a famosa “coluna cagueta”.
Todo dia tem um famoso fotografado fumando e exposto na primeira pagina da Folha de São Paulo.
Oia que bárbaro!
Parece que voltamos a idade média.
A sociedade avança com relação a maconha e volta para as trevas com relação as outras liberdades.
Em todo canal de televisão e todo jornal tem um Drauzio Varela de plantão.
Dizendo o que você pode ou não pode comer, beber, cheirar, fumar, cagar, morder, etc.
Tem campanhas "Um Dia Sem Cigarro", "Um Dia Sem Você" ou "Um Dia Sem Banho".
Viu aderir a campanha “Um Dia Sem o Drauzio Varela”.
Vá cagar regra na televisão alheia.
Mané!
Share:

Depois do Rick Martin, agora o John Travolta... Ôhh dó!

Os fãs dos Rick Martin levaram meses para se acostumar com a decepção e susto ao saber que ele digeria quibes.
Agora mais essa.
Massagistas estão processando o John Travolta por ter amassado o quibe deles.
Oh profissão mal compreendida essa.
Todo mundo quer bolinar massagistas.
Acha que massagista é pretexto.
Os fãs do John Travolta, não só as mulheres, estão muito decepcionados, pois ele vinha fazendo fama e fortuna fazendo papeis de homem duro, matador, assassino frio e tals.
Culpa do Tarantino que adora o Travolta nos seus filmes violentos.
Agora cai essa mística.
O assassino frio é também biba.
Ah nem.
Tem fã completamente desolado com essa noticia.
Pior que a mulherada fã do Rick Martin.
Sacanagem pô!
Share:

terça-feira, 8 de maio de 2012

Scargot se espalha pelas ruas do Vieiralves

Em Manaus é assim.
Ou é calça de veludo ou bundinha de fora.
Nos bairros pobres na periferia da cidade é comum ver a volta de epidemias abolidas no começo do século XX, como Dengue, Tifo e as comuns como Malária, Doença de Chagas e Mal de Hansen.
Isso é coisa do Zumbi dezoito.
No Vieiralves, bairro nobre da barelândia o que está importunado os nativos da região é o caramujo africano, um molusco que foi trazido para virar iguaria de restaurante fino.
Com ele se faz o scargot, comida francesa, coisa fina que gente do Zumbi dezoito nunca nem ouviu falar.
Igual ao caramujo africano tem uma plantinha linda que está invadindo a cidade como uma praga.
Só se vê dessa flor em casas e lugares públicos.
Ela dá de todas as cores.
São lindas.
Mas invasivas e maléficas para as plantas e insetos da região amazônica.
Que nem a tilápia que está matando os peixes dos igarapés de Manaus.
Ela não tem predador natural.
Mas isso não importa.
Já pensou que chic catar scargot pelas ruas do Vieiralves?
Manaus nasceu com vocação para ser metrópole.
Manaus é uma New York perdida nos zimboleus da mata amazônica.
Manaus tem até scargot nas ruas feito lama.
Te mete, manozinho.
Share:

Nas cheias do Amazonas, evangélicos e ambientalistas reinventam o “mito do fim do mundo”

A razão de existir da crença evangélica é morrer e ir para um céu que eles juram possuir um terreno comprado das mãos do pastor.
Dependendo do dizimo o terreno pode ser na orla ou no subúrbio.
Não importa.
O céu é o limite.
Os ambientalistas criados em cativeiro também invocam o mito do fim do mundo para justificar sua falta do que dizer para justificar suas crendices.
Vão desde o aquecimento global, a maior balela da humanidade desmascarada por todos os climatologistas de plantão, até o mito do spray devorador de camada de ozônio.
Tudo invenção do mercado que adora apavorar os aborígenes das colônias para continuar eternamente dando um craw em nós.
Com a ajuda prestimosa dos crentes ignorantes atrás de paraísos hipotéticos.
Os rios da Amazônia sobem e descem todo ano há mais d e 11,8 milhões anos, desde o período chamado pelos geólogos de Mioceno Médio (Na África, nessa época, o gênero humano nem existia).
Desde que os ancestrais dos barezinhos chegaram aqui saindo da Ásia pelas Ilhas Aleutas descendo pelo Alasca até chegar ao Encontro das Águas, que o Rio Amazonas assim como o Rio Negro e todos os rios da Amazônia sobem e descem.
Um ano mais, outro ano menos.
Nada que vá causar o fim do mundo.
O máximo que vai causar é o enriquecimento ilícito dos governadores e prefeitos das cidades alagadas por conta do tal Estado de Calamidade Publica.
Isso sim é um diluvio de roubalheira do fim do mundo.
Quanto a nós barezinhos é só ficar na janela vendo essa procissão de maluco passando.
Só espiando.
Share:

Cavalos dizem que agora os juros é com o jumento

O governo Dilma baixou os juros dos bancos estatais, Caixa Econômica, Banco do Brasil e BNDES para forçar os bancos privados a baixar as suas elevadas taxas de juros.
Os bancos privados do Brasil lucram horrores e já faz séculos.
A margem de lucro dos bancos privados chega a ser extorsiva e criminosa.
A Dilma pediu para que eles baixem os juros e eles responderam o seguinte através da FEBRABAN: "Alguém já disse que 'você pode levar um cavalo até a beira do rio, mas não conseguirá obrigá-lo a beber água'.
Bom.
Ai já estão tirando sarro da cara da gente.
Como eles acham que o povo que usa seus serviços é jumento por pagar as taxas bancarias mais altas do mundo, a conversa fica restrita a equinos.
De um lado um jumento explorado pelos bancos, do outros os cavalos que não querem beber água.
A solução é deixar o cavalo com sede.
Basta os trouxas dos jumentos tirar as contas dos bancos privados e migrar para os bancos estatais.
Ai o cavalo bebe água, bebe urina, bebe esperma, bebe o que lhe derem na boca.
Quer ver espia!
Share:

Cachoeira, Demóstenes Torres, Gilmar Mendes e Arthur exilaram o honorável Paulo Lacerda

Gilmar Mendes e Demostenes Torres estavam zangados porque a Policia Federal tinha prendido e algemado o banqueiro Daniel Dantas, pai do esquema da roubalheira das privatizações do governo FHC.
Todas as telefônicas do Brasil foram vendidas para ele por preço de banana.
A negociata foi de bilhões e bilhões.
Durante quase cinco anos em que Paulo Lacerda dirigiu – e refundou – a Polícia Federal, a PF teve, então, orçamento que jamais teve ou voltaria a ter.
Durante esse tempo mais de 5 mil operações foram realizadas, centenas de criminosos de “colarinho branco” foram presos, o PCC foi atacado em seu coração financeiro. Na Satiagraha, a PF, já sob direção de Luis Fernando Correa, dividiu-se. Uma banda trabalhou para prender Daniel Dantas e os seus. Outra banda trabalhou contra a Operação; com a estreita colaboração, digamos assim, de jornalistas e colunistas que seguem por aí.
Para parar as investigações no rastro da operação, e tornados personagens de reportagem da Revista Veja de 3 de setembro, o senador Demóstenes Torres e Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), denunciaram: tinham sido grampeados pela Agência Brasileira de Inteligência, a Abin, dirigida por Paulo Lacerda.
O juiz Mendes, em companhia de outros ministros do STF, foram ao Palácio do Planalto “chamar o presidente Lula às falas”.
Fizeram o delegado Paulo Lacerda, diretor da Abin depor Comissão Mista das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional diante de uma dezena de parlamentares.
Sorrateiro, quase sem ser notado, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), ex-secretário de Segurança Pública de Goiás, aproxima-se de Paulo Lacerda e diz:
– Eu o conheço. Sei que o senhor é um homem sério e, com certeza, não está envolvido com estes fatos, com grampos. Estou aqui pessoalmente para lhe prestar minha solidariedade e demonstrar o meu apreço…
Naquele dia, a estrela da comissão foi o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM).
Virgílio perguntou a Paulo Lacerda se o ministro da Defesa, Nelson Jobim, tinha mentido ao dizer que a Abin possuía “equipamento de escutas”. Lacerda pediu ao senador para “fazer a pergunta a Jobim”.
Durante o interrogatório para humilhar Paulo Lacerda, Arthur Virgílio Cardoso com um tom avermelhado na pele bradou: disse não ser um “preso”, nem estar “pendurado” num pau-de-arara. E que Paulo Lacerda não estava “numa delegacia” e, sim, numa sessão do Congresso. Como acusado.
Bem ao feitio pseudo indignado do Arthur.
Paulo Lacerda seria temporariamente suspenso de suas funções; depois, sob intensa pressão política, seguiu para o exílio.
Por quase dois anos e meio, com a família junto, Paulo Lacerda foi Adido Policial na embaixada do Brasil em Portugal.
Tudo amplamente divulgado pela revista Veja e pelo Jornal Nacional de Rede Globo, todos cúmplices na tentativa de golpe contra um presidente eleito pelo povo brasileiro.
Isso foi uma conspiração contra a republica brasileira.
Agora esses bandidos desmascarados pelas gravações feitas pela PF estão soltos por ai.
O Carlinhos Cachoeira único preso.
Demóstenes Torres só vai perder o mandato e olhe lá.
O Gilmar Mendes continua ministro do STF embora menos arrogante com o rabo preso.
O Arthur quer ser prefeito de Manaus depois de ter perdido uma eleição para o senado.
O áudio dessa armação criminosa nunca apareceu.
É a vida que segue.
Share:

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Galinhada na Virada Manauara dá facada

Tudo bem que ideia original não dá em pé de tucumanzeiro muito menos em qualquer beira de rio.
Mas pera lá.
Copiar ideias boas até que passa, mas copiar fracassos é ideia de jerico.
Tudo que é feito em São Paulo ou no Rio de Janeiro em seguida alguém copia na cara dura e se apresenta de apresentado.
Parece até que aqui não tem televisão nem internet.
Mas apesar dessa ausência de ideia original, copiar as boas está valendo.
Só espero que esse povo besta não vá copiar a experiência fracassada da galinhada do Kassab onde rolou a maior pancadaria por causa desse povo feio classe C que nunca comeu comida de grife.
Uma galinhada feita pelo chef Alex Atala, o quarto melhor do mundo.
Embora galinhada boa é a feita na Bodega da Lora da Estrada do Turismo.
Se na Virada Cultural Manauara rolar uma jaraquizada na brasa vai dar a maior fuleragem.
Se no show da Piti ano passado quebraram a Praça do Congresso toda, mesmo sem comida jogada de piruada, imagina uma boca livre dessas.
Vai ter jaraqui voando para tudo que é lado.
Melhor não copiar essa ideia não.
Copia outra.
Melhor.
Share:

domingo, 6 de maio de 2012

A tal de lua Supernova deixou sequelas

Só alguém muito romântico mesmo para achar que uma lua cheia pode mudar alguma coisa nessa vida medíocre, limitada e idiota.
Como é que alguém pode achar que lua cheia, por mais plena que ela seja, por mais Supernova que ela se chame, vá fazer com que sua vida crie algum sentido de uma hora para outra?
Só doido mesmo para achar que isso possa ocorrer.
Hoje, depois de acreditar nisso e sair com meu amor passeando por baixo de nuvens pesadas de chuva baré que esconderam a tal lua Supernova, só me restou uma ressaca medonha de vinho misturado com cerveja.
Oh nojo!
Nunca mais acredito em lua Supernova.
Mas até o ano que vem eu esqueci essa ressaca.
E vou olhar pra cima e pirar de novo.
Share:

Hacker pervertido rouba fotos da Hebe Camargo nua

Já está parecendo golpe publicitário essa onda toda com umas fotos supostamente furtadas do computador da Carolina Dieckmann por um hacker desocupado.
A Carolina Dieckmann já teve dias melhores, ela já está meio sambadinha para que um hacker queira perder tempo roubando fotos dela.
Se fosse ao menos a Sandy.
Já está dando para desconfiar de lambança essa estratégia de chamar atenção, criar frisson na rede por conta de fotinhas de mulher fazendo cocô.
Está parecendo marketing viral barato.
E as fotos não aparecem, só fica no 171.
Daqui a pouco vai ter neguinho inventando por ai que tem fotos da Hebe Camargo e da finada Dercy Gonçalves nuas fazendo nado sincronizado.
Quer ver espia onde isso vai parar!
Share:

sábado, 5 de maio de 2012

Primavera Verão Riachuelo lança a moda "Maromba"

A Riachuelo sabendo que os rios da Amazônia sobem e descem todo ano há mais d e 11,8 milhões anos, desde o período chamado pelos geólogos de Mioceno Médio (Na África, nessa época, o gênero humano nem existia) acaba de lançar uma moda apropriada para a região, que sofre a cada ano influencia desses rios nojentos.
Desde que os ancestrais dos barezinhos chegaram aqui saindo da Ásia pelas Ilhas Aleutas descendo pelo Alasca até chegar ao Encontro das Águas, que o Rio Amazonas assim como o Rio Negro e todos os rios da Amazônia sobem e descem todo ano afetando Manaus com esse incomodo.
Por causa disso todo ano o caboco sobe e desce das marombas.
Maromba não vem de biba marombada, biba musculosa esquema californiana que faz jiu jitsu e fala “ae man!”.
Maromba aqui é um tablado de madeira que permite o barezinho ir subindo suas tralhas e bichos enquanto o rio invade sua casa.
Com essa preocupação em mente é que a poderosa da moda resolveu criar uma coleção prêt à porter somente para essa época das marombas.
O modelito é basicamente bota e mais qualquer coisa.
Pode ser acompanhada de uma tanguinha indígena, de uma calça comprida, ou de um vestido new hippie-chic que ambientalista adora usar.
A primeira dama do estado está dando a maior força para que essa moda pegue e vire parte da cultura regional.
As botas podem ser feitas de seringa futuramente.
Seringas vindas diretamente dos seringais da Malásia.
Disque agora vai virar moda desfilar pelas marombas manauaras.
Quer ver espia!
Share:

A Dilma baixa os juros e a Rede Globo pira

O mafioso Carlinhos Cachoeira está preso.
A pergunta é: Quem está pautando a imprensa nacional agora?
De acordo com as escutas da investigação da Policia Federal, durante dez longos anos foi o grupo do Carlinhos Cachoeira, senador Demostenes Torres, o “jornalista” Policarpo Junior, diretor geral de revista Veja em Brasília, que unidos pautavam o noticiário nacional.
Era uma fabrica de escândalos contra opositores políticos, empresários concorrentes ou qualquer um que atravessasse seu caminho.
Desde um presidente da republica eleito pelo voto da maioria do povo brasileiro, até um empresário que fosse concorrente.
O Lula só apanhava desses galerosos.
A revista Veja trabalha na chantagem midiática.
Nos mesmos moldes que o Rupert Murdoch fez na Inglaterra e agora está sendo julgado por esses crimes.
A parceria poderosa de revista Veja, Folha de São Paulo e da Rede Globo formam um quarto poder paralelo na republica brasileira.
Com a diferença que todos os outros poderes, tanto o legislativo, executivo e judiciário têm regras, e se violar essas regras tem punição.
A imprensa não tem e não quer ter regras.
Regulamentação da mídia eles chamam de “censura”.
Quem manda no Brasil, quem pauta o pensamento do Brasil é meia dúzia de donos de empresas de comunicação.
Aqui em Manaus os jornais, radio e televisão pertencem a uma quadrilha que elege e derruba quem ela quer.
São nossos murdochs tupiniquins.
A Rede Globo está pirando com a Dilma.
Deu agora para chamar de “populismo” qualquer medida que venha beneficiar o povo.
Beneficiou o povo é “populismo”, de acordo com a Rede Globo.
Baixou os juros é “populismo”.
Maltratar os velhinhos donos de banco para a Rede Globo é muita sacanagem, pô!.
Todo mundo está careca de saber de que lado essa grande mídia está.
Do lado de quem paga e pode mais.
Só que agora eles piraram de vez.
Essa Dilma vai dar tilt nesse povo.
A Rede Globo pira com a Dilma.
Share:

Só para os malucos: Hoje tem lua de perigeu


Perigeu não vem de periguete, juro.
Perigeu é o contrário de apogeu.
Uma lua em perigeu significa que ela está no ponto mais próximo possível da terra.
Se por coincidência a lua ficar cheia nesse período ela perece ser muito maior que uma lua cheia normal.
Chama-se esse fenômeno de “Superlua”.
Às 23h35 horário de Manaus a lua estará gravida.
Ela vai parecer ter mais 30% do seu tamanho normal.
Para as pessoas que mudam quando é lua cheia hoje é um dia ideal para enlouquecer.
Hoje é dia de pedir piedade para as pessoas caretas e covardes que não mudam quando é lua cheia.
Para quem não sabe amar e fica esperando alguém que caiba no seu sonho.
Como varizes que vão aumentando.
Como insetos em volta da lâmpada.
Como dizia o caboco Cazuza, que daria tudo para ver uma lua dessas mais uma vez.
Portanto malucos, se encaminhem para a beira do Rio Negro porque hoje tem Superlua, um bom motivo para viver ou morrer.
Pegue o seu amor e vá ver a lua.
Ou vá atrás dele se guiando por ela.
Share:

sexta-feira, 4 de maio de 2012

A Síndrome de Viúva do Arthur afetou a poupança dele

Deu no Blog do Noblat, aquele jornalista que a Policia Federal viu o nome dele na lista dos jornalistas pagos pelo banqueiro corrupto Daniel Dantas.
Pois é.
Só ele para dar ouvidos ao Arthur Virgílio Cardoso, a eterna e fiel Viúva Vivandeira do neoliberalismo tucano do FHC.
Depois de privatizarem as estatais lucrativas do Brasil para os amigos e sumirem com o dinheiro, perder uma eleição no Amazonas por ter esquecido que era daqui, ele vem atacando de economista e mentido sobre a mudança na poupança que o governo Dilma fez.
Espia isso.
“Um governo que mexe na poupança é capaz de quebrar qualquer contrato”.
Logo ele que fez parte ativa de um grupo que sumiu com o dinheiro da venda do Brasil para os “amigos”.
Em um embromes próprio de tucano que quando é pego roubando diz “eu estava somente subtraindo valores de outrem” o labioso Arthur tenta confundir o cidadão com essa perola.
“Em 16 de marco de 1990, uma tentativa fracassada de conter a hiperinflação resultou numa das intervenções mais radicais na economia do país. Um dia depois de tomar posse, o Presidente Fernando Collor e a Ministra Zélia Cardoso de Melo anunciaram o confisco de parte das contas correntes e da poupança dos brasileiros. A população, atônita, acompanhou a entrevista coletiva em que Zélia tentava explicar os tópicos do plano”.
Bueno.
Se isso não for má fé é puro delírio mesmo.
Esses patifes que venderam o Brasil e entregaram não cansam de apostar na falência mental das pessoas.
Eles acusam o Lula de analfabeto funcional, logo o cara que tirou o Brasil da linha da lama que a patota do Arthur deixou.
E tiram a gente de trouxas.
Só pode.
Share:

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Levaram o acervo de vestidos do Laerte

Muita sacanagem pô!
Oh raça desunida.
O genial cartunista e pensador Laerte Coutinho, autor dos Piratas do Tietê entre outros, teve sua casa arrombada enquanto viajava e os ladrões levaram computadores que continham sua criação de 12 anos de trabalho.
Porem o que mais abalou o Laerte foi terem roubado junto toda sua coleção de roupas femininas esquema Velhinha de Taubaté.
Depois que ele se assumiu como crossdresser, uma espécie de travesti com nome gringo, ele passou a usar modelitos senhora recatada, mais para tiazona que para periguete.
Esses modelitos são difíceis de achar.
São encontrados em brechós e lojas especializadas em moda retrô.
O Laerte anda desolado com a sacanagem.
Dizem que foram "amigas" invejosas que invadiram a casa dele para roubar.
Por favor devolvam os vestidos, podem até ficar com as obras.
Isso ele faz outras.
Começou uma campanha no Facebook “Devolvam os Modelitos do Laerte”.
Se não devolver vai levar um praga de tiazona que pega mais que catarro em banco de carro.
Nem vem.
Share:

A Harley Davidson do tsunami e a Carruagem do Berinho

Virou manchete no mundo a noticia do canadense que encontrou um container em uma praia do oeste do Canadá com uma motocicleta Harley Davidson dentro.
Disque ele veio trazido por correntes marinhas depois do tsunami que arrasou o Japão.
Só não se sabe se isso foi golpe de marketing da própria Harley Davidson em tempos de crise.
Esse povo faz tudo por dinheiro.
Se foi lambança, a ideia é genial.
O perigo é esse povo barezinho começar a copiar essa ideia.
Já pensou se aparece entre os búfalos da Ilha de Marajó, no meio da lama, a Carruagem do Berinho arrastada pela enchente recorde da Amazônia.
Ia ser o maior sucesso para o negócio de carruagem no Largo São Sebastião.
Outra ideia é se aparece atolado nos charcos de Belém o bondinho do Largo São Sebastião que anda sumido.
Olha que maravilha!
Ele seria devolvido em grande estilo, vindo de barco a vapor com todo o high society baré vestido a la belle époque e na proa o Berinho, de seringalista bem sucedido.
Que nem o Leonardo DiCaprio no Titanic.
E os colonistas sociais, profissão extinta na Europa no século 19, entrevistando os pessoal (sic).
Só tem que combinar com o paraense que achar o bagulho.
Vai que ele cisma de não devolver.
Né não!?
Share:

terça-feira, 1 de maio de 2012

América do Sul vai estatizar a Espanha

Depois da Argentina retomar da mão dos espanhóis a YPF, a Petrobrás deles, agora é a vez dos cucarachos bolivianos fazerem o mesmo.
O indígena e cucaracho Evo Moralez nacionalizou a Transportadora de Electricidad, empresa de transmissão de energia do grupo espanhol Red Eléctrica, para desespero da Rede Globo e da Miriam Leitão.
Hoje no Jornal Nacional vamos ver um espetáculo de indignação.
Afinal a Rede Globo é fã de privatização.
Nacionalização não é o negocio dela.
Por exemplo.
Se na época da chegada dos europeus na America do Sul, quando Francisco Pizarro aprisionou como refém o imperador Atahualpa e exigiu toneladas de ouro para libertar ele, a Rede Globo com certeza ia achar normal o pedido do Pizarro.
Quando o Francisco Pizarro trucidou em praça publica o imperador Atahualpa mesmo depois do resgate pago, a Miriam Leitão iria chamar de “Lógica de Mercado”.
Para a Rede Globo os espanhóis vão estar sempre certos.
Os brasileiros e os outros cucarachos errados.
A Rede Globo é fiel a “Teoria da Dependência” do FHC.
Aquela que prega que quem tem pau maior come o que tem pau menor.
Sem beijar na boca.
E fim.
Quer ver liga o Jornal da Globo para ver a cara do patibular William Waack hoje.
Quer ver espia!
Share:
Tecnologia do Blogger.

OCUPE REDE GLOBO

Loading...

Pesquisar este blog

Veja meu site profissional

Veja meu site profissional
Jorge Laborda é um cara metido a designer, escritor e a ser humano.

Blogs que vale conferir

Arquivo do blog

Definition List

Contact

Support