Um blog de crônicas da Barelândia para o mundo!

BTemplates.com

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Alhos e bugalhos que o Merval se atola


O Merval Pereira é garoto de recados do FHC e da politica americana para a América do Sul.
É daqueles jornalistas que envergonham profissão.
Especializado em genuflexão.
O cara até hoje está agarrado na politica neoliberal e nem viu que todo mundo abandonou a canoa furada.
Só ele continua mamando na leseira do FHC.
Ele e o Arthur Virgílio Cardoso, aquele ex senador que ia dar um pau no Lula.
Ambos como um exercito de Brancaleone perderam o bonde da história e nem anotaram a placa.
O Merval é um especialista contratado da Rede Globo para dar opinião sempre que se trata de falar mal do governo Lula / Dilma.
Ele é conhecido nas rodas como “Merdal Pereira”.
O imortal de um livro só.
Um livro que fala mal do Lula.
A presidente Dilma vai a Cuba e a imprensa brasileira que apoiou a ditadura militar entre em surto psicótico.
O Merdal Pereira junto.
A Rede Globo, a Folha de São Paulo, a revistinha Veja e o Estadão não param de dar manchetes sobre direitos humanos e a pobreza em Cuba.
Esquecendo-se de falar que o embargo é imposto pelos EUA.
Que Guantánamo, uma prisão americana que mantem prisioneiros ilegalmente inclusive com acusações de tortura fica em Cuba também, mas não é cubana
Essa imprensa de direita elitista de merda tem que dizer de que Cuba eles estão falando.
Ficam apostando na nossa falta de memória.
Parecem aparelho de imprensa americana dos anos 50 e 60 em plena época do macarthismo onde o inimigo era o comunismo extinto da União Soviética.
Esse povo sequer se recicla.
Nem os EUA estão nem ai mais para Cuba.
Só a imprensa tupiniquim jegue dos caraio.
Paralisada na elite paulista que perdeu o bonde.
Em um estado em que a PM é que manda.
Eta povo feio que perdeu o trem e não se toca.
Perlamordedeusio.
Share:

O risível macarthismo da imprensa brasileira


A presidente Dilma vai a Cuba e a imprensa brasileira que apoiou a ditadura militar entra em surto psicótico.
A Rede Globo, a Folha de São Paulo, a revistinha Veja e o Estadão não param de dar manchetes sobre direitos humanos e a pobreza em Cuba.
Esquecendo-se de falar que o embargo é imposto pelos EUA.
Que Guantánamo, uma prisão americana que mantem prisioneiros ilegalmente inclusive com acusações de tortura fica em Cuba também, mas não é cubana
Essa imprensa de direita elitista de merda tem que dizer de que Cuba eles estão falando.
Ficam apostando na nossa falta de memória ou de leitura.
Parece aparelho de imprensa americana dos anos 50 e 60 em plena época do macarthismo onde o inimigo era o comunismo extinto da União Soviética.
Esse povo sequer se recicla.
Nem os EUA estão nem ai mais para Cuba.
Só a imprensa tupiniquim jegue dos caraio.
Paralisada na elite paulista que perdeu o bonde.
Em um estado em que a PM é que manda.
Eta povo feio que perdeu o trem e não se toca.
Perlamordedeusio.
Share:

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Aplicativo facebookiano avisa quando alguém bloqueia você


Foi lançando um aplicativo novo para o Facebook que avisa ao usuário quando alguém bloqueia a sua conta.
Ou seja.
Agora você vai saber quem são as pessoas que estão de saco cheio da sua cara.
Também vai ficar mais fácil você medir a grau da sua popularidade pelo grau da sua rejeição.
Agora aquele “amigo” que sumiu da sua lista não vai poder mais dizer que largou de mão a merda do Facebook porque estava lhe dando problemas.
Você vai saber quem são os “amigos da onça”.
Talvez esse aplicativo não vá ajudar muito a você se relacionar com seu complexo de rejeição, mas francamente, melhor saber pelo aplicativo do que pelos outros que você não está com essa bola toda.
Porem, se você é do tipo que odeia ser rejeitado, melhor não baixar o programa.
A ignorância é bem melhor em certos casos.
Aliás, acho que em todos os casos.

Para baixar o aplicativo vá no meu site http://www.canoamultimidia.net/
(Obs: depois não diga que eu não avisei)
Share:

O monstro do armário cai na armadilha das redes sociais


As redes sociais vieram para substituir em boa hora a imprensa tradicional que há muito tempo virou jornaleco das elites politicas e empresariais.
A Teoria do “Parêntese de Gutenberg” que prevê o fim da imprensa tradicional, principalmente a impressa, por falta de credibilidade e custo do papel, parece estar se confirmando.
A internet virou a maior fonte de informação direta com o cidadão.
Embora as mídias tradicionais tenham tomado de assalto a internet também, com suas mentiras e noticias manipuladas.
Mas, nas redes sociais como o Facebook e Twiter, essas noticias são debatidas, interpretadas e rebatidas.
As redes sociais são uma doce armadilha para as pessoas que não perceberam a sua capilarização, a sua verticalização e sua abrangência.
A pequena merda falada em um comentário pode ser o fim de uma pessoa publicamente.
Pode ser o perfil publico que ela carregará para sempre.
Muita gente cai nessa armadilha esquecendo que tudo que é dito pode sofrer reply e bombar na rede.
Quando você tira do armário o seu monstrengo adormecido e fala coisas abomináveis para os outros, esquece que está fazendo isso para muita gente ler.
E que vai ter troco instantâneo.
E que também isso serve de prova para possíveis processos.
Exemplo disso é o que a Mazé Mourão escreveu sobre a chegada dos haitianos em Manaus.
Para fazer claque ao governador que lhe paga o jabá com o dinheiro publico oriundo dos impostos do povo, ela foi bem longe no seu preconceito de classe e racial em um post no seu blog.
Espertamente ela usou a empregada domestica para dizer as suas convicções abomináveis.
Pôs na boca da empregada as frases dela e transformou a empregada em “laranja”.
Essa gente adora “laranjas”.
Porém ela pode ser processada por crime de apologia ao racismo, crime hediondo e inafiançável pela lei brasileira.
Ela forneceu as provas escritas para isso.
Cuidado com seu monstro do armário.
As redes sociais podem levar você para dentro dele.
Share:

domingo, 29 de janeiro de 2012

A vinda dos haitianos e a vocação cosmopolita de Manaus


Manaus sempre foi cosmopolita.
Cosmopolita não é marca de eletrodoméstico, juro.
Desde o fim do século 19 com a fase áurea da borracha e a vinda dos comerciantes judeus, libaneses, sírios, turcos e europeus em busca do ouro negro como era chamada a borracha, Manaus não sofria uma onda de “invasão” populacional por estrangeiros.
A grande maioria dessas pessoas veio atrás de lucro fácil e acabou ficando, se misturando e se reproduzindo com os nativos e construindo uma cidade aos moldes europeus.
Lógico que o dinheiro que ficou foi migalhada comparada ao que o Império Britânico comeu.
Recentemente ouve uma nova onda vinda do sudeste asiático quando empresas coreanas vieram se estabelecer no Distrito Industrial.
Tem prédios inteiros na cidade somente ocupados por coreanos.
A Máfia Chinesa também veio nessa leva.
Antes nos anos 40 e 50 vieram os japoneses.
Manaus tem um bairro chamado Colônia Japonesa
Toda cidade que almeja ser cosmopolita como é Nova Iorque abriga em seu seio uma população formada por diversas etnias e culturas.
Manaus tem essa vocação.
Em breve vamos ver um bairro de haitianos em Manaus.
Que não seja mais uma favela resultado de invasão como é comum que aconteça aqui na cidade.
Existe até a indústria da invasão eleitoreira provocada por políticos em busca de voto.
Vai ser legal ver um bairro inteiro com negros bonitos falando francês.
E vai ser mais legal ainda ver um descendente de haitianos governando o Amazonas.
Afinal temos um governador descendente de árabes de primeira leva.
Manaus é uma Nova Iorque no meio da selva amazônica, o Haiti é aqui e que venham os diferentes.
Quem não é cosmopolita que se mude para a sua província.
E vire marca de eletrodoméstico.
Share:

sábado, 28 de janeiro de 2012

A risível xenofobia baré virou assassina


Uma campanha covarde comandada por uma elite que pasta no capim do dinheiro publico liderada por um governador de origem árabe chamado Omar Aziz que virou governador de paraquedas porque não foi eleito pelo povo para o cargo está transformando a chegada no Amazonas de haitianos foragidos de uma tragédia humanitária em martírio.
O mais horroroso de tudo é ver pseudo jornalistas intitulados “colonistas sociais” que não passam de alcoviteiros e bajuladores da mamata do governante e do dinheiro do povo embarcarem na campanha sórdida e xenófoba contra o povo haitiano que está vindo para o Brasil.
Lembrando que essa profissão “colunista social” foi extinta na Europa no século 19.
Agora todos além de xenófobos são cumplices de assassinato.
Um imigrante haitiano foi morto na noite dessa sexta-feira (27), no bairro Cidade de Deus, na Zona Leste de Manaus.
Inolus Pierrelys, 34, professor, casado tinha dois filhos e foi morto covardemente com vários tiros pelas costas.
De acordo com testemunhas, a vítima estava em frente à casa onde morava, na rua São Francisco, 270, assistindo a uma partida de futebol quando dois homens passaram em uma motocicleta e o avistaram de costas.
A dupla voltou e atirou à queima-roupa no haitiano.
Quem puxou o gatilho foi o governador Omar Aziz e seus “colonistas sociais”.
O Inolus Perrelys vai ser o símbolo da campanha que agora começo contra esses xenófobos, racistas, preconceituosos, desumanos filhas de uma puta.
Conto com a ajuda de quem tem humanidade no coração.
Share:

Na Inglaterra jornalista vai preso, no Brasil jornalista é que prende


A polícia metropolitana de Londres prendeu cinco pessoas: quatro funcionários do jornal “Sun” e um policial, em uma investigação sobre pagamentos ilícitos a agentes em troca de informações. Três jornalistas teriam cargo de editor, e um seria repórter.
O inquérito acontece em paralelo a outro da Scotland Yard que apura o escândalo dos grampos telefônicos no hoje extinto “News of the World”, publicado pela News International, do magnata australiano Rupert Murdoch.
Esta foi a primeira vez que o “Sun” foi relacionado diretamente ao escândalo. No entanto, a polícia informou que as prisões não foram feitas por causa dos grampos telefônicos, mas apenas por relatos de pagamento de propina a policiais em troca de histórias.
Se isso pega aqui no Brasil as celas iam ficar cheias.
A chamada “grande imprensa” brasileira é controlada por três famílias da elite tupiniquim.
A família Marinho dona da Rede Globo controla quase que 70% do mercado da televisão aberta e a cabo.
A família Frias controla a Folha de São Paulo, a família Civita é dona da Editora Abril que publica a revista ordinária chamada Veja entre outras.
Essa gente apoiou a ditadura militar e até hoje tenta controlar os destinos do povo brasileiro tentando a cada eleição eleger o presidente da republica da turma deles.
Quando não consegue vira partido de oposição usando as mesmas armas que na Inglaterra dá cadeia para dono de jornais e jornalistas corruptos.
Aqui quem acusa, julga, condena e manda prender é a chamada “grande imprensa” que tem dono, tem patrão e tem ideologia e quem não rezar com ela leva peia.
O Brasil precisa de várias reformas.
No legislativo e no executivo o povo tem o voto para mandar para o brejo os canalhas.
Só no judiciário é que a corja de bandidos de toga continua impune por não ter eleição.
E na imprensa que não quer nem que tenha leis para que jornalistas e donos de jornais bandidos sejam punidos como em qualquer país civilizado.
Enquanto a imprensa continuar pautando o país com seus desejos e ideologia, tentando criar a cada esquina um fato novo para paralisar um governo que ela não concorda e que não faz parte da sua panela, o Brasil vai ficar a mercê de revistinhas como a Veja que corrompe policiais, juízes, agentes do estado e planta escutas telefônicas ilegais em qualquer cidadão brasileiro.
Na Inglaterra isso está dando cadeia.
No Brasil dá a imortalidade na Academia Brasileira de Letras.
Share:

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Um banheiro feminino para crossdresser


O crossdressers não é travesti e nem travesti é crossdressers.
Não sei qual é o limite entre um e outro, mas eles dizem que é assim.
Um não é outro.
Tirando essa polemica de lado, a polêmica do momento é se essas pessoas tem o direito de usar o banheiro das mulheres ou não.
O Laerte, grande cartunista do universo rebelde e contestador dos HQs, autor de vários personagens como os Piratas do Tietê e outros, aos sessenta anos resolve virar adepto do crossdressers.
Os crossdressers são pessoas que vestem roupa ou usam objetos associados ao sexo oposto, por qualquer uma de muitas razões, desde vivenciar uma faceta feminina (para os homens), masculina (para as mulheres), motivos profissionais, para obter gratificação sexual, ou outras.
O crossdressing não está relacionado com a orientação sexual, e um crossdresser pode ser heterossexual, homossexual, bissexual ou assexual.
Apesar de ter virado uma senhora elegante, o Laerte é casado com uma mulher.
Em uma pizzaria uma senhora com a filha de seis anos o reconheceu e reclamou com o dono pelo fato do Laerte estar usando o mesmo banheiro que a sua filha.
Essa mulher tem razão.
Ninguém gostaria de saber que sua filha está dividindo um banheiro com um homem, mesmo de vestidinho travestido de Velhinha de Taubaté.
Imagina em banda de carnaval onde homem adora soltar sua fera enrustida vestido de menina entra no banheiro das mulheres e puxa a naba para fora?
Com certeza ia ser estuprado por meia duzia de taradas por lá.
O melhor dos mundos seria ter banheiros para o terceiro sexo.
Porque no banheiro dos homens não dá para essas senhoras usarem.
Pelo simples fato que banheiro de homem geralmente é um cocho que nem vaso tem.
E damas fazem o numero um e o numero dois sentadinhas.
O nosso é um mundo em mutação, as regras tem que ir mudando e os lugares públicos também.
Mas, principalmente a gente como ser humano tem que ir se adaptando e aceitando essas novas regras correndo o sério risco de ser deixado para trás atolado em preconceitos.
Um belo mundo nos espera pela frente.
Ou um belo caos.
Share:

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Quem não quer os haitianos é o cucaracho que paga pau pra gringo


O Haiti é um país cercado de misérias naturais e humanas.
Desde seu nascimento a ilha onde fica o Haiti e a Republica Dominica foi dividida.
Ricos americanos de um lado da ilha na Republica Dominicana e do outros os negros degredados descendentes de escravos que fizeram a fortuna dos ricos de agora.
E para agravar tem a questão natural da ilha que fica em cima de uma placa tectônica que vive causando terremotos constantes e de vulcões.
E a parte da ilha que mais sofre com isso é exatamente onde fica hoje o Haiti.
Por isso os brancos ricos não quiseram essa parte da ilha.
Hoje é um país de extrema miséria que precisa de solidariedade dos mais ricos.
O Brasil é um país em franco crescimento que precisa de mão de obra.
O Brasil é um país em formação.
Um país que recebeu judeus, árabes, negros, brancos, japoneses e os caralho.
Agora vem uns babacas de uma elite branca preconceituosa barelândia reclamar da presença desse pobres coitados em Manaus.
Essa elite barelândia que paga pau para entrar em Miami.
Metem até o dedo no toba deles na revista no aeroporto.
Dessa parte eles gostam.
Além de copiar o preconceito do Pai Branco do norte esquecem que Manaus foi formada por um bando de nordestinos degredados sem eira e nem beira.
E vá ver esse cucaracho barelandia preconceituoso de merda veio nessa leva de retirantes.
Quem tem medo de concorrência não se estabelece.
Tudo cabra safado.
Share:

Manual para acabar com relacionamento fala sério facebookianos sem traumas


A nova realidade da geração Y tomou conta também da geração X.
Ou seja, os velhos comportamentos setentistas da geração new age que pregava a liberdade nas relações de alguma forma se reproduziu na geração Y que usa o Facebook e o Twiter para tudo.
Inclusive para namorar sem se comprometer muito.
As pessoas se conhecem no Facebook, se avaliam pelas fotinhas do melhor ângulo as vezes melhoradas no Photoshop que são postadas e pelas bobagens ditas no perfil, imaginam um ao outro perfeitos e começam a sonhar uma relação perfeita.
Ai começa a merda.
Nada é perfeito.
Só existe perfeição dentro da bolha facebookiana.
Fora delas às pessoas tem chulé, fazem côco, peidam, arrotam e dizem besteiras.
São humanas.
Foda é tirar o tal “relacionamento fala sério” do perfil depois da decepção.
Vai parecer que a pessoa é inconstante, instável e na pior das hipóteses vai sobrar para a coitada da galinha que não tem nada a ver com isso.
Não sei porque essa comparação com vaca e galinha.
Acho um absurdo.
A forma mais educada e gentil de dar cabo de um precipitado “relacionamento fala sério” facebookiano é por outro “relacionamento fala sério” no lugar com fotinha e tudo.
Tipo a foto de uma televisão ultimo tipo full HD de 112 polegadas de LED com entrada HDMI e USB e Raitiuflaiti embutido.
E por no perfil que está namorando com ela.
Pode ser que dê certo e você não vire alvo de campanha virulenta dentro do Facebook da pessoa abandonada por seus hábitos galináceos.
Melhor ficar com fama de doido que de galinha.
Né não!?
Share:

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

A Luiza pegou o Mario atrás do armário


Sou do tempo da Luiza do Tom Jobim.
Aquela que escuta agora a canção que eu fiz pra te esquecer, Luiza.
Do tempo do Mario, aquele que te pegou atrás do armário.
A Luiza de hoje estava no Canadá e virou famosa nas redes sociais da noite para o dia.
O Mario até hoje vive no anonimato.
Ninguém sabe quem é esse tal de Mario.
Só que ele te pegou atrás do armário.
Esse armário esconde muita coisa e muita gente.
Até a Luiza um dia vai acabar indo parar atrás do armário do imaginário popular.
E lá ela talvez pegue o Mario.
E façam uma orgia sexual e se reproduzam pelos fins dos tempos.
As lendas urbanas em tempo de Facebook acontecem com combustão espontânea.
O imaginário popular hoje convive com outras mídias.
E pode ser produto de marketing viral.
É a manipulação do imaginário.
Como sempre foi.
Os comerciantes árabes e judeus quando chegaram no Amazonas inventaram que surubim por ser pintado dava lepra.
Até hoje tem caboquinho que não come surubim por conta disso.
Ficaram ricos exportando surubim para virar sushi.
Esse talvez tenha sido um dos primeiros exemplos de marketing viral.
E isso pega.
Um amigo meu passou a dar o toba nos idos dos anos setenta por ser fã do Rolling Stones, crente que o Mick Jagger dava também.
Quando soube nos idos dos anos noventa que o Mick Jagger era pegador é de mulher, era tarde.
Estava folote, como diz o caboco.
Nunca é tarde para você desacreditar em marketing viral.
Share:

Rede Globo e FHC lançam Aécio candidato para presidente


A Rede Globo pensa e trata o Brasil como um grande BBB.
Com direito a estupro transmitido ao vivo e tudo.
Ela apoiou a ditadura militar que torturava e matava opositores políticos.
Portanto um estupro a mais um estupro a menos não faz nem fá nem fú para a Rede Globo.
Todo ano ela tenta eleger seu candidato a presidente do Brasil e quando não consegue vira partido de oposição.
Agora lançou a mini série Brado Retumbante que fala de um jovem presidente eleito no Brasil mulherengo, que fala trem e é “honesto” em um mar de corruptos.
O perfil que ela quer vender o Aécio Neves.
O FHC em entrevista ao jornal inglês de direita “The Economist” lança abertamente a candidatura do Aécio.
A Rede Globo, o FHC, o Serra e os tucanos em geral são representantes do interesse do grande capital mundial no Brasil.
Eles são o porta vozes dos EUA aqui nos trópicos.
Tudo que for bom para o império é bom para nós.
Diz o livro do FHC “Teoria da Dependência”.
Um livro caduco como ele que diz o seguinte.
Se o estupro é inevitável, relaxa, goza, beija na boca, paga boquete, engole a gala e aproveita... besta!
Só que os tempos são outros.
A politica neoliberal que o FHC, o Serra que queria vender a Petrobrás para a Chevron assim como ele fez com a Vale, quebrou Wall Street e causou a crise mundial no EUA e Europa.
Só o Brasil ficou fora porque não privatizou o BNDES, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica e a Petrobras.
Graças ao governo Lula e Dilma.
Isso ajudou a injetar credito na economia brasileira gerando empregos e fazendo circular dinheiro.
A Rede Globo e os tucanos paulistas são sócios em tudo.
Inclusive na Privataria Tucana que vai virar CPI agora.
Vai ser bom ver esses marginais depondo no congresso.
Falando baixinho com o delegado da PF e agora deputado federal Protógenes Queiroz.
Vamos ver a coruja piar.
Share:

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

O tenista tcheco Nadal Cheratoba tem oxiúros


O Rafael Nadal é o tenista que goza de mais saúde entre todos.
Ele tem fama de ser um Miúra, uma raça de touro espanhol.
Mas, ver o Nadal jogar metendo o dedo no toba e depois cheirando a cada jogada que faz chega a dar nojo.
Deve ser oxiúros ou tuxina como diz o caboco.
No Amazonas era comum pegar essa lombriga quando era criança.
Dá uma coceira na boca do boga que dá vontade de esfregar no asfalto quente.
É deselegante para as pessoas ver alguém com o dedão atolado no rego e depois cheirar.
No mínimo.
Já estão até chamando o Rafael Nadal de Nadal Cheratoba, o tenista tcheco.
Algumas mulheres acham sexy homem estalar a cueca metendo o dedo no rego.
Foda é em seguida passar o mesmo dedo no nariz e na boca.
Que nem um amigo meu lombriguento do tempo da escola que tirava bustela, fazia bolinha e comia.
Na maior cara dura na frente de todos.
Provocava vômitos.
O Nadal Cheratoba bem que podia ir na Tia Dica, rezadeira das boas que tem remédio para tudo.
Gente com tuxina ela manda ficar de quatro, mela dois dedos na andiroba e taca na beirada do boga à vontade.
Depois enxuga a sobra com urtiga.
É batata.
Dizem.
Share:

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

2012 é o ano da mulher feia


Começou hoje o ano do dragão na China.
Dragão na China dá sorte.
Dragão no Brasil é mulher feia.
Também esses chineses trocam as letras direto.
Fazem bolsas, tênis, computadores e trocam as letras deles.
A China é um país de uma cultura de mais de cinco mil anos.
Os chineses construíam cidades enquanto no Brasil alguns índios mais fortes expulsavam do litoral para a Amazônia alguns índios mais fracos e frouxos.
Os chineses inventaram a pólvora, só não sabiam o que fazer com ela.
Mas enfim chegou a hora da China.
Dizem que em dez anos a China vai ser a maior economia do mundo e que em vinte anos terá ocupado o lugar dos americanos na hegemonia do planeta.
Portanto esse dragão da sorte parece que dá sorte mesmo.
Enquanto isso no Facebook o ano do dragão é mulher feia postando fotinha de bikini fazendo biquinho se achando.
Cada um tem o ano do dragão que merece.
Share:

sábado, 21 de janeiro de 2012

Amazonas tem o primeiro divorcio gay do Brasil


Tenho um amigo que é biba convicta, dá desde criancinha pros amiguinhos.
Daqueles que querem ser mulher, fazer operação e tudo, ter periquita mesmo.
Como ele era muito pobre, começou a fazer “michê” pelas bandas do Teatro Amazonas.
Se prostituiu por longos cinco anos e foi juntando a grana, até ter o suficiente para fazer a cirurgia de transplante de sexo.
Foi fazer no Marrocos, país que tem tradição nessas cirurgias. Correu tudo perfeito. O seu sonho de criança estava realizado. Ele agora era mulher de fato, com periquita e tudo.
Depois foi morar na França para arrumar algum marido francês.
Frances adora travesti brasileiro.
Um belo dia ele (a) resolve visitar a família que mora em Parintins no Amazonas.
Na volta, no avião da Air France ele (a) fez amizade com uma das aeromoças do vôo.
Marcaram de sair no Rio.
Tomaram o maior porre e acabaram dormindo juntos.
A biba doida se apaixonou pela aeromoça e casou com ela.
Virou lésbica e veio morar novamente em Parintins.
Durante algum tempo foi feliz.
Ontem separou, pediu divorcio.
Invocou que quer ser mãe e como é conservadora acha que para ter família precisa arrumar um marido homem.
Vai ser o primeiro divorcio gay do Brasil.
Esqueceu do detalhe do útero, a louca!
Share:

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Wikileaks, Megaupload... os tentáculos da direita americana não tem fronteira


A SOPA nem foi aprovada e já começa a valer no mundo afora.
A SOPA é o famigerado Stop Online Piracy Act (em tradução livre, Lei de Combate à Pirataria Online), abreviado como SOPA.
O projeto de lei amplia os meios legais para que detentores de direitos de autor possam combater o tráfico online de propriedade protegida e de artigos falsificados.
Essa porra dessa SOPA é uma forma de censura mascarada atrás da legitima luta por pagamento de direitos autorais por pessoas que usam a criação de alguém.
A direito autoral não é maior que o direito civil, que a liberdade de expressão.
Fim do ano passado a justiça americana aliada a inglesa e seus tentáculos na Suécia perseguiram e prenderam o australiano Julian Assange sob acusação de um estupro estranho que cheira a armação.
Tudo para tirar o Wikileaks do ar porque denuncia as barbaridades do governo americano.
Agora prenderam os donos do Megaupload, um grande site de hospedagem de conteúdo.
Prenderam na Austrália a mando da justiça americana.
Seus fundadores e empregados foram acusados por um júri dos Estados Unidos de um grande esquema de violação de direitos autorais.
A liberdade da internet não pode ser ameaçada pelo mercado fonográfico ou cinematográfico de lugar nenhum.
Esses mercados lucraram e continuam lucrando bilhões a cada ano.
Em nome desses lucros a liberdade da internet pode ficar ameaçada.
E o poder americano sobre os corações e mentes do mundo todo pode se ampliar.
Atrás dessas prisões está um grande avanço da direita americana republicana que usa métodos nazistas.
SOPA no cu dos outros é refresco.
Share:

Golpe do Boa Noite Cinderela no BBB (Bonobos Babacas Brincando)


O “estupro” que aconteceu com transmissão em rede nacional por uma emissora de televisão que tem concessão do governo para funcionar abriu novamente o debate sobre o papel do radio e da televisão aberta no Brasil.
Qual o limite que essas criaturas têm com relação a sua programação?
Até onde a busca pelo lucro imediato pode ir?
Vale tudo na televisão aberta que é uma concessão do estado?
O BBB é um formato de programa que confina pessoas e incentiva a cizânia, a disputa, a deslealdade, a escrotice e a falta de vergonha na cara.
Um programa onde as pessoas se sujeitam a toda sorte de baixaria em busca da fama e da fortuna.
Sem trabalhar.
É a televisão aberta incentivando vagabundagem.
Com festinhas de embalo regada à bebida e sedução barata de quinta categoria onde os músculos valem mais que a alma.
Tirando essa parte podre o BBB (Bonobos Babacas Brincando... que perdoem os bonobos, tadinhos), o programa tem lá suas virtudes e um lado educativo.
Exemplo disso é a questão sobre o fato do cara acusado de estuprar uma menina que tinha se acertado com ele para dar umazinha minutos antes, entre tapas e beijos com direito a mão naquilo e aquilo na mão.
A mulher chegou a pegar no pau do cara, bateu uma punhetinha e dorme.
Ai o negão continuou o serviço.
Quem perdeu foi a mané.
O lado educativo é... se o cara não fosse negão, ia ter essa celeuma toda?
Se fosse o galã loiro, branco de olhos azuis com cara de anjo barroco embaixo do lençol batendo punheta nas coxas da vaca... ia ter essa onda toda?
Outra questão muito educativa do evento é a nova tática inusitada usada por um dos “jogadores” do nefasto programa.
A garota envolvida no estupro inventou o golpe Boa Noite Cinderela versão BBB (Bonobos Babacas Brincando).
Ela pega um trouxa na festa, enche de cachaça o toba da vitima, seduz, pega na cacete e tudo, leva para a cama, deixa o trouxa maluco e depois finge dormir.
O cara continua que nem um cão Pequinês querendo enrabar uma cadela Dog Alemão.
No outro dia ela acorda e diz que não se lembra de nada, o cara é acusado de estupro e é eliminado do jogo e preso.
Ela na festa seguinte pega outra vitima.
Adorei ela.
A Viúva Negra do BBB.
Share:

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

A Amazônia é um pulmão com status de cu


A Amazônia sempre esteve na pauta das potencias como um eldorado a ser explorado.
Há quem ache que ela não tem dono.
Que o Brasil começa no serrado goiano.
Tem escolas americanas que mostram mapas do Brasil sem a Amazônia.
A exploração desordenada e cruel pelo qual a Amazônia tem passado durante séculos e que foi acelerada nesses últimos anos precisa ser revista e controlada.
A Amazônia é um patrimônio do povo brasileiro.
Ela precisa ser preservada e utilizada com muito critério.
Desmatar por desmatar para criar pasto para gado deve ser proibido.
Ela é muito mais valiosa em pé por sua biodiversidade.
Biodiversidade que deve ser explorada e gerar benefícios para o povo brasileiro que só agora está saindo da linha de pobreza.
A Amazônia não pode e não vai ser só um zoológico para turista passear e dar pipoca para os nativos famintos.
Ela vai ter que ser explorada e para isso vai precisar de energia elétrica, estradas, ferrovias, portos e toda a infraestrutura que cidades como Manaus, Belém, Boa Vista, Rio Branco, Porto Velho precisam.
A Amazônia não tem só índios como querem alguns.
A grande maioria dos seus “índios” já usam celular, laptop e estão morando nas cidades.
E esses “índios” tem que ter acesso à universidade, tecnologia, conhecimento e etc.
E que sejam passados na língua nativa deles e em português para preservar sua cultura.
Alguns desses “índios” falam inglês e não falam português por conta da “catequização” de alguns “indigenistas” gringos que pululam a região há séculos catequizando corações e mentes.
A Amazônia nunca foi pulmão de porra nenhuma.
Ela consome todo oxigênio que produz.
Essa balela dita por “cientistas” é a forma encontrada para tratar a Amazônia como o cu do mundo.
Onde todo mundo se puder mete o dedão.
Com a ajuda prestimosa dos traíras Ambientalistas Criados em Cativeiro.
Share:

Hora da mosca pousar na SOPA


Crianças odeiam sopa.
Piratas também.
As moscas adoram pousar em sopas.
A SOPA odiada da moda é o famigerado Stop Online Piracy Act (em tradução livre, Lei de Combate à Pirataria Online), abreviado como SOPA.
Um projeto de lei da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos de autoria do representante Lamar Smith e de um grupo bipartidário com doze participantes. O projeto de lei amplia os meios legais para que detentores de direitos de autor possam combater o tráfico online de propriedade protegida e de artigos falsificados.
Essa porra dessa SOPA é uma forma de censura mascarada atrás da legitima luta por pagamento de direitos autorais por pessoas que usam a criação de alguém.
O mundo está dando mais uma vez uma guinada a direita.
Essa guinada quebrou os países ricos e até a caixinha dourada do muro vergonhoso chamado Wall Street.
A solução que a direita encontra para resolver seus problemas é sempre ir mais fundo a direita.
Isso envolve censura, controle, muros, apartheids, câmeras de vigilância em tudo que é canto, proibições como fumar, proibição do aborto, programas cretinos como o BBB e por ai vai.
Tudo isso sempre acaba em guerra que é o grande negocio da direita dominante.
Por isso o EUA e os sócios no império vivem em uma guerra sem fim.
A bola da vez por causa dos poços do petróleo é o Irã.
Guerra sempre deu muito lucro para quem fabrica armas e ganha às guerras.
Essa lei é uma forma de censura descarada e uma tentativa de golpe contra a liberdade civil que a internet goza.
Talvez o ultimo refugio dessa liberdade.
Essa SOPA não desce nem com os caralho.
Viva a pirataria e as crianças que sabem o que é bom.
E as moscas que pousam nelas.
Abaixo a SOPA!
Share:

A falência do império faz voltar os olhos para o quintal ao sul


A quebradeira dos EUA e Europa provocada pela politica econômica errada que embarcou na conversa fiada do discurso neoliberal achando que era só atochar no toba dos outros para sair leite provou que toda faca tem dois legumes.
Mamaram nas colônias como o Brasil e acreditaram que a vaca gorda ia continuar a parir leite até o fim dos tempos.
Esqueceram de fazer a lição de casa que era trabalhar e dividir renda.
Eles começaram a pensar que trabalho é coisa de cucaracho do sul e que o negócio deles era só usar o suor dos trouxas.
Se foderam.
O Brasil passou a Inglaterra e virou a sexta economia mais rica do mundo.
O Brasil tem o pre sal, minérios a dar com pau, terras com sol o ano todo para cultivo, um oceano vasto e riquíssimo, está em cima dos maiores aquíferos de água doce do planeta e de lambuja é dono da maior parte da cobiçada Amazônia.
Por isso as potencias começaram a ativar as suas frotas de guerra esquecidas no nosso quintal.
O EUA reativou a Quarta Frota antes desnecessária por achar que do México para baixo estava tudo dominado.
Que nem na Rocinha.
“Afinal é nosso quintal mesmo e deixa esses cucarachos tomando conta”.
Com a falência do império, as riquezas do quintal ao sul virou a única opção.
O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, aprovou um plano de contingência para ampliar a presença militar nas ilhas Malvinas por causa do aumento da tensão entre o Reino Unido e a Argentina pela soberania na região.
Ou seja.
Vamos ver a máquina de guerra americana e inglesa navegando pelos mares do sul de olho no petróleo do pre sal e de lambuja na Amazônia.
Em um futuro próximo essa presença vai aumentar a espera de alguma provocação dos caseiros do quintal.
Basta uma tribo indígena do Brasil controlada por uma OGN gringa que está na região há séculos catequisando corações e mentes, acusar o governo brasileiro de agressão, pronto.
A desculpa esfarrapada para a invasão está consumada.
As reservas indígenas tem status de nação.
É molinho pedir para a ONU intervir.
Enquanto isso os traíras brasileiros travestidos de Ambientalistas Criados em Cativeiro estão fazendo o trabalho sujo para o império.
Estão sendo manipulados ou pagos pelo Neo Colonialismo Ambiental que de ambiental não tem nada.
Tem duas regiões que o império está de olho esbugalhado nesse momento.
O Irã e o quintal sul abaixo do México.
E eles vão vir para cima para pegar o que acham ser seu com sua máquina de guerra.
Ou é só paranoia de um sequelado neurótico?
Espia só pra ver!
Share:

Tomar café em silencio com você é o que me faz falta


De todas as coisas que me fazem sentir a tua falta quando estou longe de você é acordar olhar para o lado e montar conchinha cheirando teu cangote dormido e sentir o perfume misturado ao suor que vem do teu corpo.
Depois tomar café em silencio nas nossas manhãs sonolentas.
Ainda bem que não tenho ficado longe de você por muito tempo durante esses séculos em que nossas vidas se cruzam.
Não lembro nunca das nossas brigas e dos nossos cafés barulhentos e neuróticos.
Embora esses também sejam nossos.
Nem fumar um baseado, nem beber um bom vinho, nem a melhor musica de todas, nada é melhor que ter você comigo.
Ter você ao meu lado.
O nosso carnaval é nosso e o nosso tango também.
Dancemos então.
Share:

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Outra festa de arromba o toba dos outros no BBB (Bonobos Babacas Brincando)


O Brasil de norte a sul está ansioso para ver mais um estupro transmitido ao vivo pela Rede Globo.
A patuléia desvairada está só de olho para ver qual vai ser o tôba da vez.
O nosso nós todos sabemos que a Rede Globo pega desde a época da ditadura quando ela ganhou concessão vitalícia para ser a porta voz da verdade brasileira.
Mesmo sabendo que radio e televisão no Brasil é uma concessão do estado e que tem por obrigação pensar o melhor para a sociedade ao qual serve, nós todos sabemos que a televisão brasileira faz o que quer em busca de lucro fácil.
Enche de esgoto os lares brasileiros com uma programação propositadamente emburrecedora.
E foda-se.
Ao mesmo tempo em que a todo ano de eleição tenta eleger seu candidato a presidente da republica e quando perde vira partido de oposição.
Nenhum desses governos ousou cobrar dessa imprensa que ela cumpra seu papel.
Que é o de também educar.
Não de emporcalhar nossos olhos e ouvidos em busca de lucro a todo custo.
O pior que nem para divertir serve.
O BBB é um purgatório de mau gosto onde pessoas sem escrúpulos, vergonha na cara ou noção se submetem a toda espécie de degredo humano em busca de fama e fortuna.
E nós, os trouxas que pagamos por essa merda ficamos assistindo a estupros com direito a transmissão ao vivo.
Vamos ver qual é o toba da vez.
O nosso já foi faz tempo, parente.
Share:

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Duvida moderna: casamento gay tem dois maridos?


O marido do cantor Elton John, David Furnish, desancou Madonna na internet na noite de domingo (15) por conta dela ter ganho o troféu de melhor música original no Globo de Ouro com a canção "Masterpiece" composta para o drama "W.E.".
Furnish escreveu no Facebook: "Madonna. Melhor música???? Foda-se!!!!"
E ele escreveu mais: "Madonna ganhando melhor música original mostra como esse prêmio não tem nada a ver com mérito. O discurso de agradecimento dela foi vergonhoso em seu narcisismo. E as críticas aos shows de Gaga mostram como ela está desesperada".
Depois desse comentário surgiu uma enxurrada de criticas contra e a favor do “marido”.
Mas, a grande maioria estava contra o titulo “marido” já que em casamento gay não tem esposa.
Tem dois maridos.
Portanto um não pode ser “marido” já que o outro também é “marido”.
Essas coisas de mundo moderno está dando nó no cabeção.
O negocio está tão evoluído que tem coisa que ainda não tem nome.
Por isso tem gente por ai que usa o trivial.
O marido da biba.
Pronto.
Assim todo mundo entende.
Resta saber quem é o marido e quem é a biba.
E se tem isso.
Share:

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Estupro no BBB (Bonobos Babacas Brincando)


Na madrugada de sábado para domingo (15), o carioca Daniel e Monique dormiram na mesma cama depois de beberem muito na festa do programa de quinta.
Foi possível observar uma movimentação intensa do modelo enquanto a estudante pouco se mexia.
Ele bateu punheta em cima do corpo bêbado dela.
E gozou, de acordo com quem passou a noite vendo essa merda e é especialista em brechar a vida alheia.
Punheteiro conhece punheteiro.
A produção do programa chegou a chamar Monique no confessionário para checar a história, mas ela não confirmou que fez sexo com Daniel, apesar de ter questionado em seguida o participante do programa sobre o que ocorreu na noite anterior.
A Rede Globo encobriu o estupro ao vivo do BBB.
O Ministério Público do Rio de Janeiro afirmou que não poderá investigar o suposto caso de estupro no "BBB12" se a gaúcha Monique Amin não fizer uma queixa formal.
De acordo com a assessoria do órgão, Monique teria que prestar queixa em uma delegacia e apenas após investigação e abertura de inquérito na polícia o MP poderia entrar no caso.
Bom.
O Boni já negociou o estupro com a modelo.
Vão arranjar um jeito do modelo negão sair do programa escroto sem grandes prejuízos para a emissora escrota.
Só nós que nada podemos fazer contra o modelo de concessão de radio e televisão no Brasil que permite que uma única emissora seja dona de mais de 70% dos canais abertos e fechados.
A menina estuprada não vai denunciar porque ela foi lá para isso mesmo.
Ser enrabada ao vivo.
Já o povo brasileiro vai ser enrabado pela Rede Globo até o final dos tempos.
Mas quem assiste essa merda e gosta merece qualquer coisa.
Porque as pessoas que vão participar do BBB já venderam o toba para a Rede Globo faz tempo.
E essa imprensa não aceita ser regulamentada.
Share:

domingo, 15 de janeiro de 2012

Barezinho olhando o Rio pensa.. ahhh se Manaus fosse assim


Durante as férias no Rio fiquei hospedado na casa do Dr Afonso, ilustre manauara amigo dos amigos que mora em Laranjas, virei frequentador da Praça São Salvador.
Laranjeiras é um bairro encrustado em um vale entre duas montanhas.
Um bairro bem carioca e familiar onde se vê pessoas ocupando suas vastas calçadas cheias de arvores e suas praças com coretos e amplos espaços públicos.
A sensação que se tem no bairro é que o tempo parou em uma cidade onde as pessoas se conhecem há muito tempo e convivem sossegadamente.
Na Praça São Salvador artistas e músicos se reúnem para tocar, expor artes, ler poesias, enquanto as famílias passeiam em volta, jovens namoram no coreto, mendigos discutem por esmolas, boêmios conversam nos bares do entorno, isso tudo regado a cerveja e outras milongas mais.
Nesse domingo olhando isso tudo me veio à lembrança que volto na terça para a minha adorada Manaus onde moram os meus familiares e amigos.
E me entristeço em saber que Manaus está muito longe disso.
Que nunca vou ver a minha cidade com esse nível de vida.
Manaus é uma cidade triste, sem calçadas para seres humanos andarem, quando calçadas existem os carros logo ocupam.
Manaus é controlada há vinte e poucos anos por um mesmo grupo de políticos de merda de quinta grandeza que sistematicamente afavelaram a cidade e a pilharam até os ossos.
Manaus tinha um centro lindo, cheio de ruas largas e calçadas onde seres humanos podiam andar.
Depois de trinta anos ela se transformou em uma imensa favela onde existem dois shopping center no meio e condomínios de luxo cercados como se fosse um apartheid dividindo a cidade.
Nem as pessoas desses condomínios se conhecem.
A cidade não tem área comum que seja acessada por seres humanos para que esses interajam e conversem criando assim o que se chama cidadania.
Desde a Antiga Grécia era assim que se pensavam cidades.
Cidade vem de cidadão.
Esse ano é ano de eleição e os velhos políticos que afuleraram Manaus estão ai de novo se candidatando.
A não ser que a porra do deputado Praciano resolva sair de cima do muro e se candidatar a prefeito da cidade de Manaus tomando a galinha dos ovos de ouro dos galerosos.
Talvez assim a cidade possa mandar para casa esses políticos de quinta e possa voltar a sonhar em ser cidade.
Só assim.
Share:

No BBB cu de bêbado tem dono


Para poder falar mal da merda em que se tornou a televisão aberta brasileira é preciso ver, mas com olhar critico sem ter siricutico.
O BBB é o fim da falta de noção da televisão brasileira.
Um programa onde um bando de desocupados babacas ficam fazendo intrigas e pensando merda e faz um país de quase duzentos milhões de habitantes chamado Brasil parar para ver.
Claro que por falta de coisa melhor na televisão.
Todos os canais da tv aberta e fechada são de baixa qualidade.
No BBB o passatempo fútil é a guerra das bucetas travado entre as participantes com a intervenção de uma biba fazendo o meio de campo.
Essa formula tem dado certo e o BBB repete no decorrer de toda uma década de futilidades.
Esse já é o decimo segundo e parece que não vai parar por ai.
Ontem depois de mais uma festa onde os participantes enchem a cara para quebrar o tédio existencial típico do ócio humano de quem está confinado em uma casa aos bandos sem fazer porra nenhuma o dia todo, o lado animal fala mais alto e o ar fica empesteado de hormônios, o sexo parece ser o resultado obvio.
É que nem aprisionar bonobos adestrados.
E ontem não foi diferente.
Um casal encheu a cara e na hora de dormir juntos rolou pegação embaixo do cobertor.
A produção do BBB chamou a moça para saber se tinha sido consensual já que ela tinha afirmado ao acordar “que não lembrava de nada”.
O que se conclui que no mundo real “cu de bêbado continua não tendo dono”.
Mas no BBB tem.
Share:

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Mulher inglesa tem duas vaginas... imagina ela no BBB


A inglesa Hazel Jones de 27 anos, revelou a um programa de televisão ser possuidora de duas vaginas que convivem harmoniosamente lado a lado.
O diagnóstico foi feito quando Hazel, que mora em High Wycombe (Inglaterra), tinha 18 anos, após problemas decorrentes da menstruação anormal e a intervenção do primeiro namorado sério dela, que notou "algo diferente".
A loura contou ter perdido a virgindade duas vezes e ter feito exame duplo de Papanicolau.
Ela decidiu manter as duas vaginas.
Além das duas vaginas, Hazel tem dois úteros separados e dois colos de útero.
Bom...
Se uma não tiver ciúmes da outra, tudo bem.
O problema começa quando duas vaginas começam a competir entre si.
Ai é que tudo vai para o brejo.
A vantagem dessa mulher sobre as outras é inestimável.
Ela tem duas vaginas e um cú.
Olha que maravilha!
Se fosse há um século atrás ela bem que podia ganhar dinheiro no circo ao lado da Mulher Barbada.
Mas, nos dias de hoje, onde nada é mais estranho, ser possuidora de duas bucetas e um cú é uma grande vantagem.
Imagina essa mulher arrasando no BBB?
Não ia ter pra ninguém.
Ia dar o maior IBOPE uma mulher assim.
Todos querendo conseguir ver as duas vaginas da inglesa.
E tem mais.
As pessoas são tão pervertidas que mesmo sabendo que ela tem duas vaginas, ainda iam querer saber a situação do cú.
Eta povo feio!
Share:

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A guerra da granola


Surfando pela internet li em um site que iria haver um workshop sobre aquecimento global com a Amazônia, coitada, de pato na estória. Eu continuo achando que a Califórnia polui mais que a Amazônia, mas ninguém me ouve. Como tava de bobeira enfiando peido em cordão, resolvi ir conferir o que ia rolar de novo no repetitivo debate. Ao chegar encontrei uma amiga que há anos não via. Ela estava mudada, estava mais hippie, mas despojada, mais largada. Usava um vestidão tipo indiano caiçara new-hippie todo estiloso, devia ser caro, tinha etiqueta Forum e tudo. Sentamos juntos e ficamos de papo pseudo cabeça até percebermos que estávamos incomodando os demais na sala do debate. Resolvemos sair e fui convidado por ela pra esticar até sua casa, comer, beber e conversar. Topei de primeira e entramos no seu fusquinha 69 amarelo, uma graça, uma verdadeira proteção antifurto, nenhuma ladrão em sã consciência roubaria aquilo. Passamos em um supermercado antes, eu empurrando o carrinho e ela enchendo de arroz integral, grão de bico, ervas, lentilha e granola. Eu puxei uma garrafa de cachaça quando ela se distraiu na prateleira de cosméticos. Com o carrinho de compras abarrotado nos dirigimos ao caixa. Eu tava ensacando as compras quando ouvi um berro “Nãoooo ... nãooo ... saco plástico não!”, fiquei de bobeira sem entender e sem saber o que fazer. Ela me deu uma aula sobre o mal que faz ao planeta a utilização de sacolas plásticas de supermercado. Fomos carregando as compras na mão grande até o carro sob o olhar estupefato dos clientes tirando a gente de doidos. Claro que ela levava só as ervas leves, os enlatados estavam na mão do otário caindo a cada passo que eu dava. Chegamos à casa da louca e conheci uma amiga dela que dividia aluguel, arranjo muito comum entre pessoas que insistem em se achar estudantes de republica apesar dos cabelos e pentelhos brancos. Uma casa típica de neo-ambientalista, muito básica. Um tupezão indígena espalhado na sala e sobre ele espalhados despojadamente os lap tops, ferramenta imprescindível no mundo moderno. Manaus faz muito calor e pedi a minha amiga para tomar um banho, ela disse ok e ao entrar no banheiro fiquei admirado com a quantidade de cosméticos que havia ali dentro, parecia loja do Boticário. Tinha xampu pra tudo que é tipo de pelo e cabelo, sabonete liquido, sólido e gasoso, eu mal podia me mexer dentro da loja de cosméticos que elas chamavam de banheiro. Tínhamos bebidos umas cervas e eu estava doido pra urinar. Quando pus o cacete pra fora lembrei a tempo, do esporro que tinha levado da louca no supermercado, entrei em um dilema que me levou ao pânico. Não sabia se urinava no vaso ou no chuveiro, já que a ultima moda da filosofia ambiental é urinar em cima das próprias patas enquanto se toma banho, para não gastar água da descarga à toa. Decidi seguir a doutrina da louca e resolvi urinar no chuveiro. Foda foi sentir a fisgada na barriga anunciando vontade de dar uma cagadinha. Nossa!! Tudo, menos isso. Meu dilema aumentou. E quanto a cagar? Será que é no vaso ou no chuveiro também? Para não correr riscos, fiz tudo no chuveiro. Dificil foi dar fim a quase um quilo de puro barro pós cachaçariano. Estava quase acabando a operação quando ouvi gritos e discussão vindos da sala, parecendo briga das feias. Corri pra lá e vi as duas se pegando pelos cabelos tentando dar bofetes uma na outra. Separei a custo a briga. Com as loucas mais calmas fui entender que a briga era porque uma estava comendo a granola da outra escondida. Furto de granola. Mais uma lição que tenho que aprender, nunca furte granola de ambientalista. Sugeri para que voltasse a paz, comecemos o bolo de maconha que estava sobre a mesa e fumássemos uns baseados de granola. Esperei algum tempo e falei que ia comprar cigarro “normal” na esquina. Peguei o primeiro busão que passou. Talvez a gente se encontre em algum outro workshop inútil e eu invento que não voltei porque fui abduzido pelo espírito do Chico Mendes a mando da Marina Silva. Mentira tem perna curta, minha grana também e meu tempo idem.
Share:

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

A Ponte Rio Negro de mais de bilhão apagou no apagão


Que coisa fofa é o Omar Aziz chamar o diretor-presidente da concessionária de energia no Estado, Eletrobrás Amazonas Energia, Marcos Aurélio Madureira Silva para uma conversa para explicações.
Ah tá.
O governador do Amazonas não sabe o que está acontecendo.
Imagine nós, os trouxas, que pagamos as contas?
Só a conta da Ponte Rio Negro, superfaturada, custou um bilhão e cacarecos.
Sem contar mais uns milhões só de iluminação.
Ah, mas acabou o gás, o diesel, a vergonha na cara.
Manaus gasta bilhões por ano em diesel para manter uma rede elétrica de uma cidade de quase três milhões de habitantes.
A turma do Omar Aziz está no poder há mais de vinte cinco anos.
Essa escola de políticos que se sucedem no poder vem desde o saudoso Boto Tucuxi, que formou Amazonino, que formou Eduardo Braga, Omar Aziz, Alfredo Nascimento e mais uma galerinha para ajudar a manter o plano de ocupação do poder por essa gente.
Te gente que rouba, mas faz.
Tem gente que rouba e sequer faz.
E tem muita mais gente que rouba e sequer vai preso.
O estado do Amazonas está entregue as baratas.
É um feudo politico onde a corrupção impera de cabo a rabo.
Manaus está em processo de colapso no que se refere à estrutura como cidade.
O transito, o saneamento básico e a rede elétrica estão supersaturadas.
E tem gente que é contra Belo Monte ou outra solução qualquer de grande demanda para o dilema de fornecimento elétrico de uma mega cidade como Manaus.
No meio de políticos corruptos e ambientalistas cretinos, o Manauara está ferrado.
Vai voltar ao neolítico e voltar a ser índio, como querem os corruptos e os Ambientalistas Criados em Cativeiro.
Share:

domingo, 8 de janeiro de 2012

Um barezinho espiando o Rio


Um bom esporte para quem é barezinho quando está de férias no Rio de Janeiro é ficar em um boteco na orla de Copacabana só para contar quantos barezinhos vão passar no calçadão.
Dá para fazer até aposta.
Eu apostei que ia passar uma biba colunista social barezinha meio burrinha que tem programa de televisão e que fala “os pessoal” e ninguém tem a coragem de ensinar para a biba como falar correto por medo da língua dela.
Foi batata.
Não tomei nem dois chopes e lá vem a biba de mãos dadas com uma amiga e a mãe dele.
O Rio de Janeiro continua lindo e continua sendo.
O resto é inveja das outras cidades por serem mais feias.
É complexo de feia.
Share:

UM BAREZINHO ESPIANDO O RIO


Um bom esporte para quem é barezinho quando está de férias no Rio de Janeiro é ficar em um boteco na orla de Copacabana só para contar quantos barezinhos vão passar no calçadão.
Dá para fazer até aposta.
Eu apostei que ia passar uma biba colunista social barezinha meio burrinha que tem programa de televisão e que fala “os pessoal” e ninguém tem a coragem de ensinar para a biba como falar correto por medo da língua dela.
Foi batata.
Não tomei nem dois chopes e lá vem a biba de mãos dadas com uma amiga e a mãe dele.
O Rio de Janeiro continua lindo e continua sendo.
O resto é inveja das outras cidades por serem mais feias.
É complexo de feia.
Share:

sábado, 7 de janeiro de 2012

Sobre os homens que não amam as mulheres


Acabei de ver tardiamente o filme “Os homens que não amavam as mulheres”.
Sensacional.
O filme é baseado nos três volumes que compõem a trilogia Millenium, obra póstuma do autor sueco Stieg Larsson: Os homens que não amavam as mulheres, A menina que brincava com fogo, A rainha do castelo do ar.
O filme é de tirar o folego e a crença que em sociedades igualitárias como a sueca, o preconceito contra mulheres, raças e credos não existam.
Lisbeth Salander é uma hacker esquisita, isoladona, antissocial e misteriosa que vinga as mulheres que se ferram nas mãos dos homens.
O filme choca pela capacidade de mostrar o que o ser humano é capaz de fazer com outro.
Para quem está de férias e tem um pouco de hacker no coração, baixei a trilogia pelo Piratebay. Org.
O link está ai, é só baixar.
http://thepiratebay.org/torrent/5838748/Stieg_Larsson_Millenium_Trillogy_(2009)_BRrip_720_AAC_x264_[L2S.
Share:

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Crônica de um baré olhando o rio... de Janeiro


O Rio de Janeiro continua lindo e continua sendo.
E nem adianta a Rede Globo e o Jornal Nacional inventar catástrofes naturais e outras mazelas que com certeza a cidade tem.
Mas o Rio de Janeiro é outro desde a ultima vez em que aqui estive morando aqui durante alguns anos.
As praças, as pessoas as ruas estão mais iluminadas.
O que caracteriza uma cidade é o seu lado humano.
Cidade é feita para pessoas e não para carros somente.
Cidade humana tem calçada e praças que possam ser ocupadas por seres humanos que nela vivem.
Manaus não tem isso. Manaus só tem shopping e olhe lá.
O grupo politico que se apoderou dos destinos da cidade há mais de vinte e cinco anos afavelou a cidade.
Mas, isso são outros quinhentos.
Quero falar é do Rio e seus cariocas bipolares que são simpáticos, sorridentes, bem humorados, mal humorados e resmungões.
Porque sabem viver e cobrar seus direitos.
Aprenderam a xingar o que lhes enche o saco.
Mas muitas das vezes esquecem a beleza da cidade em que vivem.
Não olham para fora do seu mundo.
Principalmente o “carioca zona sul” e sua maconha alienante.
Estávamos em Ipanema ontem sentados na areia ao lado de um grupo de meninas e meninos fumando maconha a toda hora.
Era um baseado atrás do outro.
Eles não falavam coisa com coisa que não fosse sobre acontecimentos do Facebook.
E sempre falando mal dos outros e dos não cariocas que empestam a “sua praia”.
Das três uma.
Ou o Facebook é uma péssima companhia das horas de ócio, ou nós “turistas” somos muito estranhos para eles ou a maconha que a galerinha estava fumando estava estragada.
Fora o fato do sotaque carioca carregado de moda não conseguir esconder que a maioria da rodinha era de Goiânia.
Foi muito ensaio para o verão no Rio.
Estava quase perfeito o sotaque.
Afora certas coisas, o Rio de Janeiro é de encher os olhos e principalmente o coração.
Share:

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

A “mídia tradicional” contaminou a internet


A chamada “grande mídia tradicional” há muito tempo vive do dinheiro de anúncios e principalmente do dinheiro do poder publico.
Quem tiver com a caneta na mão manda na mídia.
No caso do Brasil pela disparidade da concentração de riquezas construída pelo processo histórico de um país desigual, quem governa São Paulo manda e desmanda nessa chamada “grande mídia”.
No Amazonas aconteceu esse fenômeno junto a outro descaradamente aos olhos da lei.
No Amazonas os caciques políticos compram diretamente ou através de laranjas às concessões publicas de rádio e televisão.
E montam grandes jornais para fazer propaganda política ilegal durante o ano todo vendendo mentiras para a população.
Isso com o consentimento e tolerância de quem deveria fiscalizar.
Alguns jornalistas contaminados e viciados por essa corrupção da imprensa ficaram desempregados e desacreditados por serem só penas de aluguel desses caciques políticos.
Venderam a honra da profissão a preço de banana, e pior, venderam e entregaram.
Agora estão ressurgindo das cinzas através de blogs viciados para fazer política de aluguel na internet.
Quem pagar mais leva mais.
Esses blogs têm uma penetração muito grande em Manaus e no interior por causa da falência do antigo modelo tradicional de imprensa.
É mais cômodo e mais barato ler essas porcarias que saem nos jornalões través da internet.
Se é para ler mentiras e jogo sujo de poder melhor não pagar por lixo.
Pensa o leitor.
O poder desses blogs de aluguel é muito grande.
Eles já ultrapassam em numero de leitores a “mídia tradicional” e tem uma penetração no interior do estado quase imbatível.
O radialista de São Paulo de Olivença lê para seus ouvintes as “verdades” que esses blogs noticiam.
A distancia amazônica faz com que sejam a única forma de obter “noticia”.
Portanto cuidado, caro leitor.
Não vire inimigo dessa gente.
Você pode dormir um pai de família bem casado com uma mulher honesta e acordar veado, corno e ladrão.
Toda profissão tem regulação, a de jornalista não.
Jornalista fala o que quer quando recebe para isso.
Share:

domingo, 1 de janeiro de 2012

O ano nem bem começou já tem novidade a dar com pau


No começo do ano de 2011 o mundo feminino foi abalado com a declaração publica que o sex simbol Ricky Martin era biba.
Teve mulher que passou a vida sonhando em dar pra ele que até hoje não caiu em si.
Não acredita que o Ricky Martin seja gay.
Agora ele solta mais uma que vai acabar com o coração das mulheres incrédulas.
O cantor porto-riquenho e seu namorado Carlos González se casarão no dia 28 de janeiro em Nova York.
Segundo uma fonte próxima ao jornal porto-riquenho, Martin e seu companheiro se casarão na cidade americana onde no dia 24 de junho foi aprovado o casamento entre homossexuais.
Desde que anunciou ser homossexual em março de 2010, o artista porto-riquenho, que no dia 24 de dezembro completou 40 anos, se manifestou a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Seu pedido se estendeu a Porto Rico, onde o casamento ainda não é legal. Martin sustentou em junho que desejava que esse sonho se fizesse realidade em sua ilha natal.
Pelo embalo da noticia do casamento do Ricky Martin, o ano promete.
Vai ter a CPI da Privataria e quem sabe vamos ver o Jose Serra tratado como ele merece ser tratado.
Vamos ver o baluarte da modernidade e honestidade FHC ser chamado a depor sobre a venda de títulos da divida publica brasileira a preço de banana para os colegas franceses do Banco Paribas e por ai vai.
O Irã é a bola da vez. A guerra deve começar no começo do verão no hemisfério norte.
Só para os EUA e os europeus tomarem o petróleo dos iranianos.
O pretexto vai ser o mesmo inventado para justificar a guerra da Iraque.
Uma arma fictícia vai justificar a invasão e a carnificina desigual.
2012 é o ano que a profecia Maia alega ser o ultimo.
Vamos esperar para ver.
Share:
Tecnologia do Blogger.

OCUPE REDE GLOBO

Loading...

Pesquisar este blog

Veja meu site profissional

Veja meu site profissional
Jorge Laborda é um cara metido a designer, escritor e a ser humano.

Blogs que vale conferir

Arquivo do blog

Definition List

Contact

Support